As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

G1 - http://g1.globo.com/
23/06/2016
Estrada parque e aposta para impulsionar turismo em Cunha, SP

Prefeitura espera aumento de 30% no movimento neste inverno.
Pousadas estão com 90% de ocupação; estrada abre oficialmente dia 1o.

A reinauguração da RJ-165, estrada que liga Cunha (SP) a Paraty (SP), no próximo dia 1o, é a aposta para aumentar o turismo na temporada de inverno nas montanhas do Vale Histórico - o destino atrai turistas de todas as partes do país. A Secretaria de Turismo de Cunha, na Serra da Boicaina, espera que o aumento no fluxo seja de 30% neste ano em relação ao ano passado.

A estrada Paraty-Cunha foi planejada para que, além do acesso, fosse também um corredor turístico. A via cruza o Parque Nacional da Serra da Bocaína, reserva de Mata Atlântica, e contempla quem passa pelo local com a paisagem da fauna e flora nativa.

Segundo o Departamento de Estradas e Rodagem do Rio de Janeiro (DER-RJ) o acesso teve investimento de R$ 105 milhões para execução da obra, que está em fase final - a inauguração será dia 1o de julho, segundo a prefeitura de Paraty. Por causa das restrições ambientais, a estrada é aberta ao tráfego apenas até às 17h.

O projeto foi feito com base no antigo caminho construído pelos escravos entre os séculos 17 e 19, a partir de trilhas indígenas. A rota fazia a ligação entre Minas Gerais ao Rio de Janeiro e a São Paulo durante o Ciclo do Ouro.

A expectativa da prefeitura, que já recebe anualmente 127 mil turistas, é de que o número cresça com o acesso pela estrada. O o número de visitantes do Rio de Janeiro deve aumentar.

"Por ser uma estrada parque, por si só um atrativo turístico, vai atrair curiosos", diz Marivaldo Rodrigues, secretario de Turismo de Cunha. Segundo ele, neste ano a ocupação dos hotéis e pousadas para temporada de inverno já chega a 90% na cidade.

Pontos turísticos
A 223 quilômetros da capital paulista, Cunha é opção para quem prefere o lazer mais próximo da natureza e não quer a agitação de Campos do Jordão. A cidade tem como principais atrativos a mata e as montanhas, com o Pico da Macela e o Parque Estadual da Serra do Mar.

A Pedra da Macela fica a 1.840 metros de altitude e é um dos pontos favoritos de quem passa pela cidade. Do alto, é possível ver toda a região serrana da cidade, além de ter como vista a Baía da Ilha Grande e Angra dos Reis. O passeio pode ser feito acompanhado de um guia turístico.

O Parque Estadual da Serra do Mar tem trilhas pela rota dos rios Paraibuna e Bonito, além de cachoeiras. Aos finais de semana e feriados as visitas guiadas são gratuitas com saída às 9h.

Outro famoso ponto da cidade é o Lavandário. O cenário tem mais de 30 mil pés da espécie e é inspirado em cenários franceses. O local fica aberto de sexta a domingo, além de feriados - a entrada é gratuita. No lavandário ainda há um restaurante com pratos que trazem lavanda no cardápio.

http://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/inverno/2016/noticia/2016/...