As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Portal Amazonia - http://portalamazonia.globo.com
08/04/2009
Biblioteca flutuante do Museu Goeldi ganha mais tres mil livros

Mais de nove mil livros percorrerão os rios do Arquipélago do Marajó, a partir deste mês, a bordo do Barco da Leitura "Guilherme de La Penha", que o Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), patrocinado pela Chevron Brasil Ltda., entregou para os ribeirinhos da Floresta Nacional (Flona) de Caxiuanã em março deste ano, durante a realização da I Olimpíada de Ciências da Estação Científica Ferreira Penna (ECFPn).

O acervo do barco da leitura, que contava inicialmente com pouco mais de seis mil livros, foi incrementado, recentemente, com a nova doação de três mil publicações, feita pela Chevron Brasil por meio de seu Programa de Responsabilidade Social.

O objetivo da iniciativa é estimular o hábito da leitura entre as crianças e adolescentes que vivem nas comunidades da Floresta Nacional (Flona) de Caxiuanã, no Arquipélago do Marajó, onde o Museu Goeldi mantém, há pouco mais de quinze anos, a ECFPn.

O primeiro passo no sentido de trazer jovens amazônicos para o universo dos livros foi dado em março deste ano, na I Olimpíada de Ciências da ECFPn, quando o MPEG apresentou o Barco da Leitura "Guilherme de La Penha" aos alunos e professores da região. A previsão é de que a biblioteca flutuante do Museu Goeldi atenda cerca de 500 jovens distribuídos entre as comunidades de Caxiuanã, Pedreira, Laranjal e Lago do Camuin, do município de Melgaço; e Pracupi e Cariá, localizadas em Portel.