Floresta Nacional do Tapajós

Área 582.149,00ha.
Document area Lei - 12678 - 25/06/2012
População 11000
Jurisdição Legal Amazônia Legal
Ano de criação 1974
Grupo Uso Sustentável
Instância responsável Federal

Mapa

Municípios

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municípios - FLONA do Tapajós

# UF Município População (IBGE 2018) População não urbana (IBGE 2010) População urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área da UC no município (ha) Área da UC no município (%)
1 PA Santarém 302.667 78.800 215.780 1.789.838,90 152.757,00
28,88 %
2 PA Aveiro 16.371 12.670 3.179 1.707.405,20 135.475,71
25,61 %
3 PA Belterra 17.624 9.466 6.852 439.841,80 248.261,66
46,94 %
4 PA Placas 30.293 19.080 4.854 717.319,40 19.714,84
3,73 %
5 PA Rurópolis 49.503 24.814 15.273 702.132,10 125.457,85
23,72 %

Ambiente

Fitofisionomia

Fitofisionomia (cursos d'água excluídos) % na UC
Floresta Ombrófila Densa 100,00

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Tapajos 100,00

Biomas

Bioma % na UC
Amazônia 100,00

Gestão

  • Órgão Gestor: (ICMBIO) Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade
  • Tipo de Conselho: Consultivo
  • Ano de criação : 2001

