Estação Ecológica do Castanhão

Área 12.579,00ha.
Document area Decreto - - 27/09/2001
Jurisdição Legal Outros
Ano de criação 2001
Grupo Proteção Integral
Instância responsável Federal

Mapa

Municípios

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municípios - ESEC do Castanhão

# UF Município População (IBGE 2018) População não urbana (IBGE 2010) População urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área da UC no município (ha) Área da UC no município (%)
1 CE Alto Santo 17.096 8.319 8.040 133.820,50 335,98
2,58 %
2 CE Iracema 14.227 3.903 9.819 82.124,70 2.000,82
15,35 %
3 CE Jaguaribara 11.359 3.187 7.212 66.873,80 10.695,67
82,07 %

Ambiente

Fitofisionomia

Fitofisionomia (cursos d'água excluídos) % na UC
Savana Estépica 100,00

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Jaguaribe 100,00

Biomas

Bioma % na UC
Caatinga 100,00

Gestão

  • Órgão Gestor: (ICMBIO) Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade
  • Tipo de Conselho:
  • Ano de criação :

Documentos Jurídicos

Documentos Jurídicos - ESEC do Castanhão

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de Publicação Observação Download
Decreto Criação 27/09/2001 Cria a Estação Ecológica do Castanhão, localizada nos Municípios de Jaguaribe e Alto Santo, no Estado do Ceará, com os objetivos de proteger e preservar amostras do ecossistema de Caatinga ali existentes, possibilitar o desenvolvimento de pesquisa científica e programas de educação ambiental. -

Documentos de gestão - ESEC do Castanhão

Tipo de plano Ano de aprovação Fase Observação

Sobreposições

Não existem sobreposições desta Unidade de Conservação com outras Áreas Protegidas.

Principais Ameaças

Não há informações cadastradas sobre o tema "Pressões e Ameaças".

Características

A Estação Ecológica do Castanhão foi criada como medida compensatória dos impactos gerados pelo enchimento do Açude do Castanhão. A Estação, que possui uma área de 12.579,20 hectares, está localizada a aproximadamente 270 km de Fortaleza, nos municípios de Jaguaribara, Alto Santo e Iracema.
O clima é tropical austral do Brasil setentrional semi-árido, mediano a muito forte. A pluviosidade anual oscila entre 750 a 1000 mm e a temperatura média é de 27 oC.
A Estação está no chamado Embasamento do Nordeste, na Depressão Sertaneja dos Planaltos Residuais Sertanejos.
O relevo em sua maioria é de suavemente ondulado a ondulado. Os solos são brunos não-cálcicos, mas também ocorrem solos podzólicos.
A principal fisionomia vegetal da Estação é a savana estépica arborizada, de acordo com o mapa de vegetação do Brasil, do IBGE. Possui ecossistema de caatinga. A vegetação nativa é característica de caatinga hiperxerófila com porte arbustivo e densidade tendente a aberta, com adensamento esparsos. As principais espécies encontradas são a Mimosa acustipula (jurema preta) e Croton sp (marmeleiro), indicando estágio da pioneira de sucessão vegetal marcado pela forte ação antrópica.
(Fonte: Ambiente Brasil. Disponível em: http://ambientes.ambientebrasil.com.br. Acesso em 05/08/2013)

Contato

ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA
AVENIDA VISCONDE DO RIO BRANCO, 3.900 - ATAPU
CEP: 60.055-172 - FORTALEZA - CE
TEL: (85) 227-9081
FAX: (85) 272-4034

Notícias

Total de 4 notícias sobre a área protegida ESEC do Castanhão no banco de dados RSS

Ver todas as notícias dessa área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.