Reserva Extrativista do Alto Tarauacá

Área 151.200,00ha.
Document area Decreto - s/nº - 08/11/2000
Jurisdição Legal Amazônia Legal
Ano de criação 2000
Grupo Uso Sustentável
Instância responsável Federal

Mapa

Municípios

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municípios - RESEX do Alto Tarauacá

# UF Município População (IBGE 2018) População não urbana (IBGE 2010) População urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área da UC no município (ha) Área da UC no município (%)
1 AC Jordão 8.159 4.305 2.272 535.728,20 91.976,54
58,36 %
2 AC Marechal Thaumaturgo 18.430 10.258 3.969 819.169,20 5.990,12
3,80 %
3 AC Tarauacá 41.976 16.240 19.350 2.017.107,40 59.627,23
37,84 %

Ambiente

Fitofisionomia

Fitofisionomia (cursos d'água excluídos) % na UC
Floresta Ombrófila Aberta 81,41
Floresta Ombrófila Densa 18,59

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Jurua 100,00

Biomas

Bioma % na UC
Amazônia 100,00

Gestão

  • Órgão Gestor: (ICMBIO) Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade
  • Tipo de Conselho: Deliberativo
  • Ano de criação : 2010

Documentos Jurídicos

Documentos Jurídicos - RESEX do Alto Tarauacá

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de Publicação Observação Download
Portaria 20 (INCRA) Outros 03/11/2003 13/11/2003 Reconhece as atividades da Reserva Extrativista Alto Tarauacá, com área de 151.199,64, áreas matriculadas em nome da União Federal, localizadas nos municípios de Tarauacá e Jordão, no Estado do Acre, administrada pelo Ibama, como atividade de um projeto agroestrativista, código SIPRA AC0098000, no âmbito da superintendência Regional do Acre, visando atender 170 famílias. retificação publicada no DOU de 19/12/2006: corrige para 300 famílias.  
Portaria 127 Conselho 14/12/2010 17/12/2010 Art.1° Criar o Conselho Deliberativo da Reserva Extrativista Alto Tarauacá, situada no Estado do Acre.  
Portaria 238 Conselho 16/10/2013 17/10/2013 Modifica a composição do conselho deliberativo da reserva extrativista do alto tarauacá, no estado Acre.  
Portaria 8 Uso ou ocupação comunitária - perfil da família beneficiária 03/01/2017 06/01/2017 Aprova o Perfil da Família Beneficiária da Reserva Extrativista do Alto Tarauacá/AC (Processo no 02070.001385/2015-19)  
Portaria 354 Instrumento de gestão - acordo de gestão 23/05/2017 24/05/2017 Aprovar as regras constantes do Acordo de Gestão da Reserva Extrativista Alto Tarauacá. Processos no 02070.004151/2011-08  
Portaria 1 Outros 04/12/2006 19/12/2006 O superintendente Regional do Incra no Estado do Acre, e Gerente Executivo do IBAMA no Estado do Acre constituem Grupo de Trabalho composto por HÉLIO ADMAR VILLALBA, Técnico Agrícola/INCRA, matrícula SIAPE nº 727086, LUIZ PEREIRA PRADO - Motorista/INCRA, Matrícula SIAPE nº 0724004, JOSÉ MARQUES LEITE NETO - Assistente de Administração/INCRA, Matrícula SIAPE nº 1088938, ROSENIL DIAS DE OLIVEIRA - Analista Ambiental/IBAMA, Matrícula SIAPE nº 1513190, GERSON MEIRELES FILHO - Técnico Ambiental, Matrícula SIAPE nº 0680611, MARIA GISELDA DE PAIVA - Técnica Administrativa/IBAMA, Matrícula nº 0050745, para sob a presidência do primeiro, operacionalizarem o Crédito Instalação e suas modalidades - instrução do Processo de Concessão de Crédito aberto em favor dos beneficiários do Programa Nacional de Reforma Agrária, seu acompanhamento, aplicação, fiscalização e encerramento, após a aprovação da prestação de contas na RESEX Alto Tarauacá, localizada no município de Tarauacá/AC. -
Decreto s/nº Criação 08/11/2000 09/11/2000 Fica criada, nos municípios de Jordão e Tarauacá, no Estado do Acre, a Reserva Extrativista do Alto Tarauacá, com área de aproximada de 151.199,64 ha para garantir a exploração auto-sustentável e a conservação dos recursos naturais renováveis utilizados tradicionalmente pelas populações extrativistas. -

Documentos de gestão - RESEX do Alto Tarauacá

Tipo de plano Ano de aprovação Fase Observação

Sobreposições

Não existem sobreposições desta Unidade de Conservação com outras Áreas Protegidas.

