PES do Rio Ivinhema

Informações gerais

Rio Ivinhema
Parque Estadual
Estadual
Proteção Integral
73.345 (Decreto - - 17/12/1998)
1998
Superintendência de Meio Ambiente e Recursos Hídricos
Consultivo
2002

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Município População (IBGE 2007) População rural (IBGE 2001) População urbana (IBGE 2001) Estado Área do município (ha) Área da UC no município (ha) Porcentagem da UC no município (%)
Jateí 3808 2751 1303 MS 192.797 42.742 57.46 %
Naviraí 43391 4000 32662 MS 319.384 15.893 21.36 %
Taquarussu 3117 1405 2088 MS 104.112 15.755 21.18 %

Pressões e ameaças

O desmatamento, as queimadas e a mineração industrial, são algumas das pressões que mais ameaçam as Unidades de Conservação. Veja abaixo dados atualizados sobre essas pressões nesta UC; para uma visualização comparativa entre as UCs mais desmatadas na Amazônia Legal, acesse o ranking dinâmico.

Para detalhes sobre a obtenção dos dados, acesse nossa nota técnica.


Características

Características

Compreende o maior parque criado como medida de compensação ambiental pela CESP (Companhia Energética de São Paulo). Considera que as Várzeas e ecossistemas associados do Rio Ivinhema, Bacia do Rio Paraná, caracteriza-se como o último trecho livre e representativo desse ambiente, em território brasileiro, abrigando também fragmentos remanescentes de Floresta Estacional Semidecidual do Domínio Atlântico. Foi criado com o objetivo de preservar a diversidade biológica, proteger o patrimônio natural e cultural da região, com sua flora, fauna, paisagens e demais recursos bióticos e abióticos associados, objetivando sua utilização para fins de pesquisa científica, recreação e educação ambiental em contato com a natureza. (Informações constantes no Plano de Gestão Ambiental do Mato Grosso do Sul - 2001)

Observações

Fonte: Obs: Inform. Site Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável. http://www.fbds.org.br/Beta/Projetos/Ivinhema/
Plano de Manejo do Parque Estadual das Várzeas do Ivinhema - MS
Cliente: Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Mato Grosso do Sul
Parceiros: UERJ – Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Data de execução: 2000 a 2002
Proposta/Objetivo
Elaborar o Zoneamento Ambiental e produzir subsídios para o Plano de Uso Público do parque através do levantamento de informações e análises ambientais e sócio-econômicas da área do parque e do seu entorno. O objetivo principal é, ao final de todo o trabalho, elaborar o Plano de Manejo do parque.
Coordenação: Profa. Antonia Maria Martins Ferreira
E-mail: antonia@uerj.br
Telefone: (21) 587-7468


Aspectos Físicos

Sobreposições com outras Unidades de Conservação ou Terras Indígenas

Sobreposição Categoria da área sobreposta Porcentagem da sobreposição
Ilhas e Várzeas do Rio Paraná APA 100.00

Biomas

Bioma % na UC
Mata Atlântica 100.00

Fitofisionomias

Fitofisionomia (excluídos cursos d'água) % na UC
Contato Savana-Floresta Estacional 24.51
Formações Pioneiras 57.20

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Parana D3 100.00

Contatos

Composição Florística do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema

Coordenadores: Zefa Valdivina Pereira & Alan Sciamarelli
Resumo
A vegetação do Estado do Mato Grosso do Sul reflete o contato e a interpenetração de três províncias florísticas:
Amazônica, Chaquenha e da Bacia do Paraná. Entretanto, assim como ocorreu em outros estados brasileiros, sua ocupação resultou uma degradação sem precedentes do seu quadro natural, tal a devastação verificada em suas composições florísticas.
Considerando-se a sua área, os trabalhos de florísticas apresentam-se ainda insuficientes sendo sua composição uma das menos conhecidas da América Tropical, permanecendo pobremente coletada até hoje. Sendo assim o presente trabalho terá por objetivo estudar a flora fanerogâmica e criptogâmica do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema ampliando assim o conhecimento sobre a florística do Mato Grosso do Sul além disso, promover a listagem florística do Parque bem como chave de identificação das espécies ocorrente nesta área. Auxiliando assim nos trabalho de revegetação e desenvolvimento sustentável da região. Com esta chave de identificação haverá a possibilidade dos visitantes do Parque conhecerem a Flora da região podendo com isso, aprender e valorizá-la. Verificar a fenologia de floração e frutificação, morfologia e biologia floral e o sistema reprodutivo de algumas espécies reconhecidas, essas informações auxiliarão o processo de revegetação do Parque. O estudo será realizado no Parque Estadual das Várzeas do rio Ivinhema situado na bacia do Paraná, no sudeste do estado do Mato Grosso do Sul, abrangendo os municípios de Naviraí, Jatei e Taquarussu, entre as coordenadas 230 000E e 7470 000N. Como resultado espera-se promover um Checklist da
Flora Fanerogâmica e criptogâmica do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema; Capacitação do pessoal envolvido direta e indiretamente através de Iniciação Científica, Mestrados e Doutorados; Fortalecimentos dos acervos dos herbários regionais sulmatogrossenses; Subsídios para um banco de dados da flora de Mato Grosso do Sul, mais especificamente da região compreendida; Elaboração de chaves de identificação das espécies ocorrente nesta área; Conhecer a fenologia de floração e frutificação de algumas espécies; Verificar os visitantes florais e sistema reprodutivo de algumas espécies.

