Área de Proteção Ambiental Arquipélago do Marajó

Área 5.998.570,00ha.
Document area Const. - Art.13 - 05/10/1989
Legal Jurisdiction Amazônia Legal
Año de creación 1989
Grupo Uso Sustentável
Responsible instance Estadual

Mapa

Municipios

Municipio(s) en que incide(n) la Unidad de Conservación y algunas de sus características

Municipios - APA Arquipélago do Marajó

# UF Municipality Población (IBGE 2018) Población no urbana (IBGE 2010) Población urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área de la UC en municipio (ha) Área de la UC en municipio (%)
1 PA Afuá 38.863 25.563 9.479 837.279,50 847.883,19
14,13 %
2 PA Anajás 28.859 15.264 9.495 691.306,80 705.995,21
11,77 %
3 PA Breves 101.891 46.300 46.560 956.300,70 974.448,73
16,24 %
4 PA Cachoeira do Arari 23.466 13.088 7.355 310.026,10 314.783,48
5,25 %
5 PA Chaves 23.482 18.495 2.510 1.308.475,50 1.325.658,26
22,10 %
6 PA Curralinho 33.893 17.618 10.931 361.725,20 364.746,50
6,08 %
7 PA Muaná 39.783 19.684 14.520 376.333,70 384.290,06
6,41 %
8 PA Ponta de Pedras 30.608 13.574 12.425 336.374,90 342.245,47
5,71 %
9 PA Salvaterra 23.424 7.510 12.673 103.907,20 105.585,69
1,76 %
10 PA Santa Cruz do Arari 9.939 4.161 3.994 107.665,20 109.951,66
1,83 %
11 PA São Sebastião da Boa Vista 26.301 13.003 9.901 163.225,10 166.659,79
2,78 %
12 PA Soure 25.181 1.985 21.016 351.731,80 354.430,48
5,91 %

Ambiente

Vegetación

Vegetación (cursos de agua excluidos) % en la UC
Contato Savana-Formações Pioneiras 3,22
Floresta Ombrófila Densa 84,83
Formações Pioneiras 3,07

Cuencas hidrográficas

Cuenca hidrográfica % en la UC
Foz do Amazonas 96,52
Litoral PA 3,48

Biomas

Bioma % en la UC
Amazônia 100,00

Gestión

  • Management Agency: (SEMA-PA) Secretaria de Estado do Meio Ambiente
  • Clase del consejo:
  • Year of creation:

Documentos jurídicos

Documentos jurídicos - APA Arquipélago do Marajó

Tipo de documento Número Acción del documento Fecha del documento Fecha de publicación Observación Descargar
Portaria 353 Uso público 13/04/2018 13/04/2018 Fica admitida a proposta da Organização da Sociedade Civil (OSC) denominada ASSOCIAÇÃO DOS TRABALHADORES AGROEXTRATIVISTAS DA ILHA BALA VENTO BOM SAMARITANO que visa à implantação do projeto "Uso sustentável do açaí e andiroba - Bom Samaritano", para que haja a avaliação da possibilidade de realização de um chamamento público objetivando a celebração de parceria com o Poder Público Estadual.  
Decreto s/n Instrumento de gestão 12/02/2007 13/02/2007 Presidente da República estende até 31/05/2007 o prazo de que trata o art. 6o do Decreto de 26 de julho de 2006, que cria, no âmbito da Casa Civil da Presidência da República, Grupo Executivo Interministerial para acompanhar a implementação das ações de competência dos órgãos federais no Arquipélago de Marajó, bem assim elaborar plano de desenvolvimento sustentável em articulação com a sociedade civil e os Governos estadual e municipais. -
Decreto s/n Instrumento de gestão 26/07/2006 27/07/2007 Presidente da República cria o Grupo Executivo Interministerial para acompanhar a implementação das ações de competência dos órgãos federais no Arquipélago de Marajó, bem assim elaborar plano de desenvolvimento sustentável em articulação com a sociedade civil e os Governos estadual e municipais, e dá outras providências. -
Const. Art.13 Criação 05/10/1989 05/10/1989 Com objetivo de elaborar e executar o zoneamento ecológico e econômico, visando a conservação da biodiversidade, o desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida da população marajoara. Preservar as espécies ameaçadas de extinção e amostras representativas dos ecossiestemas. Implementar projetos de pesquisa científica, educação ambiental e ecoturismo. -
Decreto s/n Instrumento de gestão 30/08/2007 31/08/2007 Prorroga o prazo de que trata o art. 6o do Decreto de 26 de julho de 2006, que cria o Grupo Executivo Interministerial para acompanhar a implementação das ações de competência dos órgãos federais no Arquipélago de Marajó, bem assim elaborar plano de desenvolvimento sustentável em articulação com a sociedade civil e os Governos estadual e municipais. -

Documento de gestión - APA Arquipélago do Marajó

Tipo de plano Año de aprobación Estágio Observación

Superposición

Conozca las superposiciones dentre la Unidad de COnservación con otras Áreas Protegidas

Área Protegida Área sobreposta à UC (ha) Porcentagem da sobreposição
65.194,00 ha 1,09%
96.084,00 ha 1,60%
195.618,00 ha 3,26%
26.652,00 ha 0,44%

Não há informações no mapa sobre UCs sobrepostas que não se enquadram no SNUC (Sistema Nacional de Unidade de Conservação).