Documentos Jurídicos

Documentos Jurídicos - FLONA do Tapajós

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de Publicação Observação Download
Portaria 40 Instrumento de gestão 22/08/2003 25/08/2003 Fica concedida às Associações Intercomunitárias da Floresta Nacional de Tapajós - AITA, APRUSANTA e ASMIPRUT, autorização para, em caráter experimental, implantar um Projeto Piloto de Manejo Florestal Comunitário, na área destinada ao uso intensivo da Floresta Nacional de Tapajós. Considerando o Termo de Ajustamento de Conduta, firmado entre o Ministério Público Federal e o IBAMA, datado de 20 de maio de 1998, assim como o disposto no art 17, §2 da Lei n 9.985 de 18 de julho de 2000 e no art. 27 do Decreto n 4.340 de 22 de agosto de 2002;  
Portaria 15 Outros 23/03/2005 24/03/2005 Aprova o Regimento Interno do Conselho Consultivo da Flona, na forma do anexo publicado.  
Contrato s/n Concessão de uso entre órgãos governamentais (CDRU) 25/08/2010 26/08/2010 Termo de Entrega que entre si celebram a SPU (MPOG) e o MMA, sobre entrega da área da União situada na Floresta Nacional do Tapajós, correspondente a área 1 de 52.236,94ha e a área 2 de 55.908,63 ha e avaliada em R$ 75.701.878,00, para a administração,uso, conservação, custeio das despesas do imóvel pelo MMA e encargo de regularização fundiária em favor da comunidade extrativista que ocupa a área tradicionalmente.  
Contrato s/n Concessão de uso entre órgãos governamentais (CDRU) 26/08/2010 27/08/2010 Termo de CDRU que celebram o MMA e o ICMBio para entrega da área da União denominada FLONA Tapajós. Prazo indeterminado, sendo regulado pelo Diploma Legal que criou a FLONA. RETIFICAÇÃO: No extrato de concessão de uso, publicado no DOU n 165, Seção 3, pág. 142, de 27 de agosto de 2010. Processos n MMA/ICMBio: 02070.004199/2010-27. Onde se lê: "... de 600.000,00 hectares.. " leia-se: "...108.145,57 hectares..." (DOU 09/02/2011, s3, p104)  
Contrato s/n Concessão uso para a comunidade (CDRU) 27/08/2010 20/09/2010 Federação das Organizações e Comunidades Tradicionais da Floresta Nacional do Tapajós (FCFT) recebe do ICMBio cessão sob o regime de concessão de direito real de uso gratuito e resolúvel da área de 58.147,70 ha nos limites da Floresta Nacional do Tapajós. VIGÊNCIA: 20 (vinte) anos.  
Portaria 37 Conselho 13/04/2010 23/04/2010 Altera a composição do Conselho Consultivo da Floresta Nacional de Tapajós, criado pela Portaria n° 84, de 29 de junho de 2001.  
Portaria 84 Conselho 29/06/2001 02/07/2001 Cria o CONSELHO CONSULTIVO da Floresta Nacional do Tapajós e seu Regimento Interno.  
Contrato 3 Concessão uso para a comunidade (CDRU) 07/10/2010 05/08/2011 Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio, concede para Federação das Organizações e Comunidades Tradicionais da Floresta Nacional de Tapajós (FCFT), sob regime de concessão de direito real de uso gratuito e resolúvel, área de 18.785,93 com vigência de 26 anos.  
Lei 12678 Alteração de limites 25/06/2012 26/06/2012 A FLONA Tapajós é desafetada em duas regiões, totalizando uma redução de 17.851 hectares. Ou seja, dos 600 mil hectares que tinha desde sua criação, passa a ter 582.149 hectares. As regiões desafetadas foram: noroeste - comunidades de São Jorge, Nova Vida, Nossa Senhora de Nazaré e Santa Clara, na margem da rodovia BR-163 (11.990 ha) e a sede do Município de Aveiro (PA), seu aglomerado urbano da margem direita do rio Tapajós e a parte da área rural do seu entorno (5.861 ha). A Lei é a conversão da MP 558/2012 que dispunha sobre alterações nos limites dos Parna da Amazônia, dos Campos Amazônicos e Mapinguari, das Flona de Itaituba I, Itaituba II, do Crepori e da APA do Tapajós. A essas alterações, soma-se a desafetação da Flona e a alteração da Lei no 12.249, de 11 de junho de 2010 (suspensão da cobrança de débitos inscritos em Dívida Ativa da União de responsabilidade de produtores rurais vinculados ao PACAL)  
Portaria 59 Conselho 28/05/2014 30/05/2014 Modifica a composição do Conselho Consultivo da Floresta Nacional do Tapajós no estado do Pará/PA.  
Portaria 9 Instrumento de gestão - plano de manejo 22/02/2005 24/02/2005 Aprova o Plano de Manejo da Flona do Tapajós, cujo resumo executivo encontra-se anexo ao Processo no. 02001.001118/2005-93. Torna disponível o texto completo do plano na sede da Flona, no CNIA/Ibama e na página do Ibama na Internet.  
Termo de Reciprocidade s/n Cadeias produtivas 18/11/2015 04/02/2016 PROCESSO No 02121.000014/2015-77. ESPÉCIE: TERMO DE RECIPROCIDADE, celebrado entre ICMBio- CR 3ª Região (Santarém) e a EMATER/PA, a Cooperativa Mista da Flona Tapajós - COOMFLONA e a Federação das Organizações e Comunidades Tradicionais da Floresta Nacional do Tapajós - FCFT. OBJETO: estabelecer, em regime de mútua cooperação entre as partes, a implementação de ações de Assistência Técnica e Extensão Rural nas comunidades da Floresta Nacional do Tapajós, através de atividades coordenadas pelos parceiros: ICMBio, EMATER-PA, COOMFLONA e FCFT, no âmbito de suas competências institucionais, visando contribuir para o desenvolvimento rural agroecológico, conforme detalhado no Plano de Trabalho que faz parte integrante deste Termo, independente de transição.  
Resolução 8 Regularização fundiária 11/05/2016 17/05/2016 Acatar as recomendações de retificação da área do assetamento de 39.900,00hectares para 36.712,1700 hectares e da informação da gleba de localização do projeto de Cupari para Santa Cruz, alterando também na portaria de criação o devido número de matrícula da gleba.  
Portaria 254 Uso ou ocupação comunitária - perfil da família beneficiária 12/04/2017 13/04/2017 Aprova o perfil da família beneficiária da Flona do Tapajós. (Processo n o 0 2 11 4 . 0 0 0 0 1 0 / 2 0 1 5 - 8 8 )  
Outros s/n Cooperaçao técnica 13/03/2017 26/04/2017 Acordo de Cooperação que celebram entre si o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e o Polo de Proteção da Biodiversidade e Uso Sustentável dos Recursos Naturais. OBJETO: a execução de projetos de implantação de cinco unidades pedagógicas e de produção sustentável, coletivas ou familiares, dos Encauchados de Vegetais da Amazônia em comunidades extrativistas localizadas, uma na Floresta Nacional do Tapajós e quatro na Reserva Extrativista Tapajós Arapiuns.  
Termo de Cooperação 02114.000 Instrumento de gestão - plano de manejo 21/07/2017 25/07/2017 EXTRATOS ACORDOS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Acordo de Cooperação referente ao processo no 02114.000013/201601, que entre si celebram o ICMBio, por meio da Flona do Tapajós e o IDESAM. OBJETO: Estabelecer, em regime de mútua cooperação entre as partes, a parceria entre as instituições para elaboração dos estudos necessários ao processo de revisão do Plano de Manejo da Floresta Nacional do Tapajós.  
Decreto 73.684 Criação 19/02/1974 20/02/1974 É criado, no Estado do Pará, a Floresta Nacional do Tapajós, sob jurisdição do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal, órgão vinculado ao Ministério da Agricultura, com a área estimada em 600.000 hectares (seiscentos mil hectares).  
Portaria 3 Conselho 08/03/2019 11/03/2019 Modifica a composição do Conselho Consultivo da Floresta Nacional do Tapajós no estado do Pará/PA  
Portaria 511 Instrumento de gestão - manejo 17/09/2019 23/09/2019 Aprova, nos termos e condições definidos no anexo da presente Portaria, o Plano de Manejo Florestal Sustentável Comunitário, que tem como detentora a Cooperativa Mista da Flona do Tapajós - COOMFLONA, para uma área total de manejo de 82.933,55 ha, localizada no interior da Floresta Nacional de Tapajós.  
Portaria 41 Outros 28/10/2004 11/11/2004 INCRA reconhece a Flona do Tapajós, prevendo a criação de 760 unidades de produção. Retificação publicada no DOU de 29/09/2005, corrige para 600 unidades. -
Portaria 238 Instrumento de gestão - plano de manejo 28/05/2019 29/05/2019 Aprovar o Plano de Manejo da Floresta Nacional do Tapajós, localizada no Estado do Pará, constante no processo ICMBio no. 02070.015643/2016-25. -

