PARNA da Chapada Diamantina

Informações gerais

Rosimeire Rurico
2000
Chapada Diamantina
Parque Nacional
Federal
Proteção Integral
152.000 (Decreto - 91.655 - 17/09/1985)
1985
Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade
Consultivo
2001
Javascript is required to view this map.

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Município População (IBGE 2007) População rural (IBGE 2001) População urbana (IBGE 2001) Estado Área do município (ha) Área da UC no município (ha) Porcentagem da UC no município (%)
Andaraí 14088 6718 7166 BA 189.516 35.792 23.46 %
Ibicoara 15856 11035 4133 BA 97.717 8.326 5.46 %
Itaeté 14154 8552 5454 BA 119.449 1.308 0.86 %
Lençóis 9617 2515 6395 BA 124.036 23.289 15.27 %
Mucugê 14131 9642 3317 BA 248.220 72.675 47.64 %
Palmeiras 8040 3519 3999 BA 69.572 11.164 7.32 %

Pressões e ameaças

O desmatamento, as queimadas e a mineração industrial, são algumas das pressões que mais ameaçam as Unidades de Conservação. Veja abaixo dados atualizados sobre essas pressões nesta UC; para uma visualização comparativa entre as UCs mais desmatadas na Amazônia Legal, acesse o ranking dinâmico.

Para detalhes sobre a obtenção dos dados, acesse nossa nota técnica.


Características

Características

O PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DIAMANTINA, foi criado em 1985 pelo então presidente José Sarney, com o objetivo de proteger amostra dos ecossistemas da Serra do Sincorá, na Chapada Diamantina, assegurando a preservação de seus recursos naturais e proporcionando oportunidades controladas para uso pelo público, educação, pesquisa científica e também contribuindo para a preservação de sítios e estruturas de interesse histórico-cultural existentes na área.
O Parque tem uma área aproximada de 152 mil hectares, estendendo-se por seis municípios no estado da Bahia.
(Fonte: Decreto Federal 91.655/1985)

Para a caracterização da vegetação da região da UC, utilizou-se como referência o trabalho realizado por Velloso et alii (2002) para toda a região da chapada Diamantina. A vegetação pode ser caracterizada como um mosaico de diferentes formações, que foi denominado por estes autores como Complexo da Chapada Diamantina. Sob esta denominação estão incluídas: i) formações xerofíticas encontradas em altitudes que variam de aproximadamente 500m a 900m, típicas do bioma Caatinga; ii) formações campestres encontradas de solos rasos até os solos profundos, desde formações florestais até desprovidas de árvores com intensa cobertura de gramíneas, normalmente associadas ao bioma Cerrado; iii) formações com características deciduais, semideciduais ou mesmo perenifoliadas, associadas a solos profundos ou a cursos e corpos d'água, associadas ao bioma Mata Atlântica e iv) formações rupestres, que ocorrem sobre rocha exposta ou sobre litossolos, em geral acima de 1.000m, mas com ocorrências em altitudes menores (por exemplo, próximo a Andaraí), conhecidos como campos rupestres, cuja classificação depende de cada autor.

Descrição do relevo: A chapada Diamantina, enquanto unidade de relevo, compreende 33 municípios e está localizada na região central da Bahia, com uma superfície de 41.751km². É constituída, geologicamente, por rochas quartzíticas, areníticas, siltíticas e conglomerados, pertencentes às formações Paraguaçu, Tombador, Caboclo, Morro do Chapéu e Bebedouro, do grupo Chapada Diamantina, como detalhado no item anterior. O topo da Chapada é aplainado, caracterizando-se como um chapadão, com exuberantes escarpas nos dois lados. As altitudes variam entre 500 a 1.000m, formando um divisor natural de águas. Nas regiões escarpadas, diversos picos atingem entre 1.600 e 1.800m, com alguns pontos acima de 2.000m. Por um lado, deságuam na bacia do São Francisco e por outro, na própria região, onde nascem os dois maiores rios baianos: o de Contas e o Paraguaçu. A região escarpada, situada à leste do platô referido acima, constitui a serra do Sincorá, onde se encontra, predominantemente, a área do PNCD. A serra do Sincorá representa um planalto em estruturas dobradas e subhorizontais fortemente erodidas. Alonga-se no sentido norte-sul, com largura média de 25km, sendo que três feições principais de relevo são encontradas no PNCD.

