As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

http://www.ilustrado.com.br
23/03/2011
Reserva das Perobas comemora cinco anos

Foi aberta ontem em Tuneiras do Oeste e continuará até o próximo sábado a programação que marca os cinco anos de criação da Reserva Biológica das Perobas, uma unidade federal de conservação que atinge também o município de Cianorte e possui pelo menos 8.500 hectares de mata nativa, uma das maiores reservas da região Noroeste.
Na abertura das atividades, pela manhã, foi inaugurada a sede do Instituto Chico Mendes (ICMBio), no centro da cidade com as presenças do prefeito Luiz Antonio Krauss, do diretor da unidade, Carlos Alberto Ferraresi De Giovani, o presidente da Câmara de Vereadores, Almir Turossi, outros vereadores além de outras autoridades. Entre as atividades de destaques na programação estão a visita técnica dos conselheiros e autoridades à reserva na próxima sexta-feira a partir das 9 horas e uma trilha que foi denominada "Abraço à Reserva" com veículos 4 X 4 percorrendo 72 quilômetros ao redor do parque no sábado próximo também a partir das 9 horas. Os interessados em participar da trilha podem entrar em contato com o fone 44- 3653-1048.

Manejo e regularização fundiária
Cinco anos após a sua criação, a Reserva Biológica das Perobas terá até o meio do ano o seu plano de manejo. O documento está caminhando para a fase final, segundo informou Carlos De Giovani, e está previsto para ser apresentado à comunidade na primeira semana de junho próximo, justamente a Semana do Meio Ambiente. Através do plano serão definidas as ações que poderia ser desenvolvidas no parque.
Outra situação em fase de regularização é a questão fundiária. Giovani explicou que dos 8.716ha da reserva pelo menos 218 são desmatados e pertencem à Companhia Melhoramento Norte do Paraná assim como 90% de toda a reserva. Outros quatro proprietários têm imóveis na área delimitada para a reserva. Mas todos eles estão participando das negociações para as indenizações, através da compensação de reserva legal conforme já autorizado.
Com isso, o proprietário rural que ainda precisa regularizar a reserva legal, pode adquirir áreas na Reserva Biológica das Perobas junto à Cia Melhoramentos, doá-la ao ICMBio e ficar com sua propriedade em dia.
Brigada e centro
A direção da reserva informou ainda que nos próximos dias começará a seleção para a formação da equipe da brigada contra incêndios. Também planeja a elaboração de projeto para buscar recursos financeiros à construção de um Centro Ambiental em Tuneiras do Oeste, município que possui área em 70% da reserva.
O ataque dos predadores
A comemoração na reserva só não é completa porque ainda existem caçadores tentando exercer a função num dos últimos refúgios de plantas, aves e animais ameaçados de extinção. Aliás, a fiscalização tem sido intensa e ser reforçada com a estruturação do parque para evitar a ação dos predadores.
Segundo Carlos De Giovani, no ano passado três caçadores foram presos. A pena é prisão de seis meses a uma no, multa de R$ 500,00 a R$ 10 mil por animal apanhado na natureza. Para evitar a ação dos "ladrões da natureza" o ICMBio desenvolve permanente a "Operação Bixo", que combate a caça, o tráfico de animais silvestres e a extração do palmito.

Animais e plantas em extinção

Certamente, a Reserva Biológica das Perobas vai manter por muitos anos espécies que muita gente só verá nas fotografias ou, quem tiver a oportunidade de visitar a reserva. A árvore que dá nome ao local é uma delas. São vários os exemplares de Perobas centenárias que sobreviveram ao desmatamento regional. Mas os pesquisadores já localizaram cerca de 300 tipos de plantas, em torno de 100 espécies de aves, inclusive uma ave de rapina, o Gavião Pato, que há 40 anos não era visto no Paraná. Há ainda 24 espécies de mamíferos grandes e médios e dez tipos de morcegos.
Entre os animais estão a onça parda, anta, bugio, cateto e outros. Entre as plantas há peroba, araucárias, cedro, palmito-jussara e xaxim espinho, entre outros.

http://www.ilustrado.com.br/2011/ExibeNoticia.aspx?Not=Reserva%20das%20P...