RESEX do Rio Gregório

General information

Rio Gregório
Reserva Extrativista
Estadual
Uso Sustentável
427.004 (Lei - 4313 - 11/03/2016)
2007
Deliberativo
2009
Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas
Deliberativo
2009
Javascript is required to view this map.

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municipality Population (IBGE 2007) Non-urban population (IBGE 2001) Urban population (IBGE 2001) State Municipality area (ha) CA area in the municipality (ha) CA area in the municipality (%)
Ipixuna 17177 8994 5765 AM 1.356.592 242.408 58.76 %
Eirunepé 29411 9293 16781 AM 1.583.157 170.055 41.22 %

Pressões e ameaças

O desmatamento, as queimadas e a mineração industrial, são algumas das pressões que mais ameaçam as Unidades de Conservação. Veja abaixo dados atualizados sobre essas pressões nesta UC; para uma visualização comparativa entre as UCs mais desmatadas na Amazônia Legal, acesse o ranking dinâmico.

Para detalhes sobre a obtenção dos dados, acesse nossa nota técnica.

2350.98 ha

Characteristics

Characteristics

A Reserva Extrativista do Rio Gregório está na bacia hidrográfica do Juruá, sendo que aproximadamente 77% da mesma é coberta por floresta ombrófila aberta e o restante por floresta ombrófila densa. A Resex está dentro dos municípios de Eirunepé e Ipixuna no estado do Amazonas. A área é delimitada ao norte pela Terra Indígena Kulina do Médio Juruá (http://ti.socioambiental.org/pt-br/#!/pt-br/terras-indigenas/3739) e ao sul pela fronteira do Estado do Acre. A floresta original é extremamente íntegra e bem conservada, apresentando conversão de habitats baixa, de pouco mais de 2 mil hectares, caracterizados pelas colocações comunitárias e suas roças. A Resex teve seu Conselho Deliberativo criado em 2009, uma importante ferramenta de participação social para assessorar a gestão da unidade. (Instituto Socioambiental, 2016)

Segundo a publicação Unidades de Conservação do Estado do Amazonas, publicada pela SDS/SEAPE (2007), o Rio Gregório, que corta a reserva, é um rio de água branca, afluente da porção média do Rio Juruá. Grande variedade de produtos extrativistas, como: seringa, óleo de copaíba, fruto de buriti, semente de jarina, cipós, frutos do açaí, andiroba e patauá. A existência de tantos produtos reflete o bom estado de conservação das florestas na região. 80% das nascentes do rio Gregório estão protegidas pela reserva. A BIodiversidade da Resex seria pouco conhecida. Estudos iniciais revelaram que a RESEX deve ser considerada uma área de relevante interesse ecológico, por apresentar elevada diversidade de macacos (13 espécies), sendo as espécies parauacu de Vanzolini (Pithecia irrorata vanzolini), soium bigodeiro (Saguinus imperator subgriscenses), sauim branco (Saguinus fuscicollis melanoleucus) e uacari de Novaes (Cacajao calvus novaesi) endêmicas, ocorrendo apenas nessa região da Amazônia. O acesso pode ser feito a partir de vôos regulares que saem de Manaus/AM e Rio Branco/AC até Eirunepé. Também por vôos fretados, incluindo aeronaves anfíbias que permitem acesso direto à reserva. E por via fluvial pelo rio Juruá, através de barcos de passageiros (recreios) que partem dessas duas capitais. A ocupação dessa região se deu através do estabelecimento de seringais, a partir da valoração do mercado da borracha nos séculos passados. Passada a "era da borracha", atualmente existem na área 19 comunidades descendentes desses pioneiros, com cerca de 180 famílias e 1077 moradores. A população local tem forte vocação extrativista de borracha e de cerca de 50 outros produtos florestais não-madeireiros. Com incentivos do Estado do Amazonas, muitas dessas cadeias produtivas estão sendo valorizadas e retomadas como uma atividade complementar de renda dos comunitários.