Descrição do solo: No Parque predominam solos pouco profundos e arenosos, muito frágeis e susceptíveis à erosão, principalmente nas áreas atingidas por incêndios, chuvas intensas, ciclos sazonais de umidade e seca e pisoteio pelo gado, principalmente bovino.

Descrição da geologia: A geologia do PNCD retrata uma dinâmica bastante antiga e peculiar (Figura 33). As rochas mais antigas que ocorrem no Parque Nacional pertencem ao grupo Paraguaçu. São siltitos e argilitos, com arenitos e conglomerados subordinados. Há cerca de 1,6 bilhões de anos, no que hoje é a porção oeste do Parque, iniciou-se a implantação de uma planície aluvial com rios entrelaçados, associada lateralmente a um deserto, onde predominavam dunas e interdunas com inúmeros lagos temporários. Nesse estágio foram depositados areias e cascalhos de origem fluvial, intercalados com areias transportadas pelo vento, de dunas e outros ambientes. Em seguida esses sedimentos foram recobertos por sedimentos transicionais e marinhos, depositados na forma de lamas, com siltes e areias mais subordinados. Acima dos sedimentos do grupo Paraguaçu, encontra-se a formação Tombador, composta de arenitos e conglomerados diamantíferos, originados da movimentação tectônica que gerou o levantamento da cordilheira formada pela serra de Jacobina e pelo complexo geológico de Contendas-Mirante. Durantes os períodos de maior instabilidade do terreno, leques de cascalhos eram produzidos pela erosão dos blocos alçados da crosta formando os conglomerados considerados como fonte de diamantes. Os conglomerados são formados por seixos de arenitos, quartzo e quartzito verde. O salão de areias coloridas, em Lençóis, é formado pela alteração de seixos de diversas composições. Entre 1,3 bilhões e 1,2 bilhões de anos atrás, o mar Caboclo invadiu a formação Tombador, retrabalhando os sedimentos continentais. Prova desta invasão está nas marcas de ondas simétricas e estratificações cruzadas, tipo espinha-de-peixe, encontradas nos arenitos da formação Caboclo na estreita faixa que baliza a serra do Sincorá entre Lençóis e Andaraí. Há 970 milhões de anos, a acumulação de sedimentos foi interrompida por uma glaciação, responsável pelos conglomerados e pelitos da formação Bebedouro e também pela inundação marinha que atingiu a área que constitui, atualmente, a porção leste do Parque, criando condições necessárias para a implantação da plataforma carbonática da formação Salitre, representada pelos calcários e dolomitos existentes nos vales do Paraguaçu, Una e Utinga.
(Cadastro Nacional de Unidades de Conservação/MMA. Link: http://isa.to/HCSN46, acesso em nov/2013)

Observações

Fonte: Obs: Projeto no entorno da UC aprovado pelo Fundo Nacional do Meio Ambiente em novembro de 2001 intitulado Chapada Diamantina: Plano de desenvolvimento participativo e sustentável para o entorno do Parque Nacional promovido pelo grupo Ambiental da Bahia (Gambá).

http://parnachapadadiamantina.blogspot.com.br/
http://www.guiachapadadiamantina.com.br/

Situação Fundiária:
A data de expiração do Dec. N. 91.655, de 17/09/1985, foi de 17/09/1990. Terra adquirida até 1994: 0%. (WWF, Subsídios para discussão: Workshop Diretrizes Politicas para Unidades de Conservação, WWF, Brasília, nov./1994)
O Ministro de Estado da Ciência e Tecnologia, concede autorização aos pesquisadores estrangeiros Frank Almeda, norte americano e Orbélia Ramos Robinson, norte-americana, ambos da California Academy of Science - EUA, para sob a responsabilidade da Dra. Angela Borges Martins, do Departamento de Botânica - IB da UNICAMP, realizarem pesquisa de campo no País, objetivando estudar a taxonomia da família Melastomataceae, nesta UC. (DO. 14/05/98, p. 56 seção 1)

