As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ISA - http://www.socioambiental.org
24/11/2011
Sustentabilidade das areas protegidas na Bacia do Xingu e tema de seminario em Altamira

Entre os dias 29 e 30 de novembro, a Universidade Federal do Pará em parceria com o Instituto Socioambiental, o Fundo de Defesa Ambiental (EDF) e a Fundação Viver, Produzir e Preservar (FVPP) promove em Altamira (PA) um encontro entre pesquisadores com participação de líderes comunitários, representantes de governo e de organizações da sociedade civil para discutir estratégias de sustentabilidade para áreas protegidas da Bacia do Xingu.

O corredor de áreas protegidas da Bacia do Xingu é constituído por Unidades de Conservação e Terras Indígenas. São 27 milhões de hectares que abrangem a metade da bacia e incluem uma vasta diversidade sócio-cultural e biológica - com 24 Terras Indígenas e 35 etnias, três reservas extrativistas, uma estação ecológica, um parque nacional, uma reserva biológica, uma floresta nacional, uma floresta estadual, um parque estadual e uma área de proteção ambiental. Cenário propício para pensar e estruturar estratégias de proteção e desenvolvimento para essas áreas.

Com o objetivo de subsidiar a formulação dessas estratégias, a Universidade Federal do Pará (UFPA) em parceria com o Instituto Socioambiental (ISA), o Fundo de Defesa Ambiental (EDF) e a Fundação Viver, Produzir e Preservar (FVPP), organiza o seminário "Pesquisa Multidisciplinar e Estratégias de Sustentabilidade para Áreas Protegidas na Bacia do Xingu", entre os dias 29 e 30 de novembro, na UFPA, em Altamira (PA). O encontro reunirá pesquisadores, representantes de instituições públicas e de organizações não governamentais, além de líderes comunitários para debater a gestão e a conservação dessas áreas.

O seminário será organizado em mesas temáticas para fomentar a discussão de alguns desafios de pesquisa na região, identificando as lacunas existentes para buscar formas de superá-las. Na noite do dia 29, será feito ainda o lançamento do livro Povos Indígenas no Brasil, editado pelo Instituto Socioambiental.

PROGRAMAÇÃO

Dia 29

8h - 8h30: Abertura - Rainério Meireles (coordenador do campus da UFPA de Altamira); Steve Schwartzman (Fundo de Defesa Ambiental/EDF)

8h30 - 11h: Painel "A pesquisa e estratégias de sustentabilidade nas áreas protegidas: povos indígenas, populações tradicionais e florestas" - Eduardo Viveiros de Castro (Museu Nacional/UFRJ); Mauro W. B. Almeida (Unicamp); Hermes Medeiros da Fonseca (UFPA/Altamira); Jansen Zuanon (Inpa - a confirmar); Michael Heckenberger (Universidade da Flórida); Steve Schwartzman (Fundo de Defesa Ambiental/EDF). Mediadora: Ana Paula Souza (FVPP).

11h - 12h: Debate

12h - 14h: Almoço

14h - 15h45: Painel "Enciclopédia Biodiversidade da Floresta - Experiência de Resex do Acre" - Mauro W. B. Almeida (Unicamp); Augusto Postigo (Unicamp); Roberto Sanches Rezende (Unicamp). Mediador: André Villas-Bôas (ISA).

15h45 - 16h: Intervalo

16h - 16h45: Painel "Os povos tradicionais e a pesquisa no Xingu" - Barbara Zimermann (ICFC); Thiago Kayapó (AFP); Ireô Kayapó (AFP); Flávio Barros (UFPA - a confirmar); Herculano Costa e Silva (Resex do Rio Xingu). Mediador: Adriano Jerozolimski (AFP).

16h45 - 17h15: Debate

17h15 - 18h30: Painel "Educação e saúde para índios e extrativistas do Xingu" - Douglas Rodrigues (Unifesp); Raquel Lopes (UFPA - a confirmar); Maria Cristina Troncarelli; Herculano Porto de Oliveira (Resex do Riozinho do Anfrísio); Liderança da Terra Indígena Trincheira-Bacajá. Mediadora: Antônia Martins (Movimento de Mulheres).

18h30 - 19h: Debate

19h: Lançamento do livro Povos Indígenas do Brasil, do ISA.

Dia 30

8h - 9h30: Painel "Produção, comércio e certificação nas áreas protegidas do Xingu" - Fabio Ribeiro (Funai/Altamira); Ricardo Scoles (Ufopa/Santarém); Jeferson Straatmann (USP); Marcelo Salazar (ISA); Helga Yamaki (Imaflora). Mediador: José Antônio Herrera (UFPA).

9h30 - 10h: Debate

10h - 10h15: Intervalo

10h15 - 11h45: Painel "O tempo da pesquisa e o tempo dos conflitos" - Felício Pontes (MPF/Belém - a confirmar); Mauricio Torres (USP); Juan Doblas (ISA); Raimundo Belmiro dos Santos (Resex do Riozinho do Anfrísio); Pesquisador Imazon. Mediadora: Natália Guerreiro (USP).

11h45 - 12h15: Debate

12h15 - 14h: Almoço

14h - 15h15: Painel "Biodiversidade e Pesquisa no Xingu" - Janice Muriel (UFPA); Luiz Coutro (WWF); Danilo Correa (ICMBio); Jansen Zuanon (Inpa - a confirmar). Mediador: Hermes Medeiros da Fonseca (UFPA/CNX).

15h15 - 15h45: Debate

15h45 - 16h: Intervalo

16h - 17h: Painel "Banco de dados de documentos da região da Terra do Meio" - Maria Luiza Gutierrez de Camargo.

17h - 19h: Painel "Diálogo sobre a organização da Pesquisa na Bacia do Xingu" - Steve Schwartzman (Fundo de Defesa Ambiental/EDF); Maurício Torres (USP); Jansen Zuanon (Inpa - a confirmar); Mauro W. B. Almeida (Unicamp); Eder Mileno de Paula (UFPA/CNX); Eduardo Viveiros de Castro (Museu Nacional/UFRJ); André Villas-Bôas (ISA).

http://www.socioambiental.org/nsa/detalhe?id=3463