As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Jornal Agora - http://www.jornalagora.com.br
08/12/2011
Campanha buscara reducao de velocidade na area da Esec/Taim

Nesta sexta-feira, servidores da Estação Ecológica do Taim (Esec/Taim), com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), farão uma campanha para redução da velocidade na BR-471, no trecho que atravessa a unidade de conservação. A intenção é buscar a conscientização dos motoristas quanto à importância de eles reduzirem a velocidade ao passar pela reserva para evitar atropelamentos de animais. A ação ocorrerá das 10h30min às 18h, em frente à sede da Esec, onde está localizada uma das duas lombadas instaladas em julho deste ano no trecho.

Conforme Ana Carolina Canary, servidora do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) na Esec, os veículos que passarem pelo local serão parados e a equipe conversará com os motoristas, explicando os motivos da atividade. Também serão distribuídos adesivos da campanha aos condutores. Os adesivos têm a imagem do cisne-de-pescoço-preto, ave considerada como símbolo da Estação Ecológica, e os dizeres "Eu preservo o Taim. Respeite o limite de velocidade".

A ação será feita agora como complemento à recuperação do telamento do lado oeste da BR-471, que está quase concluída. Segundo Ana Carolina, em apenas um quilômetro, aproximadamente, as telas ainda não foram restauradas devido à necessidade de remoção de algumas árvores, serviço para o qual o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) está aguardando autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama).

A recuperação do telamento, objetivando mais proteção aos animais da unidade, teve início na primeira quinzena de junho e está sendo feita por uma empresa contratada pelo Dnit. No total, a reposição dessa proteção abrangerá 10,2 dos 15,64 quilômetros da rodovia que atravessam a Esec/Taim, sempre à margem direita da estrada, no sentido de quem se desloca do Rio Grande para Santa Vitória do Palmar. Essa obra, que era aguardada há nove anos, compete ao Dnit como medida mitigadora do impacto causado pela rodovia à unidade.

A Esec/Taim abrange parte dos municípios de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar. É a maior amostra de ecossistemas de banhados do Sul do Brasil e uma das mais ricas em diversidade de ecossistemas e de espécies.

http://www.jornalagora.com.br/site/content/noticias/detalhe.php?e=3&n=21181