APA São Francisco Xavier

Informações gerais

São Francisco Xavier
Área de Proteção Ambiental
Estadual
Uso Sustentável
2002
Mantiqueira
Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Município População (IBGE 2007) População rural (IBGE 2001) População urbana (IBGE 2001) Estado Área do município (ha) Área da UC no município (ha) Porcentagem da UC no município (%)
São José dos Campos 594948 6570 532743 SP 109.961 0 %

Pressões e ameaças

O desmatamento, as queimadas e a mineração industrial, são algumas das pressões que mais ameaçam as Unidades de Conservação. Veja abaixo dados atualizados sobre essas pressões nesta UC; para uma visualização comparativa entre as UCs mais desmatadas na Amazônia Legal, acesse o ranking dinâmico.

Para detalhes sobre a obtenção dos dados, acesse nossa nota técnica.


Características

Características

A Área de Proteção Ambiental São Francisco Xavier foi criada pela Lei Estadual 11.262 de 08 de novembro de 2002 e regulamentada pela Resolução SMA 64/08, que instituiu seu plano de manejo. A gestão atual de seu conselho foi empossada em janeiro de 2009, para um periodo de 2 anos. A APA São Francisco Xavier tem como principais atributos de proteção os recursos hidricos e o primata Muriqui (Brachyteles arachnoides, da familia Atelidae).
São Francisco Xavier é um importante local de atração para o turismo regional e recebe turistas de diversos estados e regiões. Possui belissimas paisagens e cachoeiras caracteristicas dos ecossistemas da Serra da Mantiqueira.
Esta APA integra o Mosaico de Unidades de Conservação da Mantiqueira, formado por UCs dos Estados de SP, MG e RJ, num território de aproximadamente 700.000 hectares.
A gestão da APA São Francisco Xavier é de responsabilidade da Fundação Florestal com apoio da Prefeitura de São José dos Campos e com fundamento nas diretrizes estabelecidas por seu Conselho Gestor. A APA conta ainda com apoio de parceiros locais como a ORBE e a Biblioteca Solidária. Os recursos disponíveis para gestão são oriundos do orçamento anual da Fundação Florestal, de compensação ambiental de empreendimentos e de projetos obtidos pelos parceiros e/ou pela própria Fundação Florestal.
A subprefeitura do distrito de São Francisco Xavier, disponibiliza a sala do Centro de Referência Ambiental (CRA) como local de referência para informações e reuniões.
(Fonte: Governo de SP. Disponível em:http://www.ambiente.sp.gov.br/apa-sao-frasncisco-xavier/sobre-a-apa/. Acesso em 23/06/2013)

Observações

Fonte: Obs: São Francisco Xavier é um distrito do Município de São José dos Campos, que foi fundado no ano de 1892, por estar na rota dos tropeiros que se dirigiam para a Serra de Santa Bárbara. Durante as revoluções de 1930 e 1932, foi um refúgio estratégico dos paulistas. O Distrito de São Francisco Xavier, atualmente ocupa vinte e nove por cento da área total do Município de São José dos Campos, cerca de 12.623 hectares, e, na metade dessa área, encontra-se uma das raras áreas remanescentes da mata atlântica (mata pluvial latifoliada) em nosso Estado. O clima predominante é tropical de montanha, com temperatura média anual de 17,5 ºC, o que a torna propicia para ser o