APA Fernão Dias

Informações gerais

Fernão Dias
Área de Proteção Ambiental
Estadual
Uso Sustentável
180.373 ()
1997
Mantiqueira

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Município População (IBGE 2007) População rural (IBGE 2001) População urbana (IBGE 2001) Estado Área do município (ha) Área da UC no município (ha) Porcentagem da UC no município (%)
Brasópolis 14452 7471 7694 MG 36.116 0 %
Camanducaia 19708 6275 14262 MG 52.757 0 %
Extrema 24886 6317 12902 MG 24.310 0 %
Gonçalves 4270 3066 1057 MG 18.760 0 %
Itapeva 7722 3580 3781 MG 17.799 0 %
Paraisópolis 18088 4508 12990 MG 33.151 0 %
Toledo 5720 3270 1952 MG 13.613 0 %

Pressões e ameaças

O desmatamento, as queimadas e a mineração industrial, são algumas das pressões que mais ameaçam as Unidades de Conservação. Veja abaixo dados atualizados sobre essas pressões nesta UC; para uma visualização comparativa entre as UCs mais desmatadas na Amazônia Legal, acesse o ranking dinâmico.

Para detalhes sobre a obtenção dos dados, acesse nossa nota técnica.


Características

Características

A Área de Proteção Ambienta Fernão Dias foi criada pelo Decreto 38.925, de 17 de julho de 1997 e possui área de aproximadamente 180 hectares.
A APA se situa na região abrangida pela bacia hidrográfica do Rio Jaguari, no Estado de Minas Gerais, estendendo-se sobre as áreas dos Municípios de Sapucaí-Mirim, Camanducaia, Itapeva, Extrema e Toledo, além de áreas das bacias dos Rios Sapucaí-Mirim e Sapucaí, nos Municípios de Sapucaí-Mirim, Gonçalves, Paraisópolis e Brasópolis.
Além de garantir a conservação do conjunto paisagístico e da cultura regional, tem por objetivo proteger e preservar as formações florestais remanescentes da Mata Atlântica e a fauna silvestre, através do disciplinamento de uso dos recursos naturais e de incentivos ao ecodesenvolvimento regional, com vistas à melhoria da qualidade ambiental e de vida da população. (Fonte: Decreto no 38.925, de 17 de julho de 1997. Disponível em http://www.siam.mg.gov.br. Acesso em 20/06/2013)

Observações

Fonte: Obs: Incluí a APA da Serra do Lopo (Lei 11.936 de 06/10/95).

Informações da área retiradas da publicação CAMARGOS, Regina. M. F. "UNIDADES DE CONSERVAÇÃO EM MINAS GERAIS: LEVANTAMENTO E DISCUSSÃO". Belo Horizonte: Fundação Biodiversitas, junho de 2001,


Aspectos Físicos

Sobreposições com outras Unidades de Conservação ou Terras Indígenas

Sobreposição Categoria da área sobreposta Porcentagem da sobreposição
Serra do Lopo (INCORPORADA) APA 0.00

Biomas

Bioma % na UC
Mata Atlântica 100.00

Fitofisionomias

Fitofisionomia (excluídos cursos d'água) % na UC
Contato Floresta Ombrófila densa-Floresta Ombrófila Mista 43.65
Floresta Ombrófila Densa 41.47
Floresta Ombrófila Mista 14.88

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Grande 35.70
Tiete 64.30

Contatos


Histórico Jurídico

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de publicaçãoícone de ordenação Observação Documento na íntegra
Decreto 38.925 Criação 17/07/1997 18/07/1997 Declara de proteção ambiental áreas de interesse ecológico situadas nas bacias hidrográficas dos Rios Jaguari, Sapucaí-Mirim e Sapucaí e dá outras providências(A0D 00178)
Lei 11936 Outros 06/10/1995 07/10/1995 Cria a Área de Proteção Ambiental da Serra do Lopo - APA Serra do Lopo


comments powered by Disqus