Mutirão de limpeza recolhe 600 kg de resíduos em praias

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/ - 11/09/2018
Mutirão de limpeza recolhe 600 kg de resíduos em praias
11 de Setembro de 2018, 13h06

A ação contou com 44 pessoas entre voluntários e equipe do Parque Nacional da Serra da Bocaina.

No último sábado (1o), o Parque Nacional da Serra da Bocaina (RJ/SP) promoveu a primeira experiência de mutirão de limpeza de praias, costão rochoso e trilhas na área da Unidade de Conservação (UC). O mutirão foi realizado em Trindade nas praias do Meio e Caixa d'Aço, além de trilhas e Piscina Natural. A ação contou com a participação de 44 pessoas, entre voluntários e a equipe do Parque. O planejamento e a coordenação do mutirão foram realizados juntamente com a Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), Associação de Moradores de Trindade (AMOT), Associação de Barqueiros de Trindade (ABAT), Associação de Surf de Trindade (AST) e da ONG Caxadaço Bocaina Mar. A SOS Mata Atlântica apoiou o mutirão com a doação de camisetas e equipamentos para a coleta dos resíduos.

O objetivo era limpar os locais do Parque Nacional que recebem maior visitação. Foram coletados resíduos nas areias das praias, escondidos entre rochas e jogados na vegetação ao longo das trilhas. O trabalho resultou em mais de 600 quilos de resíduos dos mais variados tipos, que tiveram sua destinação adequada.

O material reciclável coletado foi doado para a Cooperativa de Catadores de Paraty. A maior parte do lixo encontrado era constituído de embalagens de bebidas (latas, vidros, garrafas PET), além de sacolas plásticas, embalagens de biscoitos, resíduos de apetrechos de pesca e bitucas de cigarro, mas também foram recolhidos absorventes, fraldas descartáveis e restos de comida.

Segundo o coordenador do mutirão, o analista ambiental Thiago Rabello, o mutirão foi um sucesso tanto por deixar as praias e trilhas de Trindade limpas, o que minimiza os impactos negativos sobre a fauna e flora e sobre a experiência dos visitantes na região, quanto pela participação de muitos voluntários e de instituições interessadas na conservação do meio ambiente.

Os resíduos sólidos deixados nas praias e trilhas muitas vezes são confundidos com alimentos e são consumidos pelos animais silvestres terrestres e marinhos, o que muitas vezes acaba por levá-los à morte, além dos inúmeros casos em que os animais se enroscam nestes resíduos, sofrendo deformações permanentes.

http://www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/20-geral/9954-mutirao-de-limpeza-recolhe-600-kg-de-residuos-em-praias
Recursos Hídricos:Poluição

Related Protected Areas:

  • UC Serra da Bocaina
  •  

    As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.

Our sites


Visit the other platforms developed by the Protected Areas Monitoring Program of the Instituto Socioambiental.

Support


This platform would not be possible without the help of our supporters.

Gordon and Betty Moore Foundation
 
© Todos os direitos reservados. Para reprodução de trechos de textos é necessário citar o autor (quando houver) e o site (Unidades de Conservação no Brasil/Instituto Socioambiental - https://uc.socioambiental.org) e data de acesso. A reprodução de fotos e ilustrações não é permitida. Entre em contato para solicitações comerciais de uso do conteúdo.