Amenazas principales

Deforestación en Amazónia Legal

Este tema apresenta a análise dos dados de desmatamento produzidos pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que mapeia somente áreas florestadas da Amazônia Legal. Os dados do Prodes não incluem as áreas de cerrado que ocorrem em muitas Unidades de Conservação no bioma Amazônia.

Focos de calor

Área de abrangência do ponto: um foco indica a possibilidade de fogo em um elemento de resolução da imagem (pixel), que varia de 1 km x 1 km até 5 km x 4 km. Neste pixel pode haver uma ou várias queimadas distintas, mas a indicação será de um único foco. Se uma queimada for muito extensa, será detectada em alguns pixeis vizinhos, ou seja, vários focos estarão associados a uma única grande queimada.

Total identificado de deforestación acumulada hasta 2000: 22440 hectares
Total identificado de deforestación acumulada hasta 2017: 156696 hectares

Características

Esta Área de Proteção Ambiental tem como objetivo:
Elaborar e executar o zoneamento ecológico-econômico, visando a conservação da biodiversidade, o desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida da população marajoara;
Preservar as espécies ameaçadas de extinção e amostras representativas dos ecossistemas e implementar projetos de pesquisa científica, educação ambiental e ecoturismo.
(FONTE: Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Pará (SEMA) "http://www.sema.pa.gov.br"target="_blank">SEMA, Acesso: jan/2008)

A Ilha do Marajó possui uma área territorial de 4.960.600 ha. Divide-se em 12 (doze) municípios, cujos limites estendem-se pelas ilhas do entorno, com área total de 5.998.570 ha.
Localização Geográfica: Nordeste do Estado do PA, englobando os municípios de Afuá, Anajás, Breves, Cachoeira do Arari, Chaves, Curralinho, Muaná, Ponta de Pedras, Salvaterra, Santa Cruz do Arari, São Sebastião da Boa Vista e Soure, que estão entre as coordenadas geográficas aproximadas de 0o40'00" Lat. Norte à 01o50'00" Lat. Sul e 48o10'00" à 51o13'00" Long. W. Gr.
(Fonte: www.sectam.pa.gov.br. Acesso em: 06/04/2010).

O arquipélago do Marajó está localizado ao norte do Estado do Pará, banhado pelo Rio Amazonas, Rio Tocantins e pelo Oceano Atlântico, sua extensão é de aproximadamente 50.000 Km² e a população de 250.000 habitantes, o clima é quente úmido com temperatura média de 30 graus. O arquipélago do Marajó tem cerca de 3.000 ilhas e ilhotas, é o maior arquipélago flúvio-marítimo do mundo e uma área de Proteção Ambiental (APA).
A grande variedade de flora e fauna são umas das atrações do arquipélago, com destaque para o búfalo considerado símbolo da região. No Marajó é encontrada a maior concentração de búfalos do Brasil. Segundos historiados, eles foram introduzidos nesta região por acidente, isso porque o navio onde estavam sendo transportados para a Guiana Francesa, naufragou na costa da Ilha de Marajó. Os búfalos, originários da índia, encontraram no Marajó um habitat ideal para sobrevivência com várzeas e vegetação abundantes.
O Arquipélago do Marajó tem como seus municípios Afuá, Anajás, Bagre, Breves, Cachoeira do Arari, Chaves, Curralinho, Gurupá, Melgaço, Muaná, Ponta de Pedras, Portel, Salvaterra, Santa Cruz do Arari, S. Sebastião da Boa Vista e Soure. Com destaque para as cidades de Salvaterra e Soure, separadas pelo Rio Paracauari.
A paisagem do Marajó é formada por lagos, rios, igarapés, furos, campos naturais, florestas, fazendas, praias de mar e de rio, sendo que metade do ano sua paisagem é mudada devido a ação que o mar gera na região, deixando boa parte dela alagada, fazendo com que as águas das praias por exemplo, alternem de águas salgadas e verdes do mar com as doces e barrentas dos rios amazônicos.
(Fonte: www.portalmarajo.tur.br. Acesso em: 06/04/2010).

Contacto

Secretaria de Estado de Meio Ambiente - SEMA/PA
Travessa Lomas Valentinas, n° 2717
CEP: 66095-770 - Belém - PA

Noticias

Total del 50 noticias acerca the protected area APA Arquipélago do Marajó en banco de datos RSS

Acceder todas las noticias acerca de esa área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.

Our sites


Visit the other platforms developed by the Protected Areas Monitoring Program of the Instituto Socioambiental.

Support


This platform would not be possible without the help of our supporters.

Gordon and Betty Moore Foundation
 
© Todos os direitos reservados. Para reprodução de trechos de textos é necessário citar o autor (quando houver) e o site (Unidades de Conservação no Brasil/Instituto Socioambiental - https://uc.socioambiental.org) e data de acesso. A reprodução de fotos e ilustrações não é permitida. Entre em contato para solicitações comerciais de uso do conteúdo.