Parque Estadual Chandless

Área 695.303,00ha.
Jurisdição Legal Amazônia Legal
Ano de criação 2004
Grupo Proteção Integral
Instância responsável Estadual

Mapa

Municípios

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municípios - PES Chandless

# UF Município População (IBGE 2018) População não urbana (IBGE 2010) População urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área da UC no município (ha) Área da UC no município (%)
1 AC Manoel Urbano 9.336 2.703 5.278 1.063.313,60 454.336,50
68,21 %
2 AC Santa Rosa do Purus 6.362 2.799 1.892 614.561,20 155.181,82
23,30 %
3 AC Sena Madureira 45.177 12.918 25.111 2.375.306,70 56.609,41
8,50 %

Ambiente

Fitofisionomia

Fitofisionomia (cursos d'água excluídos) % na UC
Floresta Ombrófila Aberta 100,00

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Purus 100,00

Biomas

Bioma % na UC
Amazônia 100,00

Gestão

  • Órgão Gestor: (SEMA-AC) Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Acre
  • Tipo de Conselho: Consultivo
  • Ano de criação : 2009

Documentos Jurídicos

Documentos Jurídicos - PES Chandless

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de Publicação Observação Download
Portaria 63 Conselho 08/09/2009 10/09/2009 Cria o Conselho Consultivo do Parque Estadual Chandless com a finalidade de contribuir com a implantação e implementação de ações destinadas à consecução dos objetivos de criação da referida Unidade de Conservação.  
Contrato s/n Concessão de uso entre órgãos governamentais (CDRU) 31/08/2010 15/12/2010 Contrato de Cessão de Direito Real de Uso Não Onerosa entre e INCRA-ICMBio. OBJETO: Uso da Gleba de Terras denominada "Gleba 07 Chandless", com uma área total aproximada de 231.555,52ha, situada nos Municípios de Feijó e Santa Rosa do Purus (AC).  
Portaria 46 Instrumento de gestão - plano de manejo 10/05/2011 16/05/2011 Aprova o plano de manejo do PES Chandless.  
Decreto 10670 Criação 02/09/2004 03/09/2004 Cria o Pes do Chandless nos Municípios de Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira, no Estado do Acre.  
Portaria 186 Instrumento de gestão - plano de utilização 21/11/2018 26/11/2018 Valida as atividades do Plano de Ação do Projeto "Integração das Áreas Protegidas do Bioma Amazônico" (IAPA), com inserção no Parque Estadual Chandless, assim como reconhece a atuação em toda a Paisagem Sul, parte integrante desta Portaria.  
Portaria s/nº Conselho 31/12/2009 31/12/2009 Aprova o regimento interno do conselho consultivo do Parque Estadual Chandless. Aguardando informações da SEMA/AC sobre o número da portaria e data. -
Portaria 196 Outros 09/11/2004 Compõe a Comissão de Implantação do P. E. Chandless, com representantes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais - SEMA (Coordenação), Secretaria Estadual de Floresta - SEF, Procuradoria Geral do Estado - PGE, SOS Amazônia e Fundo Mundial para a Natureza - WWF, cujo objetivo é a elaboração do Plano de Trabalho para o Parque. (tirado do site do governo do Acre: www.ac.gov.br) -

Documentos de gestão - PES Chandless

Tipo de plano Ano de aprovação Fase Observação
Plano de manejo 2011 Aprovado Aprovado pela Portaria Nº 046 de 10 de maio de 2011. Ver situação jurídica.

Sobreposições

Não existem sobreposições desta Unidade de Conservação com outras Áreas Protegidas.

Principais Ameaças

Desmatamento na Amazônia Legal

Este tema apresenta a análise dos dados de desmatamento produzidos pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que mapeia somente áreas florestadas da Amazônia Legal. Os dados do Prodes não incluem as áreas de cerrado que ocorrem em muitas Unidades de Conservação no bioma Amazônia.

Focos de calor

Área de abrangência do ponto: um foco indica a possibilidade de fogo em um elemento de resolução da imagem (pixel), que varia de 1 km x 1 km até 5 km x 4 km. Neste pixel pode haver uma ou várias queimadas distintas, mas a indicação será de um único foco. Se uma queimada for muito extensa, será detectada em alguns pixeis vizinhos, ou seja, vários focos estarão associados a uma única grande queimada.

Total identificado de desmatamento acumulado até 2000: 236 hectares
Total identificado de desmatamento acumulado até 2008: 289 hectares

Características

O Parque Estadual Chandless, situado nos municípios de Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira, no Estado do Acre, possui área de aproximadamente 700 mil hectares, foi criado pelo Decreto No 10.670, de 02 de setembro de 2004, e tem por objetivo geral a proteção da diversidade biológica na área que compõe o Chandless.

O Parque Estadual possui Plano de Manejo, aprovado no ano de 2011. Possui Conselho Gestor Consultivo, aprovado em 2009, juntamente com seu Regimento Interno, também aprovado no mesmo ano.

A Unidade de Conservação é gerida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Acre (SEMA-AC).

O parque ganhou esse nome por conta do seu principal curso d'água, o rio Chandless. Por sua vez, o rio foi batizado com um nome que veio de muito mais longe. Sir Wiliam Chandless era um famoso explorador britânico que veio para o Brasil.

Dentre os principais conflitos presentes na UC, pode-se destacar: desmatamento, dificuldade de controle da área do Parque, dentre outros.

Referências
1. CNUC - Cadastro Nacional de Unidades de Conservação. Disponível em: http://sistemas.mma.gov.br/portalcnuc/rel/index.php?fuseaction=portal.exibeUc&idUc=939. Acesso em: 16/05/2020

2. Wikiparques. Disponível em: https://www.wikiparques.org/wiki/Parque_Estadual_Chandless. Acesso em: 16/05/2020.

Contato

Gestor da UC: Jesus Domingos Rodrigues de Souza. Portaria SEMA no 251/2006

SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE - SEMA Rua Benjamin Constant nº 856 - Centro CEP: 69.900-062 - Rio Branco - Acre - Brasil Fone: (68) 3224- 8786 / 3224-3990 / Fone/Fax: (068) 3223-2760 / E-mail: sema@ac.gov.br

Notícias

Total de 50 notícias sobre a área protegida PES Chandless no banco de dados RSS

Ver todas as notícias dessa área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.