As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
24/09/2014
18 paises participam de seminario de monitoramento participativo

Começou, nesta terça-feira (23), a segunda parte do Seminário Internacional de Monitoramento Participativo para o Manejo da Biodiversidade e dos Recursos Naturais Renováveis. O evento promove a troca de experiências entre comunitários, técnicos, gestores públicos e acadêmicos. O objetivo é fortalecer o monitoramento como principal instrumento de conservação da biodiversidade, buscando o envolvimento das comunidades locais nessas iniciativas. Cerca de 250 pessoas de 18 países participam do evento em Manaus (AM).

Representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (SDS) e da Agência Alemã de Cooperação Técnica (GIZ) participaram da mesa de abertura. "A expectativa é trocar experiências, ver o que funciona, quais lições que a gente tem para juntar numa rede de conhecimentos e assim chegar numa conclusão coletiva para o tema da conservação da biodiversidade e uso dos recursos naturais", explicou a diretora do Programa de Florestas Tropicais da GIZ, Ingrid Prem.

"Para que haja um monitoramento pleno é fundamental que as pessoas participem da elaboração dos propósitos do monitoramento, da análise dos resultados e da tomada de decisão a partir dos resultados alcançados", afirmou a coordenadora geral de pesquisa e monitoramento da biodiversidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Kátia Ribeiro.

A participação de comunidades locais pode reduzir conflitos pelo uso dos recursos naturais e ajudar no combate ao uso predatório e ilegal desses recursos. Para alcançar esse resultado, há o consenso de que a comunicação e relações de confiança são fundamentais para construir e aprimorar todos os processos, bem como promover a capacitação, de forma que o trabalho desenvolvido traga qualidade de informação.

O evento é considerado a mais abrangente reunião já realizada com o envolvimento de representantes comunitários, pesquisadores e praticantes de monitoramento da biodiversidade. O estudante José Roberto Medeiros participa de atividades de manejo na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Uacari (AM). "A gente troca experiências com pessoas de outros lugares. Meu conhecimento é tradicional, diferente de outra pessoa da Dinamarca, por exemplo. A gente começou a trabalhar com manejo do pirarucu há 6 anos e hoje é uma realidade na nossa comunidade".

"Eu sou alemã e trabalho no Timor Leste. Eu vim aqui com a intenção de trocar experiências sobre o monitoramento da biodiversidade", comentou a líder de uso sustentável da agrobiodiversidade da consultoria AMBERO-IP-NIRAS, em nome da GIZ, Beat Schuchmann.

A abordagem participativa do monitoramento da biodiversidade pode ser uma complementação de alta qualidade e transformadora do monitoramento executado por cientistas. Nos três dias de seminário, acadêmicos reconhecidos internacionalmente, extensionistas, comunitários e representantes de governo envolvidos com essas iniciativas buscarão o alinhamento técnico e político para promover o monitoramento participativo.

Também faz parte do encontro a feira de apresentações, que contará com variados materiais de divulgação, além de apresentações orais e vídeos de iniciativa de monitoramento participativo. A feira terá também exposição de produtos do manejo de recursos naturais e a troca livre de experiências.

A partir dos trabalhos apresentados pelos participantes, será elaborado um documento com recomendações e orientações para o envolvimento comunitário no monitoramento da biodiversidade e dos recursos naturais, a Carta de Manaus. O seminário conta com a presença de representantes de 18 países e de vários estados do Brasil. Os debates serão realizados oficialmente em inglês, espanhol e português com tradução simultânea para os três idiomas.

TRANSMISSÃO AO VIVO

O Seminário Internacional de Monitoramento Participativo para o Manejo da Biodiversidade e dos Recursos Naturais vai até a próxima sexta-feira (26) no Hotel Intercity, em Manaus (AM). Os principais momentos do evento serão transmitidos ao vivo, pela internet.

Para maiores informações, visite o site do evento.

SOBRE O SEMINÁRIO

O Seminário Internacional de Monitoramento Participativo para o Manejo da Biodiversidade e dos Recursos Naturais Renováveis é realizado pelo Ministério do Meio Ambiente do Brasil (MMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) em parceria com Cooperação Alemã de Desenvolvimento Sustentável (GIZ) por encargo do Ministério Federal do Meio Ambiente, Proteção da Natureza, Construção e Segurança Nuclear da Alemanha (BMUB), Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), Projeto Manguezais do Brasil, The Gordon and Betty Moore Foundation, Wildlife Conservation Society (WCS), Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE), Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (SDS) e Nordisk Fond for Miljø og Udvikling, com apoio do Secretariado da Convenção da Diversidade Biológica (CDB).

http://www.icmbio.gov.br/portal/comunicacao/noticias/4-destaques/4985-18...