Reservas do Marajó discutem turismo de base comunitária

ICMBio - www.icmbio.gov.br - 06/02/2013
O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) acaba de promover o primeiro intercâmbio sobre turismo de base comunitária para as unidades de conservação da Ilha do Marajó, no Pará. As reuniões, que ocorreram de 27 de janeiro a 1o de fevereiro, foram realizadas na Vila do Pesqueiro, na Reserva Extrativista (Resex) Marinha de Soure. Além dessa unidade, participaram moradores das Resex Terra Grande Pracuúba, pioneira nesse tipo de discussão, e de Mapuá.

Os debates sobre o turismo de base comunitária nas reservas do Marajó começaram se intensificar no ano passado com a realização de um estudo sobre o potencial turístico da Resex Terra Grande Pracuúba, feito em parceria com o Instituto Peabiru, e de um seminário sobre o tema. O seminário, ocorrido em dezembro com o apoio da Coordenação Geral de Uso Público do ICMBio, reuniu representantes de 11 UCs do Pará e Amapá.

O intercâmbio teve objetivo de incentivar o diálogo sobre o tema por meio da experiência dos moradores das reservas com os turistas que os visitam. Ao todo, participaram 11 comunitários das Resex Terra Grande-Pracuúba e Mapuá e mais 20 da Reserva Marinha de Soure. Durante uma semana, eles receberam capacitação sobre os conceitos e desafios do turismo de base comunitária, organização social e alimentação.

As oficinas abordaram assuntos como conceitos e vivências criativas, o fortalecimento da identidade e diversidade cultural, valorização da biodiversidade, pertencimento à comunidade e à Resex, valorização do sujeito como protagonista de sua história, desenvolvimento sustentável, extrativismo, impactos do turismo sobre o meio ambiente, o patrimônio cultural, a comunidade e as ameaças do turismo sexual.

Foram tratados ainda temas como boas práticas na manipulação de alimentos, matéria prima local e suas características nutricionais, alimentação voltada ao turismo e alternativas de utilização da matéria prima local.

"O momento e local da atividade foram ideais para trabalharmos esses tópicos. As comunidades estão entendendo os desafios e as oportunidades do turismo de base comunitária e aproveitamos para identificar possíveis alternativas para os moradores que já desenvolvem a atividade", afirmou Aline Simões, Chefe da Resex Terra Grande-Pracuúba.

O intercâmbio contou com o apoio das secretarias de Educação e Trabalho do Pará, das universidades Federal do Pará (UFPA) e Federal Rural do Pará (UFRA). Foram também programadas ações futuras, como a elaboração de um plano de ação e a realização de um segundo módulo do intercâmbio em setembro.

O turismo de base comunitária é uma realidade para muitas comunidades extrativistas no Brasil. O ICMBio, por meio da Coordenação de Uso Público, trabalha o tema com as comunidades e, com o apoio de parcerias instituições públicas e privadas, busca oferecer capacitação aos moradores.

"Só assim, com o envolvimento da comunidade e parceiros, poderemos diminuir as dificuldades e criar uma rede de ação para desenvolver as atividades do turismo de base comunitária com mais consciência e participação, gerando novas oportunidades e buscando um desenvolvimento sustentável para as reservas extrativistas", concluiu Aline.




http://www.icmbio.gov.br/portal/comunicacao/noticias/4-geral/3674-reservas-do-marajo-debatem-turismo-de-base-comunitaria.html
UC:Reserva Extrativista

Related Protected Areas:

  • UC Marinha de Soure
  • UC Terra Grande-Pracuúba
  •  

    As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.

Our sites


Visit the other platforms developed by the Protected Areas Monitoring Program of the Instituto Socioambiental.

Support


This platform would not be possible without the help of our supporters.

Gordon and Betty Moore Foundation
 
© Todos os direitos reservados. Para reprodução de trechos de textos é necessário citar o autor (quando houver) e o site (Unidades de Conservação no Brasil/Instituto Socioambiental - https://uc.socioambiental.org) e data de acesso. A reprodução de fotos e ilustrações não é permitida. Entre em contato para solicitações comerciais de uso do conteúdo.