APA das Reentrâncias Maranhenses

General information

Roberto Linsker - www.terravirgem.com.br
2001
Reentrâncias Maranhenses
Área de Proteção Ambiental
Estadual
Uso Sustentável
2.680.910 (Decreto - 11.901 - 11/06/1991)
1991
Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais
Javascript is required to view this map.

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municipality Population (IBGE 2007) Non-urban population (IBGE 2001) Urban population (IBGE 2001) State Municipality area (ha) CA area in the municipality (ha) CA area in the municipality (%)
Cururupu 34018 12279 21468 MA 93.559 123.071 4.62 %
Carutapera 20285 6124 13138 MA 125.556 75.474 2.83 %
Alcântara 21349 15626 5665 MA 148.323 137.131 5.15 %
Apicum-Açu 13216 5546 5553 MA 65.192 34.731 1.3 %
Mirinzal 13786 5193 7812 MA 68.773 12.114 0.45 %
Cedral 9841 7817 1976 MA 26.228 24.592 0.92 %
Bacuri 16026 7882 7649 MA 78.806 79.100 2.97 %
Bequimão 20735 14552 5148 MA 76.896 55.804 2.1 %
Porto Rico do Maranhão 6900 3850 2530 MA 22.430 22.125 0.83 %
Godofredo Viana 10452 2653 4341 MA 64.009 55.356 2.08 %
Central do Maranhão 8776 4173 3013 MA 36.646 807 0.03 %
Guimarães 12387 7382 5259 MA 59.880 55.270 2.08 %
Cândido Mendes 18820 7409 9492 MA 173.179 72.616 2.73 %
Turiaçu 32491 22800 8489 MA 257.760 141.905 5.33 %
São Luís 957515 32444 837584 MA 82.714 4.383 0.16 %
Luís Domingues 6672 1031 4693 MA 46.676 34.465 1.29 %
Serrano do Maranhão 10576 6202 2918 MA 120.704 91.994 3.45 %
Turilândia 20119 10302 6929 MA 151.158 10.977 0.41 %

Pressões e ameaças

O desmatamento, as queimadas e a mineração industrial, são algumas das pressões que mais ameaçam as Unidades de Conservação. Veja abaixo dados atualizados sobre essas pressões nesta UC; para uma visualização comparativa entre as UCs mais desmatadas na Amazônia Legal, acesse o ranking dinâmico.

Para detalhes sobre a obtenção dos dados, acesse nossa nota técnica.

614877.81 ha

Characteristics

Characteristics

A APA das Reentrâncias Maranhenses pode ser descrita como uma grande área, aproximadamente 254 Km de extensão, de costa baixa como uma série de ilhas, baías, enseadas e um complexo estuarino, interligado por canais chamados de "furos", os quais são recortados ainda mais por inúmeros igarapés, cobertos por manguezais, que hospedam várias espécies de peixes, crustáceos e moluscos como também aves, especialmente as migratórias, que buscam descanso, alimentação e local para reprodução. Também é local importante para a reprodução do Guará (Eudocimus ruber), ameaçado de extinção.
(Fonte: www.amazoniamaranhense.com.br. Acesso em: 22/04/2010).

Situada no litoral ocidental do Estado entre a embocadura da Baía de São Marcos em Alcântara até a foz do rio Gurupi , as Reentrâncias Maranhenses, se estendem por 12 mil quilômetros quadrados e formam uma imensa região recortada por baías, enseadas, ilhas e manguezais. Foi transformada em Área de Proteção Ambiental em 1991 e também faz parte da Rede Hemisférica de Defesa das Aves Limícolas por ter importância fundamental para as aves migratórias. Atrações variadas são oferecidas para os turistas mais curiosos e com espírito de aventura, como passeios pela ilhas vizinhas do município de Alcântara, ou explorações marítimas mais ousadas, conhecendo ilhas, praias desertas e baías. A principal atração turística na região é a Ilha dos Lençóis, no litoral de Curupuru. Com uma beleza exótica o lugar oferece praias, dunas e lagoas cristalinas, é famosa por seus mistérios. Os quase 300 habitantes acreditam que lá vive um rei encantado conhecido por Dom Sebastião, que aparece nas noites de lua cheia, transformado em touro gigante. No dia em que um homem for corajoso o suficiente para ferí-lo na estrela brilhante que ostenta na testa, o encantamento se desfaz e o rei e toda a corte dele surgirão com todo o esplendor. A Ilha também é conhecida como "Ilha dos Filhos da Lua". Ali viveu, durante muitos anos, a maior colônia de albinos do mundo.
(Fonte: www.ilhadocaju.com.br/novaecoturismo. Acesso em: 22/04/2010).