No 767-Art. 1o Delegar competência ao servidor CEZAR NEUBERT
GONÇALVES, Analista Ambiental, matrícula no 1365140, podendo, obedecidas as formalidades legais e assistido pela Procuradoria Federal Especializada deste Instituto, bem como pela Coordenação Geral de Consolidação Territorial/ICMBio, assinar atos públicos de registro e receber por transferência de domínio a posse de imóveis rurais e benfeitores em nome do Instituto Chico Mendes visando a regularização fundiária do Parque Nacional da Chapada Diamantina.
Art. 2o - O Servidor delegado enviará relatórios periódicos à Coordenação Geral de Consolidação Territorial dando conta de todos
os atos praticados que tenham por origem a presente delegação.
Art. 3o - Esta Portaria tem validade de 2 (dois) anos a contar de sua publicação e gera efeitos apenas quanto a atos realizados em
vista do Parque Nacional da Chapada Diamantina.
Art. 4o - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
(DOU 02/01/2012)

INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE
EXTRATO DO 2o TERMO ADITIVO
ESPÉCIE: Termo de Compromisso, celebrado entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio e a Transmissora Sudeste - Nordeste S.A - TSN. OBJETO: Prorrogar o termo de Compromisso de saldo remanescente, visando Compensação Ambiental associado à implantação da Linha de Transmissão Sudeste Nordeste em benefício do Parque Nacional Chapada Diamantina/BA, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros/GO, da APA de Pouso Alto/GO e do Parque Municipal de Lavapés - Cavalcante/GO. Data de Assinatura: 27/03/2009. VIGÊNCIA: 02(dois) anos, quando necessário ser aditado mediante termos aditivos. PELO ICMBio: RÔMULO JOSÉ FERNANDES BARRTEO MELLO - Presidente. PELA TSN: ARI CESAR PAIVA ALMEIDA-Procurador e CLÁUDIO MARCHIORI - Diretor Técnico
(DOU 06/04/2009)

EXTRATO DE CONVÊNIO
PROCESSO No 02006.002853/2006-55 ESPÉCIE- Termo de Convênio de Cooperação Técnica Cedente - Ministério do OBJETO - o presente termo de cooperação tem por objeto a colaboração mútua entre as parters, visando a Implementação de Ações Emergênciais de Manejo na Trilha da Cachoeira da Fumaça, Parque da Chapada Diamantina.
Vigência - 02 (dois) anos; DATA DA ASSINATURA- 23 de fevereiro de 2007
(DOU, 27/02/2007, seção 3, pg 73)

EXTRATO DE COMPROMISSO
Processo: 02001.000730/2005-49
Extrato de termo de compromisso entre a Nordeste Generation Ltda e o Ibama.
Objeto: cumprimento da compensação a,biental sendo destinada à implementação do Parana, pela implantação da Usina Termelétrica Flutuante no Porto de Aratu/BA.
Vigência: 2 anos a partir da Publicação.
data da assinatura: 23/09/2005
(DOU, 29/09/2005)

EXTRATO DE COMPROMISSO
Processo n. 2001.000725/2005-36.
Termo de compromisso entre SUDIC e Ibama.
OBJETO: cumprimento da Licença Prévia do empreendimento terminal portuário da /ford, sendo os recursos destinados para a regularização fundiária da chapada Diamantina.
Vigência: 2 anos a partir da publicação.
(DOU, 10/10/2005)


Aspectos Físicos

Sobreposições com outras Unidades de Conservação ou Terras Indígenas

Não pertinente.

Biomas

Bioma % na UC
Caatinga 100.00

Fitofisionomias

Fitofisionomia (excluídos cursos d'água) % na UC
Floresta Estacional Decidual 0.75
Floresta Estacional Semidecidual 17.65
Refúgio Vegetacional 79.75
Savana 1.85

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Paraguacu 100.00
Pressão/ameaça
Pecuária
Queimadas/Incêndios
Mineração/Garimpo
Caça Ilegal
Extrativismo Vegetal

Contatos

Contato:
Rua Barão do Rio Branco, 25 - Palmeiras/BA - CEP:46930-000
Telefone: (75) 33322418/ Voip (61) 31039882
Icmbio (2014)


