Aquabio

O Projeto AquaBio tem como principal objetivo a promoção de ações estratégicas voltadas para o manejo integrado da biodiversidade aquática e dos recursos hídricos na bacia amazônica, garantindo sua conservação e uso sustentável. O Projeto tem o seu alicerce na parceria entre poder público, sociedade civil e instituições de ensino e pesquisa, entre outros, de forma que a conservação da biodiversidade aquática seja internalizada, de forma participativa, nas políticas e programas de desenvolvimento para a Amazônia. O AquaBio está estruturado em quatro componentes: Planos e Políticas Públicas (articulação e formação de parcerias), Atividades Demonstrativas (apoio a projetos locais), Capacitação e Gestão (oferece conhecimento sobre biodiversidade aquática) e Monitoramento e Avaliação e Disseminação de Informações (coordenação geral do projeto).

O Projeto AquaBio abrange parte de três tributários do rio Amazonas: o rio Negro (municípios de Novo Airão, Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro e Manaus, no estado do Amazonas), o rio Xingu (municípios de Água Boa, Canarana e Querência, no Mato Grosso) e rio Tocantins (quatro municípios a serem selecionados dentre nove localizados na região a jusante da UHE Tucuruí - Abaetetuba, Barcarena, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Oeiras do Pará, Cametá, Baião, Mocajuba, e Moju, no Pará).

Fonte: Site do Projeto AquaBio. Acesso em novembro de 2014.