As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
14/11/2016
Anavilhanas inaugura trilha e investe em turismo ecologico

Caminho em meio à floresta de terra firme proporciona ao visitante experiência única no parque nacional no Amazonas que abriga um dos maiores arquipélagos fluviais do mundo

O Parque Nacional de Anavilhanas acaba de inaugurar trilha de mais de 4 quilômetros em meio à floresta de terra firme. Durante o evento de abertura do mais novo atrativo da unidade de conservação (UC), gerida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), em Novo Airão (AM), foi feito plantio simbólico de uma bananeira sobre a fossa, permitindo o tratamento final do efluente.

Participaram do evento representantes do ICMBio, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e Secretaria Municipal de Turismo (Semtur) de Novo Airão, condutores da Associação de Operadores de Turismo de Novo Airão (Atuna), Flutuante dos Botos e do Hotel Anavilhanas Jungle Lodge. Anavilhanas é um dos maiores arquipélagos fluviais do mundo, com cerca de 400 ilhas de areias brancas banhadas por canais de água cor de chá.

A abertura da trilha, que tem início na base local do ICMBio, foi resultado de parceria entre a gestão do parque e o Hotel Anavilhanas Jungle Lodge, situado em Novo Airão, que viu na área uma oportunidade de ampliar o turismo ecológico na região. Para Alfredo Stefani, gerente do hotel, "a parceria oferece mais uma oportunidade de turismo sustentável, de se conhecer o destino Amazônia, o destino Anavilhanas, de maneira consciente".

A trilha, aberta inicialmente para pesquisa no passado, foi revitalizada para ampliar as oportunidades de visitação no parque. Além de trilhas terrestres, a unidade conta com outros atrativos, que variam conforme a época do ano: trilhas aquáticas cruzando ilhas e igapós, praias de areia branca que contrastam com as águas escuras do rio Negro, a paisagem do arquipélago, que pode ser apreciada por vôo panorâmico, e o Flutuante dos Botos, no qual os visitantes podem interagir com botos-vermelhos.

A base 2 localiza-se em ponto estratégico de acesso à porção de terra firme do parque, que compreende 40% da área da UC (cerca de 140.000 hectares do total de 350.469 hectares). Os outros 60% incluem o arquipélago das Anavilhanas. Com a ampliação da visitação, a gestão da UC espera melhorar, também, a proteção da área e de outras partes do arquipélago que fazem parte do trajeto dos visitantes, por via fluvial, da cidade de Novo Airão até a base.

Para Paula Pinheiro, responsável pelo uso público do Parque Nacional de Anavilhanas, a inauguração do novo atrativo turístico ocorre em um momento importante para as atividades de visitação na unidade. "Estamos finalizando a revisão do plano de manejo da unidade, que contempla o zoneamento e o aprimoramento do ordenamento da visitação. Além disso, estamos elaborando, em parceria com o Serviço Florestal Americano (USFS), o plano interpretativo, que estabelece diretrizes para aprimorar a comunicação do parque com os visitantes e demais públicos, visando à qualificação da experiência de visitação e uma maior aproximação com a sociedade".

http://www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/20-geral/8547-anavilhan...