Segundo o plano de gestão da Resex, datado de 2010, sob o ponto de vista da biodiversidade, a Resex é caracterizada por uma natureza exuberante, com alta diversidade e endemismo. A paisagem é formada por áreas pouco alteradas, protegidas pelo isolamento em que se encontra a região e pela presença, por gerações, de famílias de descendentes dos seringueiros que ocuparam o rio durante o período de expansão da economia da borracha e hoje formam pequenas comunidades distribuídas ao longo do curso do rio Gregório. Com uma população de 181 famílias agroextrativistas e cerca de 1100 pessoas em seus limites, as principais atividades desenvolvidas são: agricultura, caça, pesca, criação de animais domésticos e coleta de produtos extrativistas para subsistência. A gestão da Resex é pautada seguindo algumas regras que buscam garantir a integridade dos ecossistemas, sendo elas: área para agricultura familiar e criação de animais domésticos não poderá exceder a 5% da área total da Unidade; proibida a introdução ou criação de búfalos, javalis, e outras espécies exóticas que ameacem os ecossistemas e modalidades de pesca, exceto a de subsistência, somente poderiam ser exercidas mediante aprovação de projetos específicos pelo Conselho Deliberativo da Resex e pelas autoridades competentes. São reconhecidas como atividades existentes e conflitantes aos objetivos da Reserva a extração ilegal de madeira, o comércio de fauna e a pecuária não comunitária.

Observations

Convoca Consultas Públicas para tratar da redelimitação com ampliação da área da Reserva Extrativista do Rio Gregório.
(DOE AM 06/10/2015)

OBS: a área declarada no Decreto de criação, de 477.042 ha inclui terras no Acre. A área plotada pelo ISA até a linha Cunha Gomes, divisa Amazonas/Acre, é de 308.859 ha.

Reunião extraordinária do Conselho Deliberativo da RESEX Rio Gregório para posse dos novos conselheiros, de 08 a 17/10/2011. (DOE AM 05/10/2011)

Portaria SDS n" 021/2011 - A Secretaria Executiva do Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas, resolve conceder crédito orçamentário em favor do IDAM (Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas), no valor de R$ 1.165.114,67, referente ao fortalecimento de ações e atividades produtivas sustentáveis nas UCs Estaduais: RDS Piagaçú-Purus/Anori, RESEX Catuá-Ipixuna/Coari, RDS Uatumã/Itapiranga, FES Maués, RDS Uacari/Carauari, RDS Rio Amapá/Manicoré, RDS Rio Madeira, RDS Juma/Novo Aripuanã, RDS Cujubim/Jutaí, RESEX do Rio Gregório/Elrunepé e RDS Rio Negro/Novo Airão.
(DOE AM 02/03/2011)


Physical Aspects

Sobreposições com outras Unidades de Conservação ou Terras Indígenas

Não pertinente.

Biomes

Biome % in the CA
Amazônia 100.00

Fitofisionomias

Vegetation (water courses excluded) % in the CA
Floresta Ombrófila Aberta 77.88
Floresta Ombrófila Densa 22.10

Watersheds

Watershed % in the CA
Jurua 100.00

Contacts

Gestor da UC: Walben Jr. dos Santos Ferreira. (DOE AM 04/02/2011, pg.7)

Av. Mário Ipiranga Monteiro, n° 3280 - Parque 10
CEP: 69050-030 - AM
Email: ceuc@ceuc.sds.am.gov.br
Tel: (92) 3642-4607
Site: http://www.ceuc.sds.am.gov.br


News

The news published here are searched daily in different sources and transcribed here as shown in the original location. The Instituto Socioambiental does not take any responsibility for errors or opinions published in those texts.
Title Publishing datesort icon
Governo garante titulo de terra a extrativistas 11/10/2016
Titulos garantem acesso ao credito rural e aos beneficios previdenciarios 06/10/2016
Extrativistas ganham titulo de terra no Amazonas 05/10/2016
Familias de 11 unidades de conservacao recebem titulos de terra no Amazonas 05/10/2016
Mais de 2 mil familias serao regularizadas em unidades de conservacao ambiental no AM 04/10/2016
Associacao de Moradores Agroextrativistas da Resex Rio Gregorio tem nova gestao 07/06/2016
Aprovada criacao do Programa Primeira Infancia Amazonense e mais 4 projetos 10/03/2016
Casa Legislativa comeca a analisar mais duas mensagens do Governo do Estado 23/02/2016
FAS realiza oficina de gestao de bens na Resex Rio Gregorio 09/10/2015
Ribeirinhos trocam experiencias sobre manejo de pirarucu na RDS Uacari 29/09/2015
Reserva Extrativista Rio Gregorio recebe acoes de saude e educacao 18/03/2015
RDS Rio Negro recebe a 5a supervisao do projeto Primeira Infancia Ribeirinha (PIR) 28/10/2014
Na reta final da campanha, Dilma decide criar areas protegidas na Amazonia 29/09/2014
Nova auditoria promete fiscalizacao em Unidades de Conservacao do Amazonas 26/05/2013
Comunidades da Resex Rio Gregorio recebem atendimento da Marinha do Brasil 15/05/2013
Decisao comunitaria: na RESEX Rio Gregorio, Bolsa Floresta apoiara construcao de escolas e postos de saude 25/02/2013
FAS fomenta construcao de escolas na RESEX Rio Gregorio 07/09/2011
Moda e biodiversidade se unem para apoiar RDS no Amazonas 23/02/2011
Governo do Amazonas e IODICE apresentam livro sobre Projeto AMA 21/02/2011
SDS e IDAM firmam Termo de Cooperacao Tecnica 23/06/2010
Areas protegidas livres de desmatamento 14/06/2010
SDS leva capacitacao a Associacao da Resex do Rio Gregorio 04/05/2010
Monitoramento do desmatamento nas UCs e fruto de parceria entre a FAS e IMAZON 03/05/2010
Plano de Gestao da Resex do Rio Gregorio esta disponivel para consulta publica 27/04/2010
Liderancas comunitarias participam de Encontro sobre Bolsa Floresta 20/04/2010
Formacao de Conselhos Gestores de UC encerram a primeira fase 19/11/2009
Expedicao a Resex do Rio Gregorio inicia hoje 06/04/2009
Missao da FAS amplia bolsa floresta para mais seis unidades de conservacao 21/06/2008
Convenio entre SDS e INCRA beneficia oito Unidades de Conservacao Estaduais 17/06/2008

