Conselho Gestor da APA do Marajó discute ações para 2017

Ideflor-bio - https://ideflorbio.pa.gov.br - 06/12/2016
Conselho Gestor da APA do Marajó discute ações para 2017
6 DE DEZEMBRO DE 2016

A Gerência da Região Administrativa do Marajó, da Diretoria de Gestão e Monitoramento de Unidades de Conservação, do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (GRM/DGMUC/Ideflor-bio), realizou no dia 03 de dezembro a reunião do Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental (APA) do Marajó, para discutir o Planejamento Operacional Anual de 2017.

Na ocasião foram discutidos os 15 eixos que deverão ser trabalhados ao longo do ano de 2017, que são: Plano de Manejo; Educação Ambiental; Conselho Gestor; Infraestrutura; Manejo de Recursos Naturais; Desenvolvimento e Valorização de Comunidades Locais; Uso Público; Monitoramento e Fiscalização; Administração; Regularização Fundiária; Comunicação; Pesquisa; Efetividade de Gestão; Capacitação, e Sustentabilidade Financeira.

Dentre esses, alguns assuntos terão prioridade no exercício do próximo ano, como é o caso do Uso Público, visto o forte o apelo turístico da Ilha do Marajó; do Manejo dos Recursos Naturais, por conta da grande produção que vem do Arquipélago; o Monitoramento e Fiscalização, devido aos crimes ambientais cometidos na Ilha comprometerem o desenvolvimento sustentável da mesma, além de outros temas que estão sendo indicados como prioritários entre os Conselheiros.

Cada um dos 16 municípios que compõem a APA receberá atenção de acordo com as prioridades. Os Conselheiros Gestores são parte de instituições da sociedade civil organizada, além de serem também moradores do Arquipélago, o que reforça o interesse na melhoria da Unidade de Conservação.

A Área de Proteção Ambiental do Marajó é uma Unidade de Uso Sustentável e foi criada em 1989. É considerada a maior Unidade de Conservação na costa norte do Brasil, com 5.904.322 ha. Pertence ao Arquipélago do Marajó, situado no litoral amazônico, constituído por ilhas que formam o Estuário da Baía do Marajó. É banhado pelas águas salgadas do Oceano Atlântico ao norte e pelas águas fluviais da foz do Rio Pará e Tocantins ao sul, formando um complexo fluviomarinho.

✎Texto: Denise Silva / Ascom Ideflor-bio

https://ideflorbio.pa.gov.br/2016/12/conselho-gestor-da-apa-do-marajo-discute-acoes-para-2017/
UC:APA

Related Protected Areas:

  • UC Arquipélago do Marajó
  •  

    As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.

Our sites


Visit the other platforms developed by the Protected Areas Monitoring Program of the Instituto Socioambiental.

Support


This platform would not be possible without the help of our supporters.

Gordon and Betty Moore Foundation
 
© Todos os direitos reservados. Para reprodução de trechos de textos é necessário citar o autor (quando houver) e o site (Unidades de Conservação no Brasil/Instituto Socioambiental - https://uc.socioambiental.org) e data de acesso. A reprodução de fotos e ilustrações não é permitida. Entre em contato para solicitações comerciais de uso do conteúdo.