OBJETIVOS
Levantar a flora fanerogâmica e criptogâmica do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema ampliando assim o
conhecimento sobre a florística do Mato Grosso do Sul;
Destacar os caracteres morfológicos diagnósticos;
Elaborar descrições morfológicas, ilustrações e chaves analíticas para a identificação dos gêneros e espécies coletadas. Com esta chave de identificação haverá a possibilidade dos visitantes do Parque conhecerem a Flora da região podendo com isso, aprender e valorizá-la;
Verificar a fenologia de floração e frutificação, morfologia e biologia floral e o sistema reprodutivo de algumas espécies
reconhecidas, essas informações auxiliarão o processo de revegetação do Parque.

CRONOGRAMA: JUNHO 2003-DEZEMBRO 2005


Notícias

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.
Título Data de publicaçãoícone de ordenação
PF e PMA percorrem 400 km de rios e flagram 6 pescadores 20/08/2018
PMA apreende petrechos de pesca durante operacao no Parque do Ivinhema 30/07/2018
Governo vai revisar Plano de Manejo dos parques das nascentes do rio Taquari e das varzeas do rio Ivinhema 04/04/2018
Paranaenses sao presos pescando com redes no Parque do Ivinhema 31/03/2018
Unidades de conservacao de MS vao poder ser administradas por parcerias publico-privadas 23/01/2018
Incendio em parque estadual de MS e controlado apos uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul 20/10/2017
Incendio florestal ja destruiu 41% da vegetacao de Parque Estadual 18/10/2017
Bombeiros sobrevoam Parque Estadual para tornar combate a incendio mais eficaz 17/10/2017
Incendio em parque estadual mobiliza bombeiros de quatro municipios 16/10/2017
Parque que tem area em 3 municipios de MS "pega fogo" desde quinta-feira 16/10/2017
Policia Militar Ambiental prende 3 pessoas por pesca ilegal em Parque Estadual 01/08/2017
Quase 90% municipios de MS pode ser contemplado com o ICMS Ecologico em 2018 10/07/2017
Projeto Wings for Science visita UCs no rio Parana 21/09/2016
Restricao da pesca, hidreletricas e conselho do parque sao destaque em encontro 26/03/2015
Incendios destroem 25 mil ha de parque estadual em MS, diz entidade 01/11/2014
APA Ilhas e Varzeas do rio PR integra unidades de conservacao ambiental 26/09/2013
Policia Ambiental prende dois por pesca predatoria 19/05/2013
Parque estadual nao registrou incendio 04/09/2012
Rio PR no mapa do corredor de biodiversidade 19/07/2011
Costa Rica vai ter brigada do Ibama em MS 15/04/2011
Com R$ 3 mi para o meio ambiente, Taquarussu mantem lixao a ceu aberto 15/03/2011
Mata Atlantica recebera base do Prevfogo no MS 13/01/2011
Reserva Natural da CESP no rio Aguapei e reconhecida 07/01/2011
Pesca totalmente proibida na regiao 04/11/2010
A natureza logo ali 11/10/2010
Gestores ambientais de Navirai vao receber capacitacao 17/09/2010
ICMBio e Ibama realizam monitoramento no Rio Parana 29/10/2009
Ibama verifica preservacao ambiental ao longo do rio Parana 22/10/2009
Sai plano de manejo do Parque das Varzeas do Rio Ivinhema 03/02/2009
Pesquisas vao identificar oncas por meio do DNA das fezes 03/02/2009
Pesca estara proibida a partir de sabado 30/10/2008
Unidades de conservacao estaduais sao fundamentais ao meio ambiente 09/08/2008
Pescar em area de conservacao ambiental e proibido por lei 09/06/2008
Aviso aos navegantes 30/08/2007
Incendios ameacam areas de conservacao e aldeia 22/08/2005
Brigada de incendio verifica situacao no Parque de Ivinhema 20/08/2002
Controlado incendio em parque ambiental 18/08/2002
Queimadas atingem matas naturais 17/08/2002
Incendio ataca 10 mil hectares de parque 14/08/2002
Incendio destroi mil hectares de Parque Estadual de MS 13/08/2002
Parque Estadual da Varzea/MS e atingido por incendio 12/08/2002
Parque Estadual preservara ultimo trecho de varzea 25/07/1999

Histórico Jurídico

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de publicaçãoícone de ordenação Observação Documento na íntegra
Decreto 10.800 Conselho 04/06/2002 05/06/2002 Institui o Conselho Consultivo do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, e dá outras providências
Decreto 9.278 Criação 17/12/1998 18/12/1998 Cria o Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema com o objetivo de preservar a diversidade biológica, proteger o patrimônio natural e cultural da região com sua flora, fauna, paisagens e demais recursos bióticos e abióticos associados, objetivando sua utilização para fins de pesquisa científica, recreação e educação ambiental em contato com a natureza.


comments powered by Disqus