Juridical Documents

Document type Number Document action Document date Publishing datesort icon Observation Documento na íntegra
Lei 4313 Alteração de limites 11/03/2016 11/03/2016 Altera os limites da Reserva Extrativista do Rio Gregório de 308.859 hectares (Decreto 26.586/2007) para 427.004,44 ha, revogando a Lei 4106/2014 que autorizava o Poder Executivo Estadual a alienar, mediante permuta, com imóvel de propriedade da empresa R. PEREIRA & CIA LTDA. a área de aproximadamente 70.536 hectares, promovendo assim mais uma etapa para a regularizaçao fundiária da Resex. Download PDF
Lei 4106 Regularização fundiária 15/12/2014 15/12/2014 O Poder Executivo Estadual aliena, mediante permuta, com imóvel de propriedade da empresa R. PEREIRA & CIA LTDA. a área que incide na Reserva Extrativista do Rio Gregório, de aproximadamente 70.536 hectares, promovento assim mais uma etapa para a regularizaçao fundiária da Resex.Lei revogada pela Lei Estadual 4313/2016, que amplia a Resex Download PDF
Portaria 71 Instrumento de gestão - plano de manejo 13/05/2013 13/05/2013 Aprova o Plano de Gestão da Reserva extrativista do Rio Gregório, nos municípios Eirunepé e Ipixuna. Download PDF
Portaria 3 Conselho 28/01/2009 28/01/2009 Cria o Conselho Deliberativo. Download PDF
Retificação s/n Acesso ao PRONAF 12/11/2008 12/11/2008 Na Portaria INCRA//SR-15/AM/Nº 56, de 12 de novembrode 2007, publicada no D.O.U. 225, de 23 de novembro de 2007, que reconheceu a Reserva Extrativista RESEX DO RIO GREGORIO, localizada nos municípios de Eirunepé e Ipixuna/AM, onde se lê: "...157 (cento e cinqüenta e sete) famílias de pequenos produtores rurais"... leia-se: "...200 (duzentas) famílias de pequenos produtores rurais".
Portaria 56 Outros 12/11/2007 23/11/2007 SUPERINTENDENTE REGIONAL DO INCRA NO ESTADO DO AMAZONAS, CONSIDERANDO o parecer conclusivo dos setores técnicos desta Superintendência, consubstanciado nas legislações e normaspertinentes à matéria, resolve:Art 1o- Reconhecer a Reserva Extrativista do Rio Gregorio, código SIPRA AM0112000, localizada nos Municípios de Eirunepé e Ipixuna, no Estado do Amazonas, com área de 477.042,30 ha, visando atender 157 famílias de pequenos produtores rurais;Art 2o- Determinar que tal aprovação permita a RESEX participar do Programa de Crédito Instalação e de Fortalecimento da Agricultura Familiar - PRONAF, no grupo "A", obedecidas as normas desta Autarquia.
Decreto 26.586 Criação 25/04/2007 26/04/2007 O Governador do AM cria a Resex do Rio Gregório com 477.042,30 hectares.Ficam excluídas da Resex as áreas privadas cujas propriedades forem legalmente comprovadas, as quais serão desapropriadas, na forma da lei, para inclusão definitiva na Reserva. Download PDF


comments powered by Disqus