Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus

Área 1.008.167,00ha.
Document area Decreto - 23.723 - 05/09/2003
Jurisdição Legal Amazônia Legal
Ano de criação 2003
Grupo Uso Sustentável
Instância responsável Estadual

Mapa

Municípios

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municípios - RDS Piagaçu-Purus

# UF Município População (IBGE 2018) População não urbana (IBGE 2010) População urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área da UC no município (ha) Área da UC no município (%)
1 AM Anori 20.538 6.316 10.001 603.638,00 319.070,64
40,19 %
2 AM Beruri 19.258 7.707 7.779 1.747.278,50 223.021,71
28,09 %
3 AM Coari 84.272 26.314 49.651 5.797.076,80 12.426,63
1,57 %
4 AM Tapauá 17.299 8.459 10.618 8.494.616,60 239.398,37
30,15 %

Ambiente

Fitofisionomia

Fitofisionomia (cursos d'água excluídos) % na UC
Floresta Ombrófila Aberta 9,35
Floresta Ombrófila Densa 65,18
Formações Pioneiras 25,46

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Purus 100,00

Biomas

Bioma % na UC
Amazônia 100,00

Gestão

  • Órgão Gestor: (SEMA-AM) Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas
  • Tipo de Conselho: Deliberativo
  • Ano de criação : 2009

Documentos Jurídicos

Documentos Jurídicos - RDS Piagaçu-Purus

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de Publicação Observação Download
Portaria 52 Conselho 11/03/2010 15/03/2010 Aprova Regimento Interno do Conselho Deliberativo  
Decreto 23.723 Criação 05/09/2003 08/09/2003 Cria a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus, localizada na região central do Estado do Amazonas, incorporando a Área de Proteção Ambiental do Médio Purus "Lago do Ayapuá", em área que abrange parte dos municípios de Anori, Beruri e Tapauá localizados às margens do rio Purus e parte do município de Coari, localizado às margens do rio Solimões, passando de 610.000 hectares para 1.008.167 hectares. parágrafo único: ficam excluídas da RDs as Terras Indígenas demarcadas.  
Portaria 177 Conselho 19/10/2009 27/10/2009 Cria o conselho deliberativo da RDS Piagaçu-Purus.  
Portaria 6 Regularização fundiária 10/02/2012 10/02/2012 Concede destaque de crédito orçamentário em favor do ITEAM - Instituto de Terras do estado do Amazonas- no valor de R$ 1.000.000,00 (um milhão) para promover a regularização fundiárias das UCs: RDS Amanã, RDS Piagaçu-Puris e RDS Uatumã, de acordo com o SEUC.  
Outros s/n Instrumento de gestão 31/12/2010 31/12/2010 Embora não tenha sido oficializado através de uma portaria ou algum instrumento normativo, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas considera o plano de gestão em anexo - versão para consulta pública. Data acima fictícia (31/12/2010).  
Instrução Normativa 05 Outros 20/08/2020 20/08/2020 RECONHECE o Acordo de Pesca e estabelece regras para o manejo dos ambientes aquáticos do entorno da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Piagaçu Purus, localizada no Baixo Rio Purus, nos municípios de Beruri e Anori/AM.  
Retificação s/n Acesso ao PRONAF 10/10/2008 10/10/2008 Na Portaria INCRA No- 32, de 27/12/2006, publicada no D.O.U. 249, de 29 de dezembro de 2006, que reconheceu a RDS Piagaçu-Purus, localizado nos Municípios de Anorí, Berurí, Tapauá e Coarí, onde se lê: "...700 (setecentas) famílias de pequenos produtores rurais, leia-se: ... "990 (novecentas e noventa) famílias de pequenos produtores rurais". -
Portaria 32 Outros 27/12/2006 08/01/2007 Incra reconhece a RDS Piagaçu-Purus, código SIPRA AM0096000, localizada nos Municípios de Anori, Beruri, Tapauá e Coari, no Estado do Amazonas, com área de 617.371ha, visando atender 700 famílias de pequenos produtores rurais e determina que tal aprovação permita a RDS participar do PRONAF, no grupo A. -
Portaria 20 Instrumento de gestão - plano de manejo 01/01/2020 01/01/2020 Aprovação do Plano de Manejo [data fictícia] -

Documentos de gestão - RDS Piagaçu-Purus

Tipo de plano Ano de aprovação Fase Observação
Plano de gestão ambiental 2010 Aprovado Embora não tenha sido oficializado através de uma portaria ou algum instrumento normativo, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas considera o plano de gestão em anexo - versão para consulta pública. Data acima fictícia (31/12/2010).
Plano de manejo 2020 Aprovado

