As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

FSP, Ciencia, p. C9
29/03/2013
Incendio em reserva no RS ja destruiu 1.400 hectares de floresta

Incêndio em reserva no RS já destruiu 1.400 hectares de floresta
Fogo foi detectado na terça-feira e ainda não está sob controle

DE SÃO PAULO

Um incêndio na Estação Ecológica do Taim, no sul do Rio Grande do Sul, destruiu ao menos 1.400 hectares da reserva -área equivalente a 1.400 campos de futebol.
O fogo foi detectado na terça-feira e até a noite de ontem não havia sido controlado.
Segundo o Corpo de Bombeiros de Rio Grande, a área do incêndio é de difícil acesso e o combate só poderia ser feito por aviões.
Os trabalhos eram coordenados pelo ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação de Biodiversidade), responsável pela reserva de cerca de 34 mil hectares.
O ICMBio aguardava a chegada de aviões da Bahia -com capacidade para até 3.000 litros de água- para o combate em áreas de fogo mais intenso, o que só deve ocorrer hoje.
INÍCIO
Ontem, o trabalho de combate ao incêndio foi feito com cerca de 80 brigadistas e dois aviões agrícolas, com menor capacidade para o armazenamento de água (600 litros).
A hipótese é que um raio tenha originado o fogo, iniciado em área remota e de escassa presença humana.
Criada em 1986, a estação ecológica ocupa uma área entre as cidades de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar.
Formada por dunas litorâneas, lagoas e campos, é berçário de aves migratórias e tem alto valor ecológico para pesquisas e experimentos.
Entre os animais encontrados na Estação Ecológica do Taim, estão capivaras, jacarés e tartarugas.

FSP, 29/03/2013, Ciência, p. C9

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/saudeciencia/101012-incendio-em-reserva...