Documentos de gestão - FLONA do Tapajós

Tipo de plano Ano de aprovação Fase Observação
Plano de manejo 2003 Portaria 40, de 22/08/20003 concede às Associações Intercomunitárias da Floresta Nacional de Tapajós - AITA, APRUSANTA e ASMIPRUT, autorização para, em caráter experimental, implantar um Projeto Piloto de Manejo Florestal Comunitário, na área destinada ao uso intensivo da Floresta Nacional de Tapajós. Considerando o Termo de Ajustamento de Conduta, firmado entre o Ministério Público Federal e o IBAMA, datado de 20 de maio de 1998, assim como o disposto no art 17, §2º da Lei nº 9.985 de 18 de jul
Plano de manejo 2005 Aprovado Ver situação jurídica.
Plano de manejo 2017 Em revisão Em revisão com parceria com IDESAM, ver situação juridica
Plano de manejo específico 2019 Aprovado Aprovar, nos termos e condições definidos no anexo desta portaria, oPlano de Manejo Florestal Sustentável Comunitário tendo por detentora a CooperativaMista da Flona do Tapajós - COOMFLONA, para uma área total de manejo de 82.933,55hectares, localizada no interior da Floresta Nacional de Tapajós (set/2019)

Sobreposições

Conheça as sobreposições entre a Unidade de Conservação com outras Áreas Protegidas.

Área Protegida Área sobreposta à UC (ha) Porcentagem da sobreposição
TI Munduruku-Taquara 25.286,00 ha 4,78%
TI Bragança/Marituba 13.292,00 ha 2,51%

Não há informações no mapa sobre UCs sobrepostas que não se enquadram no SNUC (Sistema Nacional de Unidade de Conservação).

Principais Ameaças

Desmatamento na Amazônia Legal

Este tema apresenta a análise dos dados de desmatamento produzidos pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que mapeia somente áreas florestadas da Amazônia Legal. Os dados do Prodes não incluem as áreas de cerrado que ocorrem em muitas Unidades de Conservação no bioma Amazônia.

