Área de Proteção Ambiental Margem Direita do Rio Negro

Area 461,741.00ha.
Document area Lei - 3355 - 26/12/2008
Legal Jurisdiction Amazônia Legal
Year created 1995
Group Uso Sustentável
Responsible instance Estadual
Corridor Central da Amazônia
Mosaics Baixo Rio Negro

Map

Municipalities

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municipalities - APA Margem Direita do Rio Negro

# UF Municipality Population (IBGE 2018) Non-urban population (IBGE 2010) Urban population (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) CA area in the municipality (ha) CA area in the municipality (%)
1 AM Iranduba 47,571 11,802 28,979 221,681.70 98,520.46
21.13 %
2 AM Manacapuru 96,236 24,963 60,178 733,657.90 88,765.27
19.04 %
3 AM Novo Airão 18,974 5,224 9,499 3,780,525.70 279,003.32
59.83 %

Environment

Vegetation

Vegetation (water courses excluded) % in the CA
Floresta Ombrófila Densa 100.00

Watersheds

Watershed % in the CA
Negro 100.00

Biomes

Biome % in the CA
Amazônia 100.00

Management

  • Management Agency: (SEMA-AM) Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas
  • Type of council:
  • Year of creation:

Juridical Documents

Juridical Documents - APA Margem Direita do Rio Negro

Document type Number Document action Document date Publishing date Observation Download
Lei 3355 Alteração de limites 26/12/2008 30/12/2008 Altera os limites da APA Margem Direita do Rio Negro. A APA passa a ter área aproximada de 461.740,67 hectares.  
Portaria 146 Alteração de limites 09/09/2014 16/09/2014 Institui no âmbito do Centro Estadual de Unidades de Conservação - CEUC, Grupo de Trabalho (GT) do Conselho Estadual da Reserva da Biosfera (CERBAC) com objetivo de apoiar a construção e desenvolvimento das atividades da SDS/Ceuc, referentes à criação/redelimitação/recategorização na APA Margem Direita do Rio Negro Setor Puduari-Solimões e no PES Rio Negro Setor Norte como medida compensatória decorrente da instalação do Projeto Cidade Universitária da UEA.  
Decreto 16.498 Criação 02/04/1995 06/04/1995 Cria a APA Margem Direita do Rio Negro, com 554.334 hectares. Destina-se a proteger e conservar a qualidade ambiental e os sistemas naturais ali existentes, visando a melhoria da qualidade de vida da população local e também objetivando a proteção dos ecossistemas regionais.  
Lei 2646 Alteração de limites 22/05/2001 22/05/2001 Altera os limites do Parque Estadual do Rio Negro, Setores Norte e Sul, e das Áreas de Proteção Ambiental, das Margens Esquerda e Direita do Rio Negro, criados pelos Decretos n.o 16.497 e n.o 16.498, de 2 de abril de 1995, e dá outras providências. A Área de Proteção Ambiental da Margem Direita do Rio Negro, Setor Paduari - Solimões, criada pelo Decreto n.o 16.498, de 2 de abril de 1995, passa a ter 566.365 hectares.  

Management documents - APA Margem Direita do Rio Negro

Plan type Approval year Phase Observation

Sobreposições

Não existem sobreposições desta Unidade de Conservação com outras Áreas Protegidas.

Principais Ameaças

Desmatamento na Amazônia Legal

Este tema apresenta a análise dos dados de desmatamento produzidos pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que mapeia somente áreas florestadas da Amazônia Legal. Os dados do Prodes não incluem as áreas de cerrado que ocorrem em muitas Unidades de Conservação no bioma Amazônia.

Focos de calor

Área de abrangência do ponto: um foco indica a possibilidade de fogo em um elemento de resolução da imagem (pixel), que varia de 1 km x 1 km até 5 km x 4 km. Neste pixel pode haver uma ou várias queimadas distintas, mas a indicação será de um único foco. Se uma queimada for muito extensa, será detectada em alguns pixeis vizinhos, ou seja, vários focos estarão associados a uma única grande queimada.

Total identificado de desmatamento acumulado até 2000: 51267 hectares
Total identificado de desmatamento acumulado até 2017: 69737 hectares

Characteristics

ATRIBUTOS NATURAIS : Drenada por rios de águas brancas e rios de água preta, no interflúvio das bacias dos rios Solimões e Negro, em regiões de várzea e de terra firme. A APA protege principalmente as extensas florestas do rio Negro, no setor da Planície Central Amazônica. Na sua parte Norte, acima de Novo Airão, suas florestas estão praticamente intocadas, porém, na sua parte Sul, devido à proximidade de Manaus, apresenta áreas degradadas, principalmente no município de Iranduba.

BIODIVERSIDADE : São encontradas espécies comuns, ameaçadas, endêmicas e migratórias, com destaque para o elevado número de espécies de sapos, lagartos e serpentes, mas também várias espécies de quelônios e jacarés, algumas ameaçadas de extinção como o jacaré-açu (Melanosuchus niger). Mais de 40 espécies de mamíferos ocorrem na área, dentre as quais algumas consideradas ameaçadas de extinção tais como a onça-pintada (Panthera onca) e a ariranha (Pteronura brasiliensis). Ocorrem mais de 100 espécies de peixes, dentre elas o pirarucu (Arapaima gigas), também ameaçado de extinção. A fauna de aves é diversificada, com mais de 300 espécies, 30% da fauna ornitológica que ocorre na Amazônia brasileira. Dentre as espécies em extinção está o Gavião-pato (Spizastur melanoleucos) e o gavião-real (Harpia harpyja).

INFRA-ESTRUTURA : O acesso principal à área ocorre por via fluvial no trecho Manaus-Novo Airão. Daí até a APA o trecho pode ser percorrido por voadeiras. Também acesso rodoviário pela AM-340.

SÓCIO-ECONOMIA : Possui em seus limites 30 comunidades. Diversas atividades econômicas são fonte de renda, entre elas a produção de farinha, de vassouras, de espetos de madeira, de canoas e barcos, de artesanato, a pesca comercial, a pecuária e a agricultura. A pesca é a principal atividade econômica , sendo mais comum a pesca artesanal. O principal peixe comercializado é o jaraqui (spp. Semaprochilodus taeniurus e Semaprochilodus insignis). Dezoito comunidades produzem artesanato. Há registros freqüentes de sítios arqueológicos com "terra preta de índio", o que tem levado a uma visitação turística constante nas Vilas do Paricatuba e Acajatuba.
(fonte: Unidades de Conservação do Estado do Amazonas. Manaus:SDS/SEAPE, 2007)

Contact

IPAAM - Departamento de Gestão Territorial
Christina Fischer - Tel: (92) 3643-2305

Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável
Secretaria Executiva Adjunta de Projetos Especiais
Rua Recife, nº 3280, Parque 10 - Manaus
Tel: (92) 3642-8807 / (92) 3642-4607
Site: www.sds.am.gov.br

Centro Estadual de Unidades de Conservação - CEUC (AM)
Av. Mário Ipiranga Monteiro, n° 3280 - Parque 10
CEP: 69050-030 - AM
Email: ceuc@ceuc.sds.am.gov.br
Tel: (92) 3642-4607
Site: http://www.ceuc.sds.am.gov.br

News

Total of 26 news about the protected area APA Margem Direita do Rio Negro in the database. RSS

View all news from this protected area

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.