As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Wikiparques - http://www.wikiparques.org
16/07/2015
Unidades de conservacao que buscam autoconhecimento conservam melhor

São muito comuns noticias sobre seminários, oficinas e atividades de pesquisa em unidades de conservação. Isto porque, além de educar o público, estes (e outros) projetos visam uma coleta de informações que pode indicar problemas, soluções e oportunidades no manejo e na preservação de áreas protegidas. Conhecer para proteger.

Destacamos aqui, então, três projetos realizados no último mês que demonstram esses intuito:

Conversa sobre o sagui-da-serra-escuro

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos realizou uma oficina para debater estratégias de conservação do sagui-da-serra-escuro (Callithrix aurita), um primata endêmico das regiões serranas do estado do Rio de Janeiro e parte dos estados de São Paulo e Minas Gerais. A espécie se encontra classificada como "Em perigo" na Lista Nacional de Espécies Ameaçadas, e está incluída nas ações do Plano de Ação para a Conservação dos Mamíferos da Mata Atlântica Central (PAN Mamac).

Uma das principais ameaças à conservação da espécie é a invasão de seu habitat por outras espécies de saguis, como o sagui-do-tufo-branco (Callithrix jacchus) e o sagui-do-tufo-preto (Callithrix penicillata). Uma pesquisa realizada pela própria UC já registrou a ocorrência de híbridos entre a espécie nativa e as espécies invasoras e grupos mistos da espécie ameaçada com as espécies invasoras no interior e no entorno do Parque.

A situação do Callithrix aurita no parque é grave e sua conservação depende de ações urgentes de manejo. A oficina definiu a criação de três grupos de trabalho que elaborarão propostas de ação em frentes distintas: pesquisa e manejo; educação ambiental; e fiscalização. Os grupos de trabalho apresentarão suas propostas em setembro e o conjunto de propostas formará o plano de conservação da espécie no Parque Nacional.

Mais informações aqui.

Árvores gigantes de Anavilhanas

No início de junho, uma equipe do Parque Nacional de Anavilhanas (AM) realizou o mapeamento das áreas onde são encontradas árvores gigantes e centenárias. O objetivo foi colher as informações necessárias para impulsionar atividades de ecoturismo do Parque nas modalidades de arvorismo e tree-climbing (escalada em árvore).

Ao todo foram mapeadas nove áreas propícias ao arvorismo. Com as informações levantadas, será possível regulamentar no Plano de Manejo a atividade e oferecer opção aos visitantes. Num futuro próximo, aventureiros poderão apreciar as belas paisagens do arquipélago das Anavilhanas da copa de suas árvores gigantes.

Mais informações aqui.

Monitorando as águas paranaenses

O projeto "Conhecendo os Rios da Reserva" é desenvolvido desde 2014 na Reserva Biológica das Perobas (PR). Nele, alunos do ensino médio de colégios locais participam, em campo, da coleta de água dos rios para análise. O objetivo da iniciativa é monitorar a qualidade da água dos rios que nascem na Reserva ou que nela entram, afim de obter um diagnóstico e definir ações de manejo e práticas conservacionistas dos recursos naturais.

Os alunos são acompanhados e orientados por analistas ambientais da reserva e professores de Química e Biologia. Eles realizam as coletas em campo e análises físico-químicas da água coletada em laboratórios. No mês de junho os rios avaliados foram os ribeirões Saquarema e Boa Esperança. Os resultados são debatidos em reuniões com os alunos, buscando identificar eventuais problemas e propor soluções.

O projeto desperta nos jovens o interesse pela investigação científica e uma maior percepção e consciência da importância dos recursos naturais.

Mais informações aqui.

http://www.wikiparques.org/unidades-de-conservacao-que-buscam-autoconhec...