Reserva de Desenvolvimento Sustentável Cujubim

Área 2.450.380,00ha.
Document area Decreto - 23.724 - 05/09/2003
População 60
Jurisdição Legal Amazônia Legal
Ano de criação 2003
Grupo Uso Sustentável
Instância responsável Estadual
Corredor Central da Amazônia

Mapa

Municípios

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municípios - RDS Cujubim

# UF Município População (IBGE 2018) População não urbana (IBGE 2010) População urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área da UC no município (ha) Área da UC no município (%)
1 AM Jutaí 14.753 7.440 10.552 6.945.741,60 2.431.036,11
100,00 %

Ambiente

Fitofisionomia

Fitofisionomia (cursos d'água excluídos) % na UC
Floresta Ombrófila Aberta 32,71
Floresta Ombrófila Densa 67,29

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Jutai 100,00

Biomas

Bioma % na UC
Amazônia 100,00

Gestão

  • Órgão Gestor: (SEMA-AM) Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas
  • Tipo de Conselho: Deliberativo
  • Ano de criação : 2008

Documentos Jurídicos

Documentos Jurídicos - RDS Cujubim

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de Publicação Observação Download
Portaria 43 Conselho 03/04/2008 03/04/2008 Cria Conselho Deliberativo  
Portaria 02 Conselho 15/01/2009 28/01/2009 Aprova o Regimento Interno do Conselho Deliberativo da RDS Cujubim.  
Portaria 49 Instrumento de gestão 12/03/2009 13/03/2009 Aprova o Plano de Gestão da RDS Cujubim.  
Decreto 23.724 Criação 05/09/2003 08/09/2003 Cria a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Cujubim, localizada na bacia do Rio Jutaí, com área aproximada de 2.450.381,55 hectares, com o objetivo básico preservar a natureza e, ao mesmo tempo, assegurar as condições e os meios necessários para a reprodução e a melhoria dos modos e da qualidade de vida e exploração dos recursos naturais das populações tradicionais, bem como valorizar, conservar e aperfeiçoar e conhecimento e as técnicas de manejo do ambiente, desenvolvido por estas populações.  

Documentos de gestão - RDS Cujubim

Tipo de plano Ano de aprovação Fase Observação
Plano de gestão ambiental 2009 Aprovado Conforme Portaria SDS/GS Nº 49 de 12/03/2009.

Sobreposições

Não existem sobreposições desta Unidade de Conservação com outras Áreas Protegidas.

Principais Ameaças

Desmatamento na Amazônia Legal

Este tema apresenta a análise dos dados de desmatamento produzidos pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que mapeia somente áreas florestadas da Amazônia Legal. Os dados do Prodes não incluem as áreas de cerrado que ocorrem em muitas Unidades de Conservação no bioma Amazônia.

Focos de calor

Área de abrangência do ponto: um foco indica a possibilidade de fogo em um elemento de resolução da imagem (pixel), que varia de 1 km x 1 km até 5 km x 4 km. Neste pixel pode haver uma ou várias queimadas distintas, mas a indicação será de um único foco. Se uma queimada for muito extensa, será detectada em alguns pixeis vizinhos, ou seja, vários focos estarão associados a uma única grande queimada.

Total identificado de desmatamento acumulado até 2000: 1877 hectares
Total identificado de desmatamento acumulado até 2017: 2128 hectares

Características

BIODIVERSIDADE : Registro de mais de 700 espécies de plantas. Um dos destaques da área é lá foi feito o primeiro registro no Brasil de um Procyonídeo (Bassaricyon sp). Há presença de animais em extinção, como Ariranha, anta, queixada, onça-pintada, onça-vermelha e peixe-boi. Há também presença de animais em extinção como tracajá, tartaruga, iaçá, e peixes raros como o pirarucu e outros peixes salmonados, como o surubim e o jandiá.
INFRA-ESTRUTURA : A unidade conta com infra-estrutura de apoio que inclui escritório e equipe local, fruto da parceria entre a Conservação Internacional, a Prefeitura de Jutaí e o órgão gestor. O acesso pode ser feito via aérea ou fluvial no trecho Manaus/Fonte Boa, seguindo depois por via fluvial até a reserva.
SÓCIO-ECONOMIA : Área extremamente remota e isolada. Há quatro comunidades recém estabelecidas, nas quais vivem cerca de 70 famílias. As comunidades agregam famílias que se dedicam ao extrativismo, à pesca, à caça e às atividades agrícolas. A renda da população concentra-se na comercialização de peixe salmorado, principalmente o surubim, na extração de madeira e captura de quelônios. Diversos produtos são extraídos, entre eles óleos, palha, cipó, frutos, mel e seringa. As espécies madeireiras mais encontradas são a Sumaúma, a Copaíba, a Virola, a Jacareúba, o Louro-inamuí, a Andiroba, a Ucuuba e o Cedro.
(Fonte: Unidades de Conservação do Estado do Amazonas. Manaus:SDS/SEAPE, 2007)

