As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

MMA - www.mma.gov.br
05/05/2009
MMA investe em Parques Nacionais para melhorar fiscalizacao e turismo

O Ministério do Meio Ambiente e o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade entregaram ontem (04) o primeiro dos 77 veículos que serão destinados este ano a 47 unidades de conservação e Centros de Pesquisa em todo o Brasil. O Parque Nacional das Emas, no sudeste de Goiás, é a primeira UC a receber uma das novas viaturas, que serão usadas prioritariamente na fiscalização e manejo de seus 132 mil hectares.

A aquisição representa um investimento de R$ 6 milhões. Os recursos são do ICMBio, dos ministérios do Meio Ambiente e do Turismo e do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio). As caminhonetes foram compradas no final de 2008 e a
expectativa é que em 10 dias todos os carros sejam entregues.

A aquisição visa, ainda, aparelhar as UCs para incrementar o turismo ecológico no País. Para Minc, o Brasil tem potencial para ampliar o número de visitantes nas unidades de conservação. Ele lembrou que os parques nacionais brasileiros recebem 10% do total de visitantes dos parques norte-americanos. "É preciso difundir a idéia do bom uso das unidades de conservação, com pesquisas científicas, ecoturismo e lazer sustentável", destacou.

O ministro Carlos Minc lembrou que uma das metas do MMA é reforçar o combate aos crimes ambientais e ao uso irregular das áreas de proteção sob a administração do Instituto Chico Mendes. ICMBio é responsável por 300 UCs, que representam um total de 80 milhões de hectares.

Segundo Minc, os veículos serão instrumentos de trabalho nas unidades de conservação para proteção das florestas e animais, impedindo que a área se transforme em parque da soja e do bois piratas.

Além das UCs, os veículos também serão encaminhados a 11 Coordenações Regionais do ICMBio, ao Centro Nacional de Pesquisas para a Conservação dos Predadores Naturais, ao Centro Nacional de Orquídeas, Plantas Ornamentais, Medicinais e Aromáticas e o Centro de Pesquisa de Répteis e Anfíbios.

UCs contempladas - Parques Nacionais Amazônia, Anavilhanas, Aparados da Serra, Araucárias, Campos Gerais, Chapada Diamantina, Chapada dos Guimarães, Chapada dos Veadeiros, do Descobrimento, das Emas, Grande Sertão Veredas, Itatiaia, Jaú, Jericoacoara, Marinho de Abrolhos, Marinho Fernando de Noronha, Pantanal Mato-grossense e Restinga de Jurubatiba, Sempre Vivas, Serra da Canastra, Serra da Capivara, Serra das Confusões, Serra do Cipó, Serra do Divisor, Serra Geral, Serra de Itabaiana, Sete Cidades, Ubajara; as Reservas Biológicas Atol das Rocas, das Araucárias e das Perobas; as Reservas Extrativistas Açaú Goiana, Baía do Iguape, Lagoa do Jequiá, Rio Cajari, Bacia Iguape, Batoque, Caetê Taperaçu, Chapada Limpa, Chico Mendes, Chocoaré, Mãe Grande de Curuça, São João da Ponta, Ciriaco, Extremo Norte do Tocantins, Mata Grande, Delta do Parnaíba, Lago do Cedro, Lago do Cuniã, Quilombo do Flexal, Encanto das Araras e Terra Ronca, Rio Ouro Preto e Tracuateua; os Refúgios de Vida Silvestre de Una e dos Campos de Palmas; a Floresta Nacional Santa Rosa do Purus e as Estações Ecológicas Aracuri Esmeralda, Castanhão e Raso da Catarina.