As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Globo Amazonia - www.globoamazonia.com
11/06/2010
Pecuarista e denunciado por desmatar floresta dentro de reserva no Acre

Um pecuarista foi denunciado esta semana pelo Ministério Público Federal por desmatar área de 384 mil metros quadrados dentro da Reserva Extrativista do Alto Juruá, no Acre. A reserva fica no município de Marechal Thaumaturgo, próximo à fronteira com o Peru.

A Polícia Federal fez laudo apontando que o criador de gado vem derrubando a mata e fazendo queimadas desde 2003 dentro da unidade de conservação. Como mantém rebanho no local, a floresta fica impedida de se regenerar.Em outro caso, também no Acre, foi apresentada denúncia contra outro pecuarista que teria tentado subornar um fiscal do Ibama que o multou por crime ambiental em maio de 2008. O acusado já havia sido multado em R$ 190 mil anteriormente e queria evitar nova autuação oferecendo R$ 15 mil ao agente.

Segundo o MPF-AC, o fiscal, acuado por estar na propriedade do fazendeiro, levou o cheque da propina, mas em seguida registrou multas no valor de R$ 2 milhões.O pecuarista então fez denúncia de corrupção passiva contra o funcionário do Ibama. Como o cheque da propina não foi depositado, a queixa lhe rendeu uma acusação de denunciação caluniosa.

As multas de R$ 2 milhões são referentes à destruição de floresta nativa, por queimada e corte raso, numa área equivalente a mais de 1,7 km². As duas denúncias contra pecuaristas foram divulgadas esta semana pelo MPF.

http://www.globoamazonia.com/Amazonia/0,,MUL1599344-16052,00-PECUARISTA+...