As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - www.icmbio.gov.br
27/03/2009
Rebio das Perobas faz blitz educativa em rodovias paranaenses

Educar para preservar. Esse é o objetivo da primeira fase da Operação Bixo, lançada pela Reserva Biológica das Perobas, no noroeste do Paraná. O "bicho" com "X" indica que a unidade de conservação, administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, quer marcar território na ação de combate à caça, ao tráfico de animais silvestres e a extração ilegal de palmitos da região. Para informar e esclarecer a população sobre a importância de proteger a reserva e suas riquezas, gestores da Rebio passaram a abordar moradores que vivem próximos à área protegida por lei em barreiras rodoviárias educativas.

Do dia 10 de março até o início dessa semana, em parceria com as Polícias Militar, Ambiental e Rodoviária do Paraná, foram abordados mais de 650 veículos que transitavam pelas rodovias PR-323 (próximo a Cianorte), PR-567 (entre o distrito de São Lourenço e o município de Araruna) e BR 487 (face sul da reserva). Analistas ambientais da Rebio e policiais distribuem panfletos, revistam os automóveis em busca de produtos extraídos ilegalmente e conversam com os motoristas e passageiros sobre o objetivo da operação.

De acordo com o chefe da Reserva Biológica das Perobas, Carlos Alberto Ferraresi De Giovanni, somente nas barreiras, mais de 1,5 mil pessoas puderam conhecer um pouco mais da Rebio, dos animais que nela vivem e do ecossistema local. "Esperamos que os abordados sejam multiplicadores das informações prestadas pelos analistas e policiais. Assim, poderemos alcançar aqueles que não transitaram pelas rodovias nos dias da abordagem", lembra o responsável pela unidade.

As barreiras rodoviárias continuarão no decorrer de 2009. Palestras em Escolas Municipais e rondas no interior da Rebio também estão previstas nesta fase da Operação. "Queremos educar os moradores locais antes de agir com mais rigor na fiscalização, que será intensificada em momento oportuno. Daí então, identificaremos os responsáveis pelos crimes ambientais e cumpriremos mandados de busca e apreensão nos locais que possam abrigar produtos e instrumentos de ilícitos contra a unidade", avisa o analista. ", explica Giovanni.

Perobas abriga espécies da fauna e flora que correm o risco de desaparecer do Paraná. "A UC ainda guarda exemplares de araucária, peroba e palmito jussara. A área também é o habitat da onça parda, capivara e anta, animais cobiçados por caçadores", enfatiza o analista ambiental. A Operação Bixo foi lançada no dia nove de março último, no anfiteatro da Unipar de Cianorte-PR. De Giovanni apresentou a Reserva ao público, seus objetivos previstos em Lei e o andamento dos trabalhos de proteção da área.