As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

((o))eco - http://www.oeco.org.br/
11/01/2016
Danca das cadeiras: Sergio Brant volta para o Ministerio do Meio Ambiente

Mais uma troca de comando nas diretorias do Ministério do Meio Ambiente e autarquia, dessa vez a mudança foi voluntária: o todo-poderoso Sérgio Brant, que comandava a Diretoria de Criação e Manejo de Unidades de Conservação do ICMBio desde abril de 2014, saiu do cargo. A pasta tem a importante função de propor novas áreas protegidas federais.

Brant volta para o MMA no cargo de diretor de Programa da Secretaria-Executiva. Em seu lugar, assume Lilian Mitiko Hangae, que era subordinada ao agora ex-diretor.

Ele permaneceu 21 meses no cargo no ICMBio. A principal polêmica envolvendo o agora ex-diretor foi a proposta de mudança de categoria do Parque Nacional Marinho de Alcatrazes para Refúgio da Vida Silvestre. A sociedade civil luta pela criação de um parque no arquipélago de Alcatrazes há pelo menos 20 anos. Alcatrazes é um santuário marinho localizado no litoral norte de São Paulo. A proposta de criar outro tipo de Unidade de Conservação no local causou revolta, gerou discussão e carta aberta da sociedade civil.

Os ânimos só foram acalmados quando o presidente Maretti esclareceu que as propostas ainda estavam em estudo e que nada havia sido decidido ainda.

http://www.oeco.org.br/blogs/salada-verde/danca-das-cadeiras-sergio-bran...