Focos de calor

Área de abrangência do ponto: um foco indica a possibilidade de fogo em um elemento de resolução da imagem (pixel), que varia de 1 km x 1 km até 5 km x 4 km. Neste pixel pode haver uma ou várias queimadas distintas, mas a indicação será de um único foco. Se uma queimada for muito extensa, será detectada em alguns pixeis vizinhos, ou seja, vários focos estarão associados a uma única grande queimada.

Total identificado de desmatamento acumulado até 2000: 19151 hectares
Total identificado de desmatamento acumulado até 2017: 20988 hectares

Características

Vegetação: Na amplitude de seus quase 600 mil hectares, a FLONA do Tapajós abriga vários tipos de florestas. Dubois (1976) reconheceu seis tipos, quais sejam: 1) floresta tropical densa com árvores emergentes e relevo plano; 2) floresta tropical densa com árvores emergentes e relevo dissecado em colinas e ravinas; 3) floresta tropical aluvial (caracteriza-se por permanecer parte do ano inundada, pela variedade de espécies florestais de porte mediano e ocorrência de alguns indivíduos de menor porte); 4) floresta tropical aberta com palmeiras e cipós e relevo plano; 5) floresta tropical aberta com palmeiras e cipós e relevo dissecado em colinas e ravinas e 6) florestas secundárias (capoeiras), principalmente ao longo de suas fronteiras e vias de acesso.
Relevo: Segundo classificação do Radambrasil, a porção de flanco às margens do Rio Tapajós insere-se na unidade morfoestrutural Planalto Rebaixado da Amazônia (Médio Amazonas), com cotas altimétricas em torno de 100 m, relevos dissecados, colinas com ravinas e vales encaixados. As superfícies de aplainamento são inundadas periodicamente por ocasião das chuvas. A região de planalto compreende a unidade morfoestrutural Planalto Tapajós-Xingu, cuja cota altimétrica varia entre 120 e 170 metros.
Solo: Na região da Flona predominam os Latossolos Amarelo Distróficos, solos profundos e com baixa capacidade de troca catiônica. Mapa exploratório de solos gerado por Hernandez (1993) identificou na área da Flona Latossolo Amarelo Distrófico, Podzólico Vermelho Amarelo. As áreas de Podzólico encontram-se distribuídas na região declivosa, enquanto que o Latossolo cobre as regiões de planalto e flanco, com variações de textura em função do maior ou menor teor de argila.
Geologia: A Flona do Tapajós encontra-se na região da unidade estratigráfica denominada Formação Barreiras. As rochas desta formação são arenitos finos e folhelos cinza-calcífero. A formação Barreiras é constituída principalmente por sedimentos continentais vermelhos e formados por intercalações de arenitos e argilitos com conglomerados subordinados.
Hidrologia: A Unidade faz limite a oeste com o Rio Tapajós, um dos dez principais rios da região Amazônica em termos de área de drenagem, estimada em 490 mil km2 e com vazão de 1,35 mil m3/segundo. Na foz do Rio Arapiuns, o Rio Tapajós apresenta mais de 40 km de largura. É um rio de águas claras, navegável ao longo de 345 km por barcos de calado de até 1,5 m. Ao sul faz limites com o Rio Cupari, tributário do Rio Tapajós. Internamente, a Flona apresenta uma rede hidrográfica dividida entre as calhas do Rio Tapajós a oeste e a bacia do Rio Curuá-Una a leste. Na região de declive encontra-se a nascente do Rio Moju, tributário do Curuá-Una, cuja foz é no rio Amazonas.
Infra-estrutura: possui guarita, gerador e alojamento.
(Fonte: Cadastro Nacional de Unidades de Conservação. www.mma.gov.br. Última atualização: 25/09/2007. Acesso em: 08/04/2010).

