As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
18/09/2013
ICMBio modifica conselho deliberativo de Resex no Para

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) publicou no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (18), a Portaria no 227 que modifica a composição do conselho deliberativo da Reserva Extrativista (Resex) Rio Xingu, localizada no Pará.

O conselho deliberativo é um instrumento de gestão que permite a participação da sociedade na administração da unidade de conservação (UC) e é composto por representantes de órgãos governamentais das três esferas de poder e da comunidade. Entre as suas funções, participar da elaboração do regimento interno, do acompanhamento, implementação e revisão do Plano de Manejo da UC, buscando a integração da unidade com as demais áreas protegidas e com o seu entorno.

De acordo com a Portaria no 227, o conselho deliberativo da Resex Rio Xingu será presidido pela chefia da UC e composto por representantes do ICMBio, da Coordenação Regional Centro-Leste do Pará da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), do Campus Universitário de Altamira da Universidade Federal do Pará (UFPA), da Secretaria Municipal da Gestão de Meio Ambiente e Turismo de Altamira (SEMAT) e da Secretaria Municipal de Saúde de Altamira (SESMA).

Além deles, vão integrar o conselho representantes da sociedade civíl, do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM), do Instituto Socioambiental (ISA), da Fundação Viver, Produzir e Preservar (FVPP), e das Comunidades Baliza, de Humaitá, Pedra Preta, Morro Grande, Monte Alegre e Estragado, Gabiroto, Morro do Costinha, Vai-Quem Quer e Bela Vista.

As atribuições dos membros do conselho e o funcionamento serão estabelecidos no regimento interno que deverá ser elaborado no prazo de 90 dias a partir da data de posse. O mandato dos conselheiros é de dois anos, renovável por igual período, não remunerado e considerado atividade de relevante interesse público.

http://www.icmbio.gov.br/portal/comunicacao/noticias/20-geral/4297-icmbi...