Reserva Extrativista do Rio Jutaí

Área 275.533,00ha.
Document area Decreto - s/n - 16/07/2002
População 600
Jurisdição Legal Amazônia Legal
Ano de criação 2002
Grupo Uso Sustentável
Instância responsável Federal
Corredor Central da Amazônia

Mapa

Municípios

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municípios - RESEX do Rio Jutaí

# UF Município População (IBGE 2018) População não urbana (IBGE 2010) População urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área da UC no município (ha) Área da UC no município (%)
1 AM Jutaí 14.753 7.440 10.552 6.945.741,60 274.780,06
99,73 %

Ambiente

Fitofisionomia

Fitofisionomia (cursos d'água excluídos) % na UC
Floresta Ombrófila Densa 100,00

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Jutai 100,00

Biomas

Bioma % na UC
Amazônia 100,00

Gestão

  • Órgão Gestor: (ICMBIO) Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade
  • Tipo de Conselho: Deliberativo
  • Ano de criação : 2006

Documentos Jurídicos

Documentos Jurídicos - RESEX do Rio Jutaí

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de Publicação Observação Download
Decreto s/n Criação 16/07/2002 17/07/2002 Cria a Reserva Extrativista do Rio Jutaí, no Município de Jutaí, Estado do Amazonas, com os objetivos de assegurar o uso sustentável e a conservação dos recursos renováveis, protegendo os meios de vida e a cultura da população extrativista local. Abrange uma área aproximada de 275.532,88 hectares.  
Portaria 43 Conselho 03/04/2014 04/04/2014 Renova a composição do Conselho Deliberativo do Reserva Extrativista do Rio Jutaí, no estado do Amazonas  
Portaria 104 Instrumento de gestão - plano de manejo 25/09/2012 26/09/2012 Aprovar o Plano de Manejo da Reserva Extrativista do Rio Jutaí/AM  
Portaria 56 Conselho 27/07/2006 28/07/2006 Ibama cria o Conselho Deliberativo da Reserva Extrativista (RESEX) do Rio Jutaí, com a finalidade de contribuir com ações voltadas à efetiva implantação e implementação do Plano de Manejo dessa Unidade e ao cumprimento dos objetivos de sua criação. -

Documentos de gestão - RESEX do Rio Jutaí

Tipo de plano Ano de aprovação Fase Observação
Plano de manejo 2012 Aprovado Ver situação jurídica.

Sobreposições

Não existem sobreposições desta Unidade de Conservação com outras Áreas Protegidas.

Principais Ameaças

Desmatamento na Amazônia Legal

Este tema apresenta a análise dos dados de desmatamento produzidos pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que mapeia somente áreas florestadas da Amazônia Legal. Os dados do Prodes não incluem as áreas de cerrado que ocorrem em muitas Unidades de Conservação no bioma Amazônia.

Focos de calor

Área de abrangência do ponto: um foco indica a possibilidade de fogo em um elemento de resolução da imagem (pixel), que varia de 1 km x 1 km até 5 km x 4 km. Neste pixel pode haver uma ou várias queimadas distintas, mas a indicação será de um único foco. Se uma queimada for muito extensa, será detectada em alguns pixeis vizinhos, ou seja, vários focos estarão associados a uma única grande queimada.

Total identificado de desmatamento acumulado até 2000: 989 hectares
Total identificado de desmatamento acumulado até 2017: 1913 hectares

Características

A Reserva Extrativista (Resex) do Rio Jutaí tem extensão de 275.533 hectares, beneficiando 809 pessoas distribuídas em 116 famílias. A criação da Resex garante que os recursos naturais da região não sofrerão a ação predatória, permitindo à população tradicional que habita o local acesso ao crédito e à assistência técnica. O objetivo é que possa haver aumento da produtividade tornando viável a manutenção dos recursos naturais.
O extrativismo vegetal e a pesca são as principais atividades na área. Dentre as potencialidades produtivas da reserva do Jutaí destacam-se a produção de látex (borracha), extração de óleos vegetais de espécies de uso medicinal, como andiroba, copaíba, jatobá e a carapanaúba, e pescado.
A Resex do Rio Jutaí é a quarta criada pelo Governo Federal no Estado do Amazonas.
(Fonte: www.ana.gov.br . Acesso em: 19/03/2010).

Objetivos: assegurar o uso sustentável e a conservação dos recursos renováveis, protegendo os meios de vida e a cultura da população extrativista local.
O extrativismo vegetal e a pesca são as principais atividades na área. Destacam-se a produção de látex (borracha), extração de produtos vegetais de espécies de uso comercial, como andiroba, copaíba e o jatobá.
As comunidades presentes são: Mararauá, Berdolé, São Francisco do Capivara, São Raimundo do Cariru, Pururé, São Raimundo do Piranha e Vila Efraim, além de moradores isolados.
(Fonte: IBAMA - www.ibama.gov.br - s/ data).

Contato

Gestor da UC: JOSE MAIC FERREIRA DE MENEZES (maio/2016)

Endereço para Correspondência (Ibama):
Rua Ministro João Gonçalves de Souza, s/nº - Km 01- Br 319, Distrito Industrial
CEP: 69075-830 Manaus - AM
Tel: (92) 3613-3080, 3613-3094, 3613-3096, 3613-3277 e 3613-3261
Disk Denúncia: (92) 3613-3081
Fax: (92) 3613-3095

Coordenadoria Regional (ICMBio): Caio Marcio Paim Pamplona
Endereço CR: Av. do Turismo, 1350 - Tarumã
CEP: 69041-010 - Manaus/AM
Tel: (92) 3613-3080
(92) 3232-7040
(92) 3303-6443
Email: cr.manaus@gmail.com

Notícias

Total de 43 notícias sobre a área protegida RESEX do Rio Jutaí no banco de dados RSS

Ver todas as notícias dessa área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.