Parque Estadual do Rio Negro Setor Sul

Área 86.601,00ha.
Document area Lei - 4015 - 24/03/2014
Jurisdição Legal Amazônia Legal
Ano de criação 1995
Grupo Proteção Integral
Instância responsável Estadual
Corredor Central da Amazônia
Mosaicos Baixo Rio Negro

Mapa

Municípios

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municípios - PES do Rio Negro Setor Sul

# UF Município População (IBGE 2018) População não urbana (IBGE 2010) População urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área da UC no município (ha) Área da UC no município (%)
1 AM Manaus 2.145.444 9.190 1.792.824 1.140.109,20 87.193,45
100,00 %

Ambiente

Fitofisionomia

Fitofisionomia (cursos d'água excluídos) % na UC
Floresta Ombrófila Densa 100,00

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Negro 100,00

Biomas

Bioma % na UC
Amazônia 100,00

Gestão

  • Órgão Gestor: (SEMA-AM) Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas
  • Tipo de Conselho: Consultivo
  • Ano de criação : 2010

Documentos Jurídicos

Documentos Jurídicos - PES do Rio Negro Setor Sul

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de Publicação Observação Download
Portaria 253 Conselho 22/11/2010 02/12/2010 Cria Conselho Consultivo do PES Rio Negro Setor Sul.  
Lei 3572 Alteração de limites 28/12/2010 28/12/2010 Apenas autoriza o Governo Estadual a trasformar as áreas de uso das populações tradicionais contidas no Parque Estadual Rio Negro Setor Sul, em Reserva de Desenvolvimento Sustentável. Revogada pela Lei Estadual no 4015 de 24/03/2014 (DOE AM 24/03/2014) que redelimitou o Parque.  
Portaria 63 Alteração de categoria 25/04/2013 25/04/2013 Convoca consulta pública para redelimitação e recategorização do PES para RDS a ser realizada no dia 25/05/2013, no Núcleo de Sustentabilidade Assis Manana, comunidade Três Unidos, em Manaus.  
Lei 4015 Alteração de limites 24/03/2014 24/03/2014 Altera os limites do PES Rio Negro Setor Sul e da APA Margem esquerda do Rio Negro (Setor Aturiá-Apuauzinho) e cria a RDS Puranga Conquista. O Pes, que anteriormente tinha 157.807 hectares (área ISA 154.662 hectares) passa a ter 86.601 hectares.  
Lei 2646 Alteração de limites 22/05/2001 22/05/2001 ALTERA os limites do Parque Estadual do Rio Negro, Setores Norte e Sul, e das Áreas de Proteção Ambiental, das Margens Esquerda e Direita do Rio Negro, criados pelos Decretos n.o 16.497 e n.o 16.498, de 2 de abril de 1995, e dá outras providências. O Parque Estadual do Rio Negro, Setor Sul, criado pelo Decreto n.o 16.497, de 2 de abril de 1995, passa a ter área de 157.807 hectares (154.662 hectares - área ISA)  
Decreto 16.497 Criação 02/04/1995 06/04/1995 Cria o PES do Rio Negro Setor Sul para preservação dos ecossistemas naturais englobados, contra quaisquer alterações que os desvirtuem, destinando-se a fins científicos, culturais, educativos e recreativos.  
Portaria 44 Instrumento de gestão - plano de manejo 16/04/2013 18/04/2013 Aprova o Plano de Gestão do Parque Estadual Rio Negro Setor Sul.  

Documentos de gestão - PES do Rio Negro Setor Sul

Tipo de plano Ano de aprovação Fase Observação
Plano de gestão ambiental 2013 Aprovado
Plano de manejo 2010 Em elaboração Fonte: jun/2010 (DOE AM)

Características

ATRIBUTOS NATURAIS : Protege parte das bacias dos rios Cuieiras e Tarumã-Mirim. Estes rios e os igarapés Araras e Jaraqui, afluentes do Rio Negro, apresentam foz afogada e lagos alongados e pouco recortados. As pirncipais formações vegetais são a Floresta de Igapó, a Floresta Densa de Terra Firme, a Campina e a Campinarana.
BIODIVERSIDADE : bastante diversificada, destacando-se uma espécie de primata endêmico desta região, o Sauim-de-Coleira, do qual há registro das espécies S. midas, na margem direita do Cuieiras e S. bicolor na região Sul da unidade.
INFRA-ESTRUTURA : o parque fica a 40 km do núcleo urbano de Manaus, pela margem esquerda do Rio Negro. Acesso apenas por via fluvial, saindo normalmente de Manaus.
SÓCIO-ECONOMIA : Possui sete comunidades em sua área, sendo Bela Vista do Jaraqui e Araras as mais populosas. Boa parte destas comunidades vivem da agricultura, da pesca de subsistência, da extração de madeira e do turismo, principalmente como condutores em trilhas na floresta. Em setembro de 2005, um assentamento do INCRA foi implantado em sobreposição ao Parque.
(fonte: Unidades de Conservação do Estado do Amazonas. Manaus:SDS/SEAPE, 2007)

O PES do Rio Negro - Setor Sul tem um grande potencial para o ecoturismo , e uma importância estratégica para a qualidade de vida em Manaus. Parte integrante do Corredor Ecológico Central da Amazônia, o PES está com o Plano de Manejo em elaboração. (fonte: Áreas Protegidas do Estado do Amazonas - subsídios para a estratégia estadual de conservação da biodiversidade - 2003).

Contato

Chefe da Unidade de Conservação: Alcilene de Araújo Paula. (DOE AM 04/02/2011, pg.7)

IPAAM - Departamento de Gestão Territorial
Christina Fischer - Tel: (92) 3643-2305

Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável
Secretaria Executiva Adjunta de Projetos Especiais
Rita Mesquita (Secretária Adjunta) ou Maria do Carmo (Coordenadora do PGAI-AM)
Rua Recife, nº 3280, Parque 10 - Manaus-AM
Tel: (92) 3642-8807 / (92) 3642-4607
Site: www.sds.am.gov.br

Centro Estadual de Unidades de Conservação - CEUC (AM)
Av. Mário Ipiranga Monteiro, n° 3280 - Parque 10
CEP: 69050-030 - AM
Email: ceuc@ceuc.sds.am.gov.br
Tel: (92) 3642-4607
Site: http://www.ceuc.sds.am.gov.br

Notícias

Não há notícias about this protected area no banco de dados