Características

ATRIBUTOS NATURAIS : 40% dos 21.000 km de várzea do rio Purus encontram-se dentro da RDS. Possui mais de 200 lagos. Seu nome tem origem na língua Tupi (pi'á - entranhas, coração, estômago; wa'su - grande, vasto, ou "o coração grande do Purus").
BIODIVERSIDADE : Alta importância biológica, com uma das mais ricas ictiofaunas da região. Seus lagos contém todas as espécies conhecidas de mamíferos aquáticos da Amazônia - boto-vermelho, peixe-boi, lontra, ariranha e tucuxi. Abriga também uma das maiores diversidades de primatas em reservas da Amazônia, com pelo menos 13 espécies já identificadas. Há também grandes populações de quelônios e jacarés. Os banhados e campos de várzea são áreas de alimentação de aves residentes e migratórias como maçaricos, garças, biguás, anhigas, socó-boi, jaçanãs, saracuras, gaivotas, marrecas e patos. Registro de mais de 40 espécies de aves, dentre elas 17 exclusivamente piscívoras. Destaque para duas aves migratórias: a águia pescadora, vinda do hemisfério Norte e o gavião caramujeiro, vindo do sul do País.
INFRA-ESTRUTURA : O acesso pode ser feito por via aérea, em hidroavião fretado, no trecho Manaus/Beruri, ou por via fluvial Manaus/Manacapuru/Beruri. Depois de voadeira até a reserva. Cooperação técnica entre o IPAAM/SDS e o Instituto Piagaçu possibilita a realização de pesquisa científica, estudos técnicos e atividades ligadas à gestão. Conta com um flutuante no Lago Ayapuá, como base de apoio.
SÓCIO-ECONOMIA : Cerca de 85 comunidades vivem na reserva. a pesca, a agricultura, a caça e a extração de produtos madeireiros e não-madeireiros são as principais formas de sobrevivência da população da reserva. 60% do pescado consumido em Manaus vem do Rio Purus. Destaca-se a castanha.
A área tem grande potencial para o ecoturismo por suas belezas naturais, como os grandes dormitórios de aves aquáticas em vários lagos de várzea.
(Fonte: Unidades de Conservação do Estado do Amazonas. Manaus:SDS/SEAPE, 2007)

CARACTERÍSTICAS GERAIS : Distante 223 km de Manaus, a RDS está localizada na área mais bem conservada e rica da bacia do Rio Purus. É adjacente à REBIO do Abufari, e incorporou a APA do Médio Purus "Lago do Ayapuá". É considerada uma área de muito grande importância ecológica, com uma diversidade de ambientes muito grande, que faz parte do Corredor Ecológico Central da Amazônia.
VEGETAÇÃO : São duas as categorias fitofisionômicas principais na RDS do Piaguaçu-Purus: as vegetações de várzea e as florestas de terra firme. Dados de um levantamento feito a partir de imagens de satélite sugerem que as várzeas ocupam cerca de 40 % de área da UC, ao tempo em que as matas de terra firme 60 %. O relevo plano e a homogeneidade da vegetação destas últimas indicam que elas deixaram de ser periodicamente alagadas num passado não muito distante.
FAUNA E FLORA : Na RDS, ocorrem cinco espécies importantes de mamíferos aquáticos da Amazônia, o boto vermelho (Inia geoffrensis), o boto-tucuxi (Sotalia fluviatilis), o peixe-boi da Amazônia (Trichechus inunguis), a lontra (Lontra longicaudis) e a ariranha (Pteronura brasiliensis).
SOLOS : Podem ser encontrados solos aluviais eutróficos, gleissolos, plintossolos e solos podzólicos plínticos, que aparecem ou não associados entre si. Estes solos têm como tendência geral a elevada acidez e o risco iminente de se tornarem solos endurecidos, dependendo do manejo empregado.
GEOLOGIA : São três as feições de superfície na área da Piaguaçu-Purus: aluviões de origem fluvial, por quase todo o limite leste da UC e próximos ao Rio Purus; aluviões indiferenciados ou antigos, na parte central; e finalmente afloramentos da Formação Solimões, próximos ao lago Jari e à TI Terra Vermelha.
GEOMORFOLOGIA : Próxima à boca do Purus encontra-se uma planície de acomodação fluvial; mais ao sudoeste, um terraço fluvial, que não está bem definido em todas as áreas e em algumas chega a ser descrito como um plano indiscriminado.
(Fontes: - Áreas Protegidas do Estado do Amazaonas - subsídios para a estratégia estadual de conservação da biodiversidade - 2003; Piagaçu-Purus: bases científicas para a criação de uma Reserva de Desenvolvimento Sustentável. IDSM, 2003.)

Contato

Chefe da UC: Ana Cláudia da Costa Leitão. (DOE AM 04/02/2011, pg. 7)

IPAAM - Departamento de Gestão Territorial
Christina Fischer - Tel: (92) 3643-2305

Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável
Secretaria Executiva Adjunta de Projetos Especiais
Rita Mesquita (Secretária Adjunta) ou Maria do Carmo (Coordenadora do PGAI-AM)
Rua Recife, nº 3280, Parque 10 - Manaus-AM
Tel: (92) 3642-8807 / (92) 3642-4607
Site: www.sds.am.gov.br

IPI - Instituto Piagaçu
Tel: (92) 3236-4482

Centro Estadual de Unidades de Conservação - CEUC (AM)
Av. Mário Ipiranga Monteiro, n° 3280 - Parque 10
CEP: 69050-030 - AM
Email: ceuc@ceuc.sds.am.gov.br
Tel: (92) 3642-4607
Site: http://www.ceuc.sds.am.gov.br

Notícias

Não há notícias about this protected area no banco de dados