A Floresta Nacional do Tapajós, unidade de conservação federal criada pelo decreto N. 73.684 de 19 de fevereiro de 1974, abrange a área aproximada de 544 mil hectares, no oeste do estado do Pará. Tem com limite norte, a área urbana do município de Belterra, a leste a rodovia BR-163 Santarém/Cuiabá, a oeste o Rio Tapajós e ao sul, os rios Tinga e Cupari. Caracteriza-se por ser habitada por aproximadamente 1.100 famílias (estimam-se 6.000 habitantes) que vivem nas cinco áreas habitadas definidas pelo plano de manejo da unidade, elaborado em 2004. São caracterizadas principalmente por serem populações tradicionais que já viviam na área antes de sua criação, mas também com muitos habitantes provenientes de migração posterior. Estão distribuídas atualmente em 28 comunidades, uma sede municipal e em alguns lotes isolados ao longo da BR-163 (distribuídos em 1972 e 1973 pelo INCRA); vivem principalmente da pesca, da caça, do cultivo de mandioca, milho, arroz e feijão para subsistência, da criação de animais e da extração de produtos florestais não-madeireiros. Desde 2001, com a construção de um porto graneleiro em Santarém, e com diversos incentivos à produção de grãos, o município vem sofrendo um acelerado processo de desmatamento de áreas para a agricultura mecanizada, evoluindo de 14 mil ha/ano em 2000 e 15 mil ha/ano em 2001 para 25 mil ha/ano em 2003 e 28 mil ha/ano em 2004.
Este avanço no desmatamento na região oeste do Pará afeta diretamente a FLONA Tapajós já que a especulação imobiliária estimula antigos colonos, moradores do entorno da unidade a venderem suas terras e entrarem irregularmente na FLONA em busca de novas áreas, apossando-se de terras e instalando lavouras de subsistência e até pastagens na unidade. O aumento do valor, a progressiva escassez regional de madeira e o baixo índice de punição aos infratores são outras fontes de constante ameaça a integridade de FLONA Tapajós. O IBAMA estima que diariamente sejam roubados entre 5 e 10 metros cúbicos de madeira em tora ou prancheada nessa unidade, escoados pelos rios ou pelas entradas de acesso.
(Fonte: Natureza&Conservação - Abril, 2007 - vol.5 - n1 / Fundação O Boticário de Proteção à Natureza).

A Floresta Nacional do Tapajós está em situação crítica já que a mesma está situada próxima dos eixos de asfaltamento das BR-163/PA a leste e da BR-230 ao sul, onde já é possível verificar extensas áreas desmatadas no entorno e no interior da unidade. Esta unidade também é cortada por uma estrada vicinal que vai até o rio Tapajós, onde o desmatamento também é bem visível. Esta unidade está sob influência direta da hidrovia do Tapajós-Teles Pires.
(Fonte: ESTUDOS CONCERNENTES À CONSTRUÇÃO DA BR-163 - Compensação Ambiental BR-163/PA ,CONVÊNIO DNIT/IME, ABRIL/2005).