Criado pelo Decreto Estadual n 11.901 de 11 de Junho de 1991 e reeditado em 09 de Outubro de 1991, com uma área de 2.680.911 hectares. Localizado no litoral ocidental maranhense, de Alcântara até a foz do Gurupi, englobando os municípios de Cedral, Guimarães, Mirinzal, Bequimão, Cândido Mendes, Turiaçú, Luís Domingues, Godofredo Viana, Cururupu, Bacuri e Carutapera. A região costeira é bastante recortada de baías, enseadas e estuários. Terra firme constituída na maioria de terras baixas e planas com pequenas elevações colinares, no município de Carutapera. Possui extensos manguezais com elevada produtividade pesqueira em toda costa ocidental maranhense, há abundância de aves litorâneas, algumas ameaçadas de extinção, como o guará que nidifica e reproduz na Ilha do Cajual, em Alcântara, e entre os mamíferos, encontramos os golfinhos e o peixe-boi. (http://www.maranhao.gov.br/turismo/chamadas/apas.php - acesso em 11/11/03).

Observations

Segundo SIG/ISA apenas 37,38% da extensão da APA encontra-se na Amazônia Legal.


Physical Aspects

Sobreposições com outras Unidades de Conservação ou Terras Indígenas

Overlapping Category of the superposed area Superposition percentage
Cururupu RESEX 6.98

Fitofisionomias

Vegetation (water courses excluded) % in the CA
Formações Pioneiras 38.51

Watersheds

Watershed % in the CA
Oceano Atlântico 62.90
Itapecuru 0.16
Gurupi 3.10
Mearim 0.94
Litoral Noroeste MA 32.90

Contacts

Chefe da UC: Laís de Morais Rego Silva. (Portaria N° 095, de 14 de outubro 2010, DOE MA 20/10/2010)

Secretaria de Meio Ambiente - SEMA/MA
Av. Colares Moreira - Quadra 19 - Casa 09 - Calhau
CEP: 65075-440 - São Luis - MA
Email: gabinetesema@sema.ma.gov.br


News

The news published here are searched daily in different sources and transcribed here as shown in the original location. The Instituto Socioambiental does not take any responsibility for errors or opinions published in those texts.
Title Publishing datesort icon
Expedicao estuda aves limicolas migratorias 17/02/2017
Rotas de tartarugas marinhas podem indicar novas unidades de conservacao 28/09/2016
Estudo acompanha rotas de tartarugas-de-pente e analisa dados relevantes para Unidades de Conservacao 26/09/2016
Acao apreende 2.300 caranguejos em areas de protecao ambientais no MA 31/03/2016
Acao apreende peixes capturados no litoral da cidade de Cururupu, MA 28/03/2016
MMA convida ONGs para compor comite 27/10/2015
Brasil, Bolivia e Paraguai devem se unir em defesa do Pantanal 11/06/2015
Concurso mundial de fotos sobre areas umidas tem Brasil na final 31/03/2015
2 de fevereiro: Dia Mundial das Areas Umidas 30/01/2015
Concurso comemora Dia Mundial das Zonas Umidas 30/01/2015
Dia Mundial das Areas Umidas sera comemorado na Reserva Mamiraua 26/01/2015
Parcel de Manuel Luis, sitio Ramsar e parque marinho 23/01/2015
2 de fevereiro, dia mundial das areas umidas 19/01/2015
Alerta vermelho ao estado de conservacao da biodiversidade costeira e marinha brasileira 02/09/2014
Parque Nacional do Cabo Orange e candidato a Sitio Ramsar 19/11/2012
Alagadas e abandonadas 25/10/2011
Pirarucu e destaque em reuniao do Comite de Areas Umidas 18/04/2011
Dia Mundial das Areas Umidas 01/02/2011
Brasil ganha premio no Dia Mundial das Zonas Umidas 31/01/2011
Parque de Abrolhos recebe titulo internacional no Dia Mundial das Zonas Umidas 02/02/2010
Dia mundial das areas umidas e comemorado em 2 de fevereiro 29/01/2010
Parque Estadual do Rio Doce, em Minas Gerais, sera reconhecido internacionalmente como area umida 23/12/2009
Parque do Rio Doce recebe chancela como area umida de importancia internacional 22/12/2009
MMA envia informe nacional sobre zonas umidas a Convencao de Ramsar 14/04/2008
UC e avaliada para Lista de Ramsar 29/01/2008
Pais inclui mais areas umidas no programa Ramsar 16/06/1993
Governo brasileiro indica cinco areas umidas para preservacao integrada 15/06/1993

Juridical Documents

Document type Number Document action Document date Publishing datesort icon Observation Documento na íntegra
Decreto 11.901 Criação 11/06/1991 09/10/1991 Cria a APA das Reentrâncias Maranhenses para disciplinar o uso e ocupação do solo, exploração dos recursos de origem animal e vegetal e atividade de pesca para que não venham comprometer as biocenoses específicas dos ecossitemas marinhos e fluvio-marinhos e os padrões de qualidade das águas, ocupando uma área de aproximadamente2.681.911,2 hectares. (reedição em 09/10/1991) Download PDF


comments powered by Disqus