As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
13/06/2017
Assinado plano de manejo de Fernando de Noronha

Documento, que readequa normas de uso e zoneamento da APA, concilia as necessidades da população local com a conservação do meio ambiente

Dentro das comemorações da Semana do Meio Ambiente, o presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ricardo Soavinski, assinou, na sexta-feira (9), o plano de manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) de Fernando de Noronha - Rocas São Pedro e São Paulo. A APA completa 31 anos de criação.

Além do presidente do ICMBio, participaram do evento o administrador de Fernando de Noronha, Luis Eduardo Antunes, o presidente do Conselho Distrital, Ailton Júnior, o chefe do Núcleo de Gestão Integrada (NGI) Noronha, Felipe Mendonça, e a coordenadora regional do ICMBio, Carla Marcon.

Durante a solenidade, a analista ambiental Carina Tostes Abreu, da Coordenação de Elaboração de Plano de Manejo do ICMBio, apresentou o processo de elaboração do plano da APA de Noronha e alguns de seus resultados.

A comunidade lotou o auditório da escola Arquipélago e comemorou muito a assinatura do documento. Apesar da relativa efetividade da primeira versão, o plano de manejo necessitava de uma readequação das normas e zonas que vinham trazendo dificuldades para a população da ilha.

Soavinski destacou a viabilidade e legitimidade do plano. "Foi muito bem construído, com fundamentação técnica, científica e com a participação da comunidade. Vai realmente fazer a diferença no processo de uso e conservação".

Para o administrador de Fernando de Noronha, Luis Eduardo Antunes, o plano é um ganho para a população. "Os moradores tinham necessidades de premissas básicas como morar e ganhar o seu sustento, agora podem regulamentar a situação de forma sustentável".

Eunice Ferreira, moradora de Noronha há 68 anos disse que o Plano de Manejo representa crescimento para toda a comunidade. "Foram cinco anos aguardando e estudando, verificando e analisando. Estamos todos muito contentes".

O gestor do NGI Noronha/ICMBio, Felipe Mendonça, destacou que as mudanças buscaram conciliar as necessidades da população local com a conservação do meio ambiente. "O processo foi bastante negociado e complexo, mas entendemos que conseguimos construir importantes consensos com relação ao território de Fernando de Noronha."

A partir de agora, o ICMBio Noronha vai visitar os bairros para divulgar o plano de manejo, juntamente com o Conselho Distrital e técnicos da Administração da ilha.

http://www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/20-geral/8974-assinado-...