Paraty está próximo de se tornar Patrimônio Mundial

Diário do Turismo - https://diariodoturismo.com.br - 17/09/2018
Paraty está próximo de se tornar Patrimônio Mundial
17, setembro de 2018

Das agências com edição do DT

A candidatura do primeiro sítio misto brasileiro a Patrimônio Mundial defende a riqueza cultural e natural de Paraty e Angra dos Reis. Entre os dias 10 a 16 de setembro, especialistas do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (Icomos) e da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), órgãos assessores da Unesco, estiveram em missão no Brasil para avaliar o reconhecimento mundial do sítio.

A candidatura Paraty: Cultura e Biodiversidade trata de um território de 130 mil hectares, em que o centro histórico se cerca de quatro áreas de preservação ambiental. Com áreas cobertas de vegetação primária, estão o Parque Nacional da Serra da Bocaina; o Parque Estadual da Ilha Grande; a Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul; e a Reserva Ecológica Estadual da Juatinga. Se aprovado, esse sítio misto terá o reconhecimento como um patrimônio cultural e natural.

De 1.092 bens inscritos da Lista do Patrimônio Mundial, apenas 38 são mistos. A expectativa é que este local receba o título na próxima reunião do Comitê do Patrimônio Mundial. Evento acontecerá de 30 de junho a 10 de julho de 2019, em Baku, no Azerbaijão.

A candidatura é fruto de uma parceria entre o Ministério do Meio Ambiente, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Prefeituras Municipais de Paraty e de Angra dos Reis.

Patrimônio Cultural e Natural
Ao longo de uma semana, a missão de avaliação percorreu um extenso percurso. Sobrevoaram o Parque Nacional da Serra da Bocaina, caminharam por um trecho do Caminho do Ouro, onde há vestígios preservados desse patrimônio arqueológico, remanescente dos antigos caminhos criados para o interior do país. No centro histórico de Paraty, conheceram exposições de materiais litúrgicos no Museu de Arte Sacra, a Casa de Cultura, exposição de aves raras no SESC e comidas típicas do município que leva o título de Cidade Criativa da Gastronomia.

Nos parques, realizaram observação de pássaros, logo pela manhã. Na Aldeia de Paraty-Mirim, viram uma apresentação de jongo. O turismo de base comunitária do Quilombo do Campinho revelou a interação entre cultura e meio ambiente. Por meio da recuperação da mata atlântica com técnicas de agro florestamento. Na Fazenda Bananal, conheceram a produção agrícola em meio a uma agro floresta.

Em um passeio na Juatinga tiveram a oportunidade de conhecer o recortado litoral. O local possui cerca de 50 comunidades tradicionais caiçaras, indígenas e quilombolas. Após um sobrevoo de helicóptero pela área ambiental da Ilha Grande, desembarcaram em Angra dos Reis.

Etapas da candidatura
O processo de construção de candidatura começa com a preparação técnica do dossiê, entregue à Unesco em janeiro de 2018. Após a avaliação de especialistas do Icomos e IUCN, esses organismos farão um relatório final que subsidiará a análise do Comitê do Patrimônio Mundial. Até dezembro, os órgãos responsáveis pela candidatura, Iphan, Ministério do Meio Ambiente, prefeituras de Paraty, de Angra, e demais municípios envolvidos estão construindo, em parceria, um plano de gestão compartilhada do sítio.

O título desenvolve o compromisso internacional na proteção do sítio histórico e natural. Em Minas Gerais, Conjunto Moderno da Pampulha recebeu o reconhecimento da Unesco em 2016. Desde então, o sítio recebe cerca de 50 mil visitantes a mais, por ano. Em 2017, mais de 191,3 mil pessoas foram visitar a Pampulha.

https://diariodoturismo.com.br/paraty-esta-proximo-de-se-tornar-patrimonio-mundial/
UC:Tombamento

Related Protected Areas:

  • UC Serra da Bocaina
  • UC Juatinga
  • UC Ilha Grande (PES)
  • UC Praia do Sul
  •  

    As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.

Our sites


Visit the other platforms developed by the Protected Areas Monitoring Program of the Instituto Socioambiental.

Support


This platform would not be possible without the help of our supporters.

Gordon and Betty Moore Foundation
 
© Todos os direitos reservados. Para reprodução de trechos de textos é necessário citar o autor (quando houver) e o site (Unidades de Conservação no Brasil/Instituto Socioambiental - https://uc.socioambiental.org) e data de acesso. A reprodução de fotos e ilustrações não é permitida. Entre em contato para solicitações comerciais de uso do conteúdo.