Reserva Biológica do Parazinho

Área 111,31ha.
Document area Decreto - 005 - 21/01/1985
Legal Jurisdiction Amazônia Legal
Año de creación 1985
Grupo Proteção Integral
Responsible instance Estadual

Mapa

Municipios

Municipio(s) en que incide(n) la Unidad de Conservación y algunas de sus características

Municipios - REBIO do Parazinho

# UF Municipality Población (IBGE 2018) Población no urbana (IBGE 2010) Población urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área de la UC en municipio (ha) Área de la UC en municipio (%)
1 AP Macapá 493.634 17.003 381.201 650.345,80 277,48
100,00 %

Ambiente

Vegetación

Vegetación (cursos de agua excluidos) % en la UC
Floresta Ombrófila Densa 26,63

Cuencas hidrográficas

Cuenca hidrográfica % en la UC
Oceano Atlântico 100,00

Biomas

Bioma % en la UC
Zona Costeira e Marítima 100,00

Gestión

  • Management Agency: (SEMA-AP) Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amapá
  • Clase del consejo: Consultivo
  • Year of creation: 2017

Documentos jurídicos

Documentos jurídicos - REBIO do Parazinho

Tipo de documento Número Acción del documento Fecha del documento Fecha de publicación Observación Descargar
Portaria 88 Outros 05/06/2017 09/06/2017 Art. 1o. Cancelar a Portaria 025 de 21 de março de 2016 para recompor a equipe da Reserva Biológica do Parazinho (REBio Parazinho) Art. 2o. Cancelar a portaria 025 21 de março de 2016 publicado no D.O.E n. 6158 de 08/03/2016. Art. 3o. Designar os servidores abaixo relacionados para desempenharem suas atividades na Reserva Biológica do Parazinho (Rebio do Parazinho) conforme distribuição  
Decreto 005 Criação 21/01/1985 22/01/1985 Cria a Reserva Biológica do Parazinho, constituída da ilha fluvial Parazinho, nas proximidades do Arquipélago do Bailique, de propriedade do território do Amapá, com área estimada em 111,3220 hectares. Tem por finalidade precípua a preservação e proteção integral do ecossistema e recursos naturais, especialmente com a reserva genética da flora e fauna, sendo vedadas as atividades de utilização, perseguição, caça e apenha ou introduções de espécies de flora e fauna silvestres e domésticas, ressalvadas as atividades científicas, culturais e educacionais, devidamente autorizadas pelo Secretário de Agricultura do Território. Data de publicação no D.O. não conhecida.  

Documento de gestión - REBIO do Parazinho

Tipo de plano Año de aprobación Estágio Observación

Características

A Reserva Biológica do Parazinho foi criada em 1985, em funça~o do Decreto de No 05, de 21 de janeiro de 1985. A Reserva Biológica encontra-se localizada no Estado do Amapá, no município de Macapá.

A criaça~o da REBIO tem como objetivo preservação e proteção integral do ecossistema e recursos naturais, especialmente com a reserva genética da flora e fauna. Situada na foz do rio Amazonas, desenvolve o projeto de manejo e proteção da tartaruga da amazônia - Q'AMA.

A unidade de conservaça~o é gerida pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amapá (SEMA-AP). Até 2020, não possuía Plano de Manejo, tampouco Conselho Gestor.

Atualmente, um dos principais crimes ambientais que ocorre na Rebio é a coleta desordenada de ovos de tartaruga da Amazônia (Podcnemis expansa) e de camaleoa (Iguana iguana), comercializados e consumidos como iguaria alimentar. É necessária uma fiscalização mais efetiva e um monitoramento mais ágil e eficiente para diminuir estas pressões sobre a unidade.

Referências
1. https://www.amapaecocamping.com/rebio-do-parazinho
http://sistemas.mma.gov.br/portalcnuc/rel/index.php?fuseaction=portal.exibeUc&idUc=291
2. http://sistemas.mma.gov.br/cnuc/index.php?ido=relatorioparametrizado.exibeRelatorio&relatorioPadrao=true&idUc=291

Contacto

Secretaria de Meio Ambiente - SEMA/AP
Av. Mendonça Furtado, 53 - Centro
CEP: 68900-060 - Macapá - AP

Noticias

Total del 12 noticias acerca the protected area REBIO do Parazinho en banco de datos RSS

Acceder todas las noticias acerca de esa área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.