As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

G1 - http://g1.globo.com/
10/04/2015
'Globo Rural' mostra desmatamento em reserva extrativista no Acre

Reserva chegou a produzir 70 toneladas de látex por ano.
População se mantém com pequenas plantações de milho e mandioca.

A primeira reserva extrativista do Brasil, a Reserva Extrativista Alto Juruá, no Acre, é tema deste domingo (12) do "Globo Rural". O repórter José Raimundo apresenta a situação geral da reserva, 25 anos de sua criação, além das condições da população e da área, que lida com dificuldades econômicas e desmatamento na região.

Com mais de duas décadas de existência, a reserva, que possui grande quantidade de seringueiras, nos primeiros tempos chegou a produzir 700 toneladas de látex por ano. Atualmente, a população do local já não consegue mais se sustentar com a extração desse produto.

A reportagem mostra moradores que se mantêm com pequenas plantações milho e mandioca, e também iniciativas de reflorestamento com plantas amazônicas que podem ser exploradas comercialmente, como o cupuaçu. Ao mesmo tempo em que essas pessoas sobrevivem com dificuldade sem provocar devastação, a reserva sofre com o desmatamento de grandes áreas para a criação de gado.

O Globo Rural vai ao ar aos domingos, logo após o programa Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Consulte a programação atualizada.

http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2015/04/globo-rural-mo...