Esta UC estende-se na vasta planície do Rio Jutaí, e de seus afluentes, os rios Biá e Mutum, cujas altitudes chegam no máximo a 70 metros. Florestas abertas aluviais com palmeiras dominam a paisagem, mas há uma grande diversidade vegetacional da qual também fazem parte matas ombrófilas de terras firmes altas e matas ombrófilas de terras firmes baixas, todas com alguns pontos em estágios sucessionais de regeneração devido a atividades antrópicas pretéritas - com destaque para o garimpo, a prospecção de petróleo e pequenos roçados.Os solos são predominantemente hidromórficos gleizados, típicos de áreas alagadas, mas há manchas de solos podzólicos vermelho-amarelo e latossolos vermelho-amarelo, ambos de baixa fertilidade. O clima é quente e úmido, com temperaturas médias que variam entre 22° e 32° C, e preciítação de 2.460mm/ano.
A RDS do Cujubim se destaca pelos elevados níveis de pobreza e baixíssimos índices de desenvolvimento humano. Distante 918 km de Manaus, estabelece conectividade entre unidades de conservação e terras indígenas, e apresenta altas taxas de biodiversidade. É a maior UC do Estado do Amazonas e a maior RDS do mundo, e necessita de informações para a elaboração de seu plano de manejo.
(Fontes: Áreas Protegidas do Estado do Amazonas - subsídios para a estratégia estadual de conservação da biodiversidade; Diagnóstico Sócio-Econômico e Laudo Biológico da RDS do Cujubim, CI/Gov. Amazonas, 2003).

A RDS do Cujubim é rica em diferentes tipos de vegetação. Ao longo dos rios é possível encontrar florestas sazonalmente alagáveis de várzea ou igapó. Nos setores mais altos, a floresta é de terra firme, podendo ser densa ou mais aberta, de acordo com a variação do relevo. Localizada na área de endemismo Inambari, uma das sub-regiões mais diversas da Floresta Amazônica, a RDS abriga comprovadamente populações de espécies globalmente ameçadas de extinção, como ariranhas (Pteuronura brasiliensis), antas (Tapirus terrestris), onças-pintadas (Panthera onca), onças-vermelhas (Puma concolor) e peixes-boi (Trichechus inunguis). Estudos biológicos na área ainda serão feitos, mas estimativas apontam que a RDS Cujubim abriga pelo menos 600 espécies de aves, 90 de morcegos e 16 de primatas.
(Fonte: Publicação para divulgação da RDS produzida pela CI em parceria com o Governo do Amazonas e Embaixada Britância).

Antes da criação da RDS, um levantamento da situação sócio-econômica da população da RDS Cujubim revelou que cerca de 56% dos entrevistados eram analfabetos. O restante foi considerado parcialmente alfabetizado, por ter frequentado a escola da 1ª a 4ª série do ensino fundamental. Os dados revelaram ainda que 39% dos moradores são crianças entre zero e dez anos, mostrando que a grande maioria da população é jovem. Menos de um por cento dessa taxa correspondia aos idosos com mais de 70 anos de idade, o que significa que a expectativa de vida está abaixo da média para o Brasil - que é de aproximadamente 73 anos. Junto com outras unidades de conservação e terras indígenas localizadas ao norte e ao sul do Solimões, a RDS do Cujubim integra o Corredor de Biodiversidade Central da Amazônia. Seu nome faz referência a uma ave muito encontrada na região, o Cujubim (Aburria cumanensis).
(Fonte: Publicação para divulgação da RDS, produzida pela CI em parceria com o Governo do Estado e Embaixada Britânica).

Contato

IPAAM - Departamento de Gestão Territorial
Christina Fischer - Tel: (92) 3643-2305

SEAE - Secretaria Executiva Adjunta de Extrativismo
Ademar Cruz
Tel: (92) 3642-4330 ramal 2014 / 2015

Centro Estadual de Unidades de Conservação - CEUC (AM)
Av. Mário Ipiranga Monteiro, n° 3280 - Parque 10
CEP: 69050-030 - AM
Email: ceuc@ceuc.sds.am.gov.br
Tel: (92) 3642-4607
Site: http://www.ceuc.sds.am.gov.br

Notícias

Total de 40 notícias sobre a área protegida RDS Cujubim no banco de dados RSS

Ver todas as notícias dessa área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.