Principais Ameaças

Desmatamento na Amazônia Legal

Este tema apresenta a análise dos dados de desmatamento produzidos pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que mapeia somente áreas florestadas da Amazônia Legal. Os dados do Prodes não incluem as áreas de cerrado que ocorrem em muitas Unidades de Conservação no bioma Amazônia.

Focos de calor

Área de abrangência do ponto: um foco indica a possibilidade de fogo em um elemento de resolução da imagem (pixel), que varia de 1 km x 1 km até 5 km x 4 km. Neste pixel pode haver uma ou várias queimadas distintas, mas a indicação será de um único foco. Se uma queimada for muito extensa, será detectada em alguns pixeis vizinhos, ou seja, vários focos estarão associados a uma única grande queimada.

Total identificado de desmatamento acumulado até 2000: 1355 hectares
Total identificado de desmatamento acumulado até 2017: 4318 hectares

Características

A Resex foi criada com o objetivo de promover a sustentabilidade da atividade extrativista e amenizar os problemas relacionados à falta de serviços básicos de saúde e educação. A Resex também contribui para a diminuição das retiradas ilegais e predatórias de madeira de lei, especialmente cedro e mogno (IBAMA).

De acordo como CNPT/IBAMA:
EDUCAÇÃO : A escola mais próxima está no município de Jordão. O índice de analfabetismo é elevado, chegando a atingir 30% da comunidade. Do total da pop. 25% são crianças na idade escolar (7-14 anos) e apenas 10% frequentou a escola.
SAÚDE : em 90% dos casos, as famílias pegam água no Igarapé, rio ou córrego, 10% de vertente ou nascente. Cerca de 80% da pop. não tem filtro em casa e apenas 7% das casas possui privada ou fossa.
INDICADORES DE PRODUÇÃO : são sistemas de produção com ênfase para borracha (2 toneladas/mês) e castanha. Outros produtos em menor quantidade são: cipó-timbó, açaí, patuá, bacaba, cajá, cipó-ambé, bacuri, sementes, jatobá, palmito, pupunha, copaíba, breu-branco, cupuaçu, sucuba e buriti. Além disso, feijão, arroz e mandioca, cujos excedentes são comercializados. Há criação de patos, galinhas, porcos, vacunos, cavalos, burros, ovelhas, capotes e cabritos. O escomamento da produção é difícil principalmente na época da seca, que vai de junho a setembro.
CAÇA e PESCA : A caça faz parte da rotina e dieta do seringueiro. Os animais mais caçados são: paca, porquinho e veado-campeiro. Mais de 90% das famílias consomem pescado dos rios, igarapés e lagos da reserva. As espécies mais encontradas são: piaba, cará, mandi, piau, traíra.
IDH : o indíce observado nos anos 1970, 1980 e 1991 no município de Tarauacá não teve grande variação, exceto para o IDH Longevidade (0,5). IDH Educação (0,2) e IDH renda (0,3).

Contato

Chefe da UC: CAMILLA HELENA DA SILVA (DOU 24/01/2012)
Coordenadoria Regional (ICMBio): Carolina Carneiro da Fonseca
Endereço CR: Av. Lauro Sodré 6500 - Bairro Aeroporto
76803-260 - Porto Velho/RO

Endereço para Correspondência (Ibama):
Rua Veterano Manuel de Barros, nº 320 - Jardim Nazle
CEP: 69.917-150 - RIO BRANCO - AC
Tel: (68) 226-3212
Fax: (68) 226-3211

Contato: Vicente de Paula Simões de Melo
E-mail: vicente.melo@ibama.gov.br
Rua Floriano Peixoto, nº 234 - Centro
CEP: 69.970-000 - Tarauacá/AC
Tel: (68) 3462-1401

Notícias

Total de 44 notícias sobre a área protegida RESEX do Alto Tarauacá no banco de dados RSS

Ver todas as notícias dessa área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.