HISTÓRICO : A Floresta Nacional do Tapajós foi a primeira Flona criada na Amazônia, criada pelo Decreto n° 73.684 de 19/02/1974, pelo General Emílio Médici, com uma área aproximada de 600 mil hectares na margem direita do Rio Tapajós - municípios de Santarém, Aveiros e Rurópolis. Em 1996, com a criação do município de Belterra, a maior parte da Flona passou a pertencer a esse município.
1974 - Criação da Floresta Nacional do Tapajós, pelo Presidente Emílio Médici;
1978 - IBDF faz o levantamento populacional dos núcleos familiares e das comunidades às margens do Rio Tapajós, com fins de introduzir a política de desapropriação e indenização;
1980 - Comunidades abrem pico na mata demarcando limite de uso das terras da Flona, orientados pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santarém;
1983 - IBDF reconhece provisoriamente a exclusão de áreas para a utilização das comunidades;
1988 - Governo envia chefes graduados do Ibama para negociação e diálogo visando solucionar conflitos;
1989 - Criado o projeto ITTO (Organização Internacional de Madeira Tropical) para manejo florestal na Flona do Tapajós sem envolvimento das comunidades ali existentes;
1990 - Atividades de inventário florestal do Ibama/ITTO agita os ânimos dos moradores e provoca discussões e assembléias;
1992 - Prefeitura de Santarém cria Grupo de Estudos da Floresta Nacional do Tapajós (Decreto n. 18 de 03/04/1992). Integrantes: representantes das comunidades, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Poder Executivo e Legislativo, Ibama, Incra, Emater, Embrapa, FCAP, PSA;
1993 - Elaborado estudo socioeconômico das comunidades da Flona do Tapajós pelo Ibama;
1995 - Apresentação do Projeto de Lei n 794 pelo Deputado Nicias Ribeiro, cujo teor continha a exclusão de todas as vilas e povoados contidos nos limites da Flona do Tapajós;
- Apresentado Projeto de Lei No 939, substituto do anterior, dos deputados Hilário Coimbra e Giovanni Queiroz, especificando a exclusão do município de Aveiros; 48 lotes de colonos assentados pelo Incra; comunidade de São Jorge; áreas ocupadas pelas comunidades ribeirinhas do Tapajós;
- Criado GT da Flona do Tapajós, composto pelo Ibama, Incra, Secretaria de Meio Ambiente e Divisão de Turismo da Prefeitura Municipal de Santarém, STR de Santarém, PSA, GDA, CPT, AITA, ASMIPRUT, CCB - Conselho Comunitário de Belterra, CEAPAC, e quatro representantes das 16 comunidades;
- Através de apoio do PPG7, foi contratado serviço de assessoria jurídica;
1996 - Realizado plebiscito e votação das propostas apresentadas na Cartilha da Regularização Fundiária. Dos 1.291 moradores, votaram 763 (59,1%); 36,73% optaram por permanecer nos limites da Flona, assinando contrato de Concessão real de uso da terra; 61,73% decidiram ficar fora da Flona. Dentre estes votantes, 57,8% decidiram pela criação da APA, enquanto 33,68% optaram pela exclusão sem a criação da APA;
- Através do PPG7, foi elaborado o Plano Diretor da Floresta Nacional do Tapajós; o Zoneamento Florestal; o Mapeamento Comunitário da Margem Direita do Rio Tapajós;
1997 - Aprovado Plano de Utilização das Comunidades da Flona do Tapajós;
1998 - Celebrado Termo de Ajustamento de Conduta entre o Ibama e o Ministério Público Federal referente à utilização da Flona do Tapajós pelas populações tradicionais;
2000 - Entra em vigor nova Lei n. 9985/00, o SNUC, que admite a presença de populações ribeirinhas vivendo no interior das Unidades de Conservação de Uso Sustentável;
2001 - Apresentada emenda ao Projeto de Lei n. 794, assegurando às comunidades ribeirinhas o direito real de concessão de uso, tendo em vista o disposto na lei do SNUC;
2001 - Criação do Conselho Gestor da Flona do Tapajós por meio da Portaria n. 84 de 29/06/2001;
2002 - As comunidades criam a Comissão Fundiária da Flona do Tapajós;
2004 - As comunidades criam a Federação das Organizações e Comunidades Tradicionais da Floresta Nacional do Tapajós.
CARACTERÍSTICAS NATURAIS : A paisagem ao longo do Tapajós é bastante diversificada, com igapós, capoeiras, seringais e florestas altas, sendo que em alguns pontos a diversidade é bastante significativa e pode-se contar até 40 formas arbóreas por hectare, com DAP acima de 10 cm.
A Flona contém diversas espécies de valor comercial, como o cedro, a copaíba, a seringueira e a castanheira, distribuídas sobre relevos planos e ondulados suaves, que se acentuam nos interflúvios da margem direita do Tapajós, ao sul da UC. Com relação à fauna, destacam-se o cachorro-do-mato, a ariranha, o tamanduá bandeira, aves terrestres, semi-terrestres e uma rica ictiofauna.
(Fonte: ALLOGIO, Tiberio. "30 anos da Floresta Nacional do Tapajós: avanços e retrocessos na busca da integração entre conservação ambiental e participação social". 2004).

Contato

Gestor: JOSE RISONEI ASSIS DA SILVA (nomeação DOU 26/03/2015)

Gestores anteriores:
Ângelo de Lima Francisco

Endereço para Correspondência (Ibama):
Avenida Tapajós, nº 2.267 - Laguinho
CEP: 68010-000 - Santarém - PA
Tel: (93) 3522-3032 (gabinete), 3523-2815, 3523-2847 e 3522-1444
Fax: (93) 3522-3370

Coordenadoria Regional (ICMBio): Rosária Sena Cardoso Farias
Endereço CR: Av. Marechal Rondon s/nº
CEP: 68180-010 - Itaituba/PA

Notícias

Total de 347 notícias sobre a área protegida FLONA do Tapajós no banco de dados RSS

Ver todas as notícias dessa área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.