As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Museu Goeldi - http://www.museu-goeldi.br
26/04/2011
Reformas para melhorar a infra-estrutura da producao cientifica na Amazonia

Inaugurada em 1993, a Estação Cientifica Ferreira Penna (ECFP) é uma base de pesquisas do Museu Goeldi localizada na Floresta Nacional de Caxiuanã, município de Melgaço (PA), a 400 km de Belém.

Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento científico da região amazônica, servindo não apenas como sítio de pesquisa, mas também como parceira no processo de capacitação científica e técnica, a ECFP está num período de reformas.

Desde a sua inauguração a ECFP ainda não havia passado por grandes mudanças, em 2011, por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), foram liberados 250 mil reais para as reformas que devem ser concluídas em junho.

A reforma consiste numa revisão dos telhados, com a recuperação das peças de cobertura e dos pisos, a descupinização nos forros, limpeza e recuperação de instalações e uma pintura geral.

Segundo Rosa Paes, engenheira agrônoma e atual chefe de Campo da Estação, "a contratação de Empresas prestadoras de serviço é o maior entrave, uma vez que, pela distância, poucas empresas se candidatam".

Para Rosa Paes, "a ECFPn é o próprio Goeldi em miniatura, para seu funcionamento são necessárias várias fontes de trabalho e recursos".

Sob a responsabilidade do engenheiro José Antônio a reforma também cuidará da limpeza e drenagem das caixas de coletas, resíduos pluviais e esgotos.

Estação na Floresta - Cedida ao Museu Goeldi pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) para ser utilizada por um período prorrogável de 30 anos, a base física da ECFP é de 3.000 m² de área construída. Possui prédios de laboratórios, alojamentos, refeitório, residências para pesquisadores, auditório, biblioteca, salas de computação, de recreação e uma torre de observação de 60 m, erguida em meio à floresta.

http://www.museu-goeldi.br/sobre/NOTICIAS/2011/abril/26_04_2011b.html