FES do Rio Urubu

Informações gerais

Rio Urubu
Floresta Estadual
Estadual
Uso Sustentável
27.342 (Decreto - 23.993 - 22/12/2003)
2003
Central da Amazônia
Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amazonas
Javascript is required to view this map.

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Município População (IBGE 2007) População rural (IBGE 2001) População urbana (IBGE 2001) Estado Área do município (ha) Área da UC no município (ha) Porcentagem da UC no município (%)
Rio Preto da Eva 24858 11350 6232 AM 581.320 27.200 100 %

Pressões e ameaças

O desmatamento, as queimadas e a mineração industrial, são algumas das pressões que mais ameaçam as Unidades de Conservação. Veja abaixo dados atualizados sobre essas pressões nesta UC; para uma visualização comparativa entre as UCs mais desmatadas na Amazônia Legal, acesse o ranking dinâmico.

Para detalhes sobre a obtenção dos dados, acesse nossa nota técnica.

1.44 ha

Características

Características

ATRIBUTOS NATURAIS : Localizada a 80 Km de Manaus, no interflúvio dos rios Uatumã e Negro, conectada com a APA Caverna do Maroaga. Apresenta uma série de atributos especiais como extensas áreas de buritizais nas planícies de alagação do rio Urubu, corredeiras e cachoeiras de grande beleza cênica. Sua vegetação é composta, em sua maior parte, por Floresta Primária intacta.

BIODIVERSIDADE : A segunda maior diversidade de espécies florestais, em Florestas Tropicais do mundo, foi registrada nas proximidades desta UC. Aproximadamente metade da UC é composta por terrenos inclinados cortados por igarapés. Sua vegetação é formada por Floresta típica de Terra Firme, com árvores de até 37 m de altura. Alta diversidade de espécies de árvores. Dentre as espécies registradas, predominam a castanha-de-macaco (Couropita guianensis0, angelim (Dinizia excelsa), seringa (Hevea brasiliensis), Pau-rosa (Aniba roseodora), louro (Licaria brasiliensis), preciosa (Aniba canelilla) e cumaru (Dipteryx odorata). A fauna é rica, com presença de espécies raras tais como o gavião-real (Harpya harpyja), jacamim (Psophia crepitans) e primatas como o guariba (Alouatta maccunnelli) e o sagüi-da-mão-de-ouro (saguinus midas).

INFRA-ESTRUTURA : Existem atualmente três assentamentos e pelo menos três instituições de pesquisa consolidadas, atuando na vizinhança da UC: INPA; PDBFF e Embrapa. O acesso é por via terrestre, através da ZF-6, vicinal da BR-174, ou através da AM-010, até o município de Rio Preto da Eva, Deste para a UC, o acesso pode ser por via terrestre - menos usual, com poucas trilhas de acesso - ou fluvial através do Rio Urubu.

SÓCIO-ECONOMIA :A unidade tem planejamento detalhado por um ZEE da região. Entre as atividades potenciais está o manejo florestal madeireiro em escala empresarial e o manejo florestal de uso múltiplo, incluindo os produtos não madeireiros e a possibilidade de se implantar um modelo de gestão comunitária, o ecoturismo, a pesquisa científica e a conservação in situ.
(fonte: Unidades de Conservação do Estado do Amazonas. Manaus:SDS/SEAPE, 2007)

Distante 84 km de Manaus, a FES do Rio Urubu se localiza no setor mais ameaçado do Distrito Agropecuário da SUFRAMA, próxima à ARIE do Projeto Dinâmica Biológica de Fragmentos Florestais e conectada à APA de Presidente Figueiredo/Caverna do Maroaga. Faz parte do Corredor Ecológico Central da Amazônia, com sua cobertura vegetal de espécies predominantemente nativas.
A concessão de uso da Floresta Estadual pode ser cedida para empresas privadas ou para as comunidades locais. São muitas as espécies florísticas de valor comercial, que devem ser extraídas racionalmente para garantir que a área poderá prestar os serviços ambientais que são sua finalidade - educação ambiental, pesquisa científica, proteção aos rios e demais cursos de água, às paisagens de modo mais geral, áreas históricas e o ecoturismo. (fonte: Áreas Protegidas do Estado do Amazonas - subsídios para a estratégia estadual de conservação da biodiversidade - 2003 / Documento IPAAM - 2003).

Observações


Aspectos Físicos

Sobreposições com outras Unidades de Conservação ou Terras Indígenas

Não pertinente.

Biomas

Bioma % na UC
Amazônia 100.00

Fitofisionomias

Fitofisionomia (excluídos cursos d'água) % na UC
Floresta Ombrófila Densa 100.00

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Jatapu 100.00

Contatos

IPAAM - Departamento de Gestão Territorial
Christina Fischer - Tel: (92) 3643-2305

Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável
Secretaria Executiva Adjunta de Projetos Especiais
Rita Mesquita (Secretária Adjunta) ou Maria do Carmo (Coordenadora do PGAI-AM)
Rua Recife, nº 3280, Parque 10 - Manaus-AM
Tel: (92) 3642-8807 / (92) 3642-4607
Site: www.sds.am.gov.br

Centro Estadual de Unidades de Conservação - CEUC (AM)
Av. Mário Ipiranga Monteiro, n° 3280 - Parque 10
CEP: 69050-030 - AM
Email: ceuc@ceuc.sds.am.gov.br
Tel: (92) 3642-4607
Site: http://www.ceuc.sds.am.gov.br


Histórico Jurídico

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de publicaçãoícone de ordenação Observação Documento na íntegra
Decreto 23.993 Criação 22/12/2003 22/12/2003 Fica criada a Floresta Estadual do Rio Urubu, localizada na margem direita do RioUrubu, no município do Rio Preto da Eva, no Estado do Amazonas, com os objetivos depromover o manejo de uso múltiplo de recursos naturais, a manutenção e a proteção dosrecursos hídricos e da biodiversidade, a recuperação de áreas degradadas, pesquisacientifica e a educação ambiental, bem como o apoio ao desenvolvimento sustentável dosrecursos naturais e áreas limítrofes. Possui área aproximada de 27.342 hectares. Download PDF


comments powered by Disqus