Notícias

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.
Título Data de publicaçãoícone de ordenação
Incendio florestal atinge regiao da Chapada Diamantina ha tres dias 05/01/2017
Canions e rios sao pontos altos das principais chapadas do Brasil 08/12/2016
A natureza em jogo 26/10/2016
Diamantina preparada para enfrentar incendios 29/08/2016
ICMBio consegue controlar fogo em 9 unidades de conservacao 15/08/2016
Focos de incendio mobilizam brigadistas do ICMBio 12/08/2016
Os sinais de alerta vem da nossa caixa d'agua 15/07/2016
Exposicao retrata a natureza em imagens impactantes 14/06/2016
No Sete Cidades, tocha passeia de bike 13/06/2016
Tocha flutua nas aguas da APA do Delta do Parnaiba 10/06/2016
No Dia Mundial do Meio Ambiente, tocha visita Noronha 06/06/2016
Ate chegar ao Rio, tocha passara por 12 UCs 24/05/2016
Incendios colocam em risco aguas no sertao 09/04/2016
Fogo cerca o refugio das aguas no sertao 09/04/2016
ICMBio delimitara 'zona de amortecimento' do Parque Nacional da Chapada 18/03/2016
Resultado de concurso fotografico da Chapada Diamantina 29/02/2016
Queimadas destruiram 34% mais que a media em 2015 06/01/2016
Numero de incendios florestais cresce 27,5% no pais 05/01/2016
O pais em chamas: por que ha tantas queimadas no Brasil 05/01/2016
ICMBio trabalha no combate a incendios florestais 31/12/2015
Incendios ameacam a Chapada Diamantina 21/12/2015
Chapada Diamantina: novos focos de incendio 14/12/2015
Fogo na Chapada Diamantina afeta revitalizacao da bacia do Rio Paraguacu 26/11/2015
Fogo ameaca as nascentes na Chapada Diamantina 24/11/2015
Responsavel por Parque da Chapada Diamantina suspeita de incendios criminosos 23/11/2015
Prossegue combate ao fogo na Chapada Diamantina 23/11/2015
Chapada em chamas 21/11/2015
Combate a queimada na Chapada Diamantina ja dura quase 20 dias 20/11/2015
Nota sobre o incendio na Chapada Diamantina 19/11/2015
Incendios na Chapa Diamantina sao alvo de investigacao pelo MPF/BA 19/11/2015
Chapada Diamantina esta em chamas, de novo 17/11/2015
Incendio destroi a Chapada Diamantina 17/11/2015
ICMBio combate incendio na Chapada Diamantina 16/11/2015
'Incendios sao provocados por pessoas', diz chefe de parque na BA 16/11/2015
Chapada Diamantina promove concurso fotografico 21/10/2015
Decretada situacao de emergencia em areas atingidas por incendio na Bahia 02/10/2015
Diamantina celebra 30 anos 17/09/2015
Incendio na Chapada Diamantina e controlado 17/09/2015
Fogo diminui em Diamantina, mas ainda preocupa 16/09/2015
Incendio ja destruiu 9 mil hectares da Chapada Diamantina 15/09/2015
Incendios atingem duas areas na Chapada Diamantina 14/09/2015
Incendio atinge Parque Nacional da Chapada Diamantina 13/09/2015
Biodiversidade brasileira so ganha com unidades de conservacao 18/07/2015
Fotografar para conservar: novas ferramentas de imagem potencializam a conservacao 07/07/2015
Sete Unidades de Conservacao estao no Google Park View 17/06/2015
A primeira estapa acabou. O Concurso continua 01/06/2015
Chapada Diamantina seleciona brigadistas 06/05/2015
Sergio Brant fala sobre o recorde de visitantes em Parques Nacionais durante 2014 06/05/2015
Por ceus mais cinzentos 04/05/2015
Globo erra novamente sobre parques nacionais 06/04/2015
Chapada Diamantina realiza campanha de sensibilizacao 23/02/2015
Descubra o Brasil que poucos conhecem 17/02/2015
MPF/BA recomenda criacao de Unidade de Conservacao da Gruta do Poco Encantado 11/02/2015
14 Parques Nacionais para aproveitar a natureza do Brasil 23/01/2015
Conheca a foto vencedora do 3o concurso do Wikiparques 06/12/2014
MPF/BA propoe acao para proteger Parque Nacional da Chapada Diamantina 18/11/2014
Estranhos no paraiso do Parque Nacional da Chapada Diamantina 12/11/2014
Parques Nacionais: Governo novo, ideias novas 30/10/2014
Temporal interrompe incendio em parque nacional no RJ 20/10/2014
A natureza misturada com a arte da fotografia 19/10/2014
Servico Florestal dos EUA visita Chapada Diamantina 10/10/2014
Incendio florestal atinge area de 164,68 ha na Bahia 22/09/2014
ICMBio ajuda a combater serrarias clandestinas na Bahia 02/08/2014
Pedras sao pichadas em reserva ambiental na BA; mulher e suspeita 23/07/2014
Ameacas as unidades de conservacao demandam atuacao do MPF 04/06/2014
MPF lanca estrategia nacional para defesa das unidades de conservacao 03/05/2014
ICMBio define acoes de regularizacao fundiaria para 2014 20/03/2014
Parques Nacionais terao campanha de incentivo ao turismo 21/02/2014
ICMBio estuda ordenamento de atrativo na Chapada Diamantina 29/01/2014
Parques Nacionais ganham recursos para melhorar visitacao 28/11/2013
O Brasil tem de ir para o mato 14/11/2013
Edital Caatinga apresenta resultados positivos 06/11/2013
Fogo em serra da Chapada Diamantina e controlado, diz brigadista 25/09/2013
Abram os parques! 31/07/2013
Natureza para poucos 14/07/2013

Histórico Jurídico

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de publicaçãoícone de ordenação Observação Documento na íntegra
Portaria 11 Conselho 29/01/2010 02/02/2010 O PRESIDENTE DO ICMBio, no uso da atribuições que lhe confere o art. 19;inciso VII, do Ane xo I da Estrutura Regimental aprovada pelo Decreto Federal n 6100, de 26 de abril de 2007, e a Portaria da Ministra de Estado do Meio Ambiente n 98, de 03 de maio de 2007, e o art. 1, inciso I, da Portaria MMA n 276, de 09 de maio de 2007; Considerando o disposto no art. 29 da Lei n 9.985, de 18 de julho de 2000, que regulamenta o Art. 225, § 1, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, que institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza - SNUC e dá outras providências; Considerando os art. 17 a 20 do Decreto n 4.340, de 22 de agosto de 2002, que a regulamenta; Considerando o Decreto n 91.655, de 17 de setembro de 1985, que criou o Parque Nacional da Chapada Diamantina, no Estado da Bahia; e, Considerando as proposições apresentadas no Processo n 02001.009347/01-98; resolve: Art.1 Alterar o art.2, itens I a XXXIV e seu parágrafo único, da Portaria IBAMA n 185, de 19 de dezembro de 2001, que passa vigorar com a seguinte redação:"Art.2 O Conselho Consultivo do Parque Nacional da Chapada Diamantina será composto pelos representantes dos seguintes órgãos, entidades e organizações não-governamentais:I - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBIO;II - Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA;III - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN;IV - Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional da Bahia - CAR;V - Instituto de Meio Ambiente da Bahia - IMA;VI - Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola S.A - EBDA;VII - Diretoria de Unidades de Conservação e Biodiversidade da Bahia - DUC/SEMA;VIII - Coordenação de Defesa Civil da Bahia - CORDEC;IX - Universidade Estadual de Feira de Santanta - UEFS;X - Prefeitura Municipal de Andaraí;XI - Prefeitura Municipal de Ibicoara;XII - Prefeitura Municipal de Itaetê;XIII - Prefeitura Municipal de Lençóis;XIV - Prefeitura Municipal de Mucugê;XV - Prefeitura Municipal de Palmeiras;XVI - Associação de Condutores de Visitantes de Andaraí - ACVA;XVII - Cooperativa dos Garimpeiros de Andaraí - COOGAN;XVIII - Associação de Pescadores de Andaraí - APA;XIX - Associação de Condutores de Visitantes de Ibicoara - ACVIB;XX - Associação Grupo Ambientalista de Palmeiras - GAP;XXI - Grupo Ambientalista de Lençóis - GAL;XXII - Associação Rádio Comunitária Avante Lençóis;XXIII - Brigada Voluntária de Lençóis - BVL;XXIV - Associação dos Irrigantes do Alto Paraguaçu;XXV - Fundação Ondazul;XXVI - Associação Comunitária do Cercado;XXVII - Brigada Ambientalista Voluntária de Combate a Incêndios Florestais - BRAVOS;XXVIII - Associação de Cultura Popular QuebraCoco;XXIX - Associação de Condutores de Visitantes de Lençóis - ACVL;XXX - Lavoura e Pecuária Igarashi;XXXI - Associação dos Empreendedores do Turismo de Andaraí e Igatú;XXXII - Comunidade interna do Baixão;XXXIII - Comunidade interna do Capão do Correia;XXXIV - Comunidade interna da Chapadinha;XXXV - Comunidade interna da Estrada Velha do Garimpo;XXXVI - Comunidade interna da Fazenda Velha;XXXVII - Comunidade interna do Garapa;XXXVIII - Comunidade interna do Ponem;XXXIX - Comunidade interna do São Pedro/Libânio;XL - Comunidade interna das Toalhas; eXLI - Comunidade interna do Vale do Pati.§1 O chefe do Parque Nacional da Chapada Diamantina representará o Instituto Chico Mendes no Conselho Consultivo e o presidirá.§2 Toda e qualquer alteração na composição do Conselho Consultivo deve ser registrada em Ata de Reunião Ordinária da Assembléia Geral e submetida à decisão dessa Presidência."Art. 2 Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.RÔMULO JOSÉ FERNANDES BARRETO MELLO
Contrato s/n Outros 29/08/2009 08/09/2009 EXTRATO DE TERMO ADITIVO Nº 1/2009Número do Contrato: 7/2009. Nº Processo: 02044000072200912.Contratante: INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE. CNPJ Contratado: 00855634000126. Contratado: J R SEGURANÇA E VIGILANCIA LTDA -Objeto: Supressao de um posto noturno e de um diurno de vigilancia armada no Parna da Chapada Diamantina.Supressao de dois postos diurno e acrescimo de dois postos noturno de vigilancia armada na Rebio de Una. Fundamento Legal: Lei 8666/93 Vigência: 29/08/2009 a 28/08/2010. Valor Total: R$377.583,72. Fonte: 100000000 - 2009NE900265. Data de Assinatura: 29/08/2009.
Portaria 09 Instrumento de gestão - plano de manejo 06/03/2009 10/03/2009 O PRESIDENTE DO ICMBio, resolve:Art. 1o- Aprovar o Plano de Manejo do Parque Nacional da Chapada Diamantina.Art. 2.o- Tornar disponível o texto completo do Plano deManejo do Parque Nacional da Chapada Diamantina, em meio digital, na Sede da Unidade de Conservação e na Sede do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.Art. 3o- A Zona de Amortecimento constante neste Plano de Manejo, que será estabelecida posteriormente por instrumento jurídico específico é uma proposta de zoneamento para o entorno da Unidade de Conservação.Segundo o site institucional do ICMBio acessado no dia 02/10/2014, o documento oficial de plano esta descrito como documento preliminar e data de 2007, apesar da portaria ser de 2009.(http://www.icmbio.gov.br/portal/biodiversidade/unidades-de-conservacao/biomas-brasileiros/caatinga/unidades-de-conservacao-caatinga/2129-parna-da-chapada-diamantina.html) Download PDF
Portaria 15 Outros 23/02/2001 28/02/2001 Regulamenta o uso turístico de cavernas da Chapada Diamantina
Decreto 91.655 Criação 17/09/1985 18/09/1985 O Presidente da República José Sarney cria o parque Nacional da Chapada Diamantina, com objetivo de proteger amostras dos Ecossistemas da Serra do Sincora, na Chapada Diamantina, assegurando a preservação de seurs recursos naturais e proporcionando oportunidades controladas para uso pelo público, educação, pesquisa científica e também contribuindo para a preservação de sítios e estruturas de interesse histórico-cultural existentes na área. Download PDF
Portaria 185 Conselho 19/12/2001 Cria o Conselho Consultivo do Parque Nacional da Chapada Diamantina


comments powered by Disqus