Floresta Estadual de Manicoré

Área 83.381,00ha.
Document area Decreto - 24806 - 19/01/2005
Legal Jurisdiction Amazônia Legal
Año de creación 2005
Grupo Uso Sustentável
Responsible instance Estadual
Mosaics Apuí
Mosaics Amazônia Meridional

Mapa

Municipios

Municipio(s) en que incide(n) la Unidad de Conservación y algunas de sus características

Municipios - FES de Manicoré

# UF Municipality Población (IBGE 2018) Población no urbana (IBGE 2010) Población urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área de la UC en municipio (ha) Área de la UC en municipio (%)
1 AM Novo Aripuanã 25.237 7.377 14.074 4.117.965,60 83.198,19
100,00 %

Ambiente

Vegetación

Vegetación (cursos de agua excluidos) % en la UC
Floresta Ombrófila Aberta 76,20
Floresta Ombrófila Densa 23,80

Cuencas hidrográficas

Cuenca hidrográfica % en la UC
Madeira 100,00

Biomas

Bioma % en la UC
Amazônia 100,00

Gestión

  • Management Agency: (SEMA-AM) Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas
  • Clase del consejo: Consultivo
  • Year of creation: 2010

Documentos jurídicos

Documentos jurídicos - FES de Manicoré

Tipo de documento Número Acción del documento Fecha del documento Fecha de publicación Observación Descargar
Decreto 24806 Criação 19/01/2005 19/01/2005 Fica criada a FES de Manicoré, com os objetivos de promover o uso múltiplo sustentável dos recursos florestais e a pesquisa científica, com ênfase em métodos para exploração sustentável de florestas nativas, dentre outros, com área aproximada de 83.381,039 hectares. parágrafo único: ficam excluídas da FES as áreas privadas cujas propriedades se comprovarem nos termos da lei.  
Portaria 211 Instrumento de gestão - plano de manejo 22/09/2010 27/09/2010 Aprova o Plano de Gestão do Mosaico de Unidades de Conservação do Apuí. Este plano foi considerado como plano de manejo para cada UC, além de instrumento de gestão do próprio mosaico. Isso porque, como o próprio plano afirma que "o primeiro desafio foi desenvolver uma base técnica e conceitual para integrar o planejamento das nove unidades de conservação e gerar um único plano de gestão para o Mosaico do Apuí. A equipe de planejamento definiu uma base conceitual para a integração das ações e gestão de toda essa área, entendendo que cada unidade de conservação corresponde na prática, a um pré-zoneamento de todo o mosaico do Apuí, como uma única unidade de gestão. Isso permitirá, entre outras coisas, corrigir erros na delimitação dessas unidades por falta de conhecimento adequado no momento da criação e, principalmente, evitará que ações de manejo em uma das unidades tenham efeitos negativos nas unidades vizinhas, respeitando a individualidade e os objetivos de cada uma das áreas.  
Portaria 55 Conselho 12/03/2010 23/03/2010 Criação do Conselho Gestor do Mosaico do Apuí.  

Documento de gestión - FES de Manicoré

Tipo de plano Año de aprobación Estágio Observación
Plano de manejo 2010 Aprovado

Amenazas principales

Deforestación en Amazónia Legal

Este tema apresenta a análise dos dados de desmatamento produzidos pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que mapeia somente áreas florestadas da Amazônia Legal. Os dados do Prodes não incluem as áreas de cerrado que ocorrem em muitas Unidades de Conservação no bioma Amazônia.

Focos de calor

Área de abrangência do ponto: um foco indica a possibilidade de fogo em um elemento de resolução da imagem (pixel), que varia de 1 km x 1 km até 5 km x 4 km. Neste pixel pode haver uma ou várias queimadas distintas, mas a indicação será de um único foco. Se uma queimada for muito extensa, será detectada em alguns pixeis vizinhos, ou seja, vários focos estarão associados a uma única grande queimada.

Total identificado de deforestación acumulada hasta 2000: 11 hectares
Total identificado de deforestación acumulada hasta 2006: 60 hectares

Características

Esta unidade integra o Mosaico do Sul do Estado do Amazonas, cuja caracterização, conforme a publicação Unidades de Conservação do Estado do Amazonas. Manaus:SDS/SEAPE, 2007, é a que segue:
Composto por 9 unidades: Parques Estaduais do Guariba e do Sucunduri; Reservas de Desenvolvimento Sustentável Bararati e Aripuanã; Resex do Guariba; Florestas Estaduais do Sucunduri, do Aripuanã, do Apuí e de Manicoré, totalizando 2.467.243 ha. Contíguo aos Parques Nacionais do Juruena e dos Campos Amazônicos, num corredor de mais de 9 milhões de ha de áreas protegidas conhecido como Corredor Meridional de conservação da Amazônia. Região de forte pressão de desmatamento pela expansão da fronteira agrícola sobre a Amazônia brasileira.
ATRIBUTOS NATURAIS : A varidedade de habitats do mosaico, com florestas de terra-firme, florestas alagadas, campos rupestres, campinas e campinaranas, e a enorme beleza cênica proporcionada pelos saltos e corredeiras. Grande diversidade de espécies e paisagens. As corredeiras de Monte Cristo e os saltos do Rio Sucunduri estão entre as paisagens mais conhecidas pelo encanto atrativo. Na porção oeste do mosaico há a formação geológica Domo do Sucunduri, um aglomerado de pequenas serras em disposição concêntrica, um afloramento rochoso do Paleozóico numa região submetida a um curioso clima de monções.
BIODIVERSIDADE : Com uma das maiores biodiversidades da Amazônia, a região ficou famosa pela alta diversidade de primatas na região da bacia do Aripuanã. Atualmente são conhecidas mais de 13 espécies de primatas endêmicas da região. Outra particularidade é a presença de espécies do Cerrado, que ocorrem associadas às grandes manchas de campos e campinas, como as populações de cervo encontradas no Parque Estadual do Guariba. Inventários na porção oeste do mosaico revelaram a ocorrência de 850 espécies de árvores, 46 mamíferos, mais de 300 aves, 27 répteis, 30 anfíbios e aproximadamente 100 espécies de peixes.
SÓCIO-ECONOMIA : O Mosaico é composto por UCs de proteção e de uso sustentável, que viabilizam tanto a conservação quanto o desenvolvimento sócio-econômico da região. A região é rica em madeira, principalmente mogno e cedro, havendo também ampla ocorrência de copaíba, andiroba, castanha, pau-rosa entre outras. O turismo de aventura na natureza pode ser um grande atrativo.
Fonte: Unidades de Conservação do Estado do Amazonas. Manaus:SDS/SEAPE, 2007.

Contacto

IPAAM - Departamento de Gestão Territorial
Christina Fischer - Tel: (92) 3643-2305

Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável
Secretaria Executiva Adjunta de Projetos Especiais
Rita Mesquita (Secretária Adjunta) ou Maria do Carmo (Coordenadora do PGAI-AM)
Rua recife, nº 3280, Parque 10
Tel: (92) 3642-8807 / (92) 3642-4607
Site: www.sds.am.gov.br

Centro Estadual de Unidades de Conservação - CEUC (AM)
Av. Mário Ipiranga Monteiro, n° 3280 - Parque 10
CEP: 69050-030 - AM
Email: ceuc@ceuc.sds.am.gov.br
Tel: (92) 3642-4607
Site: http://www.ceuc.sds.am.gov.br

Noticias

Total del 8 noticias acerca the protected area FES de Manicoré en banco de datos RSS

Acceder todas las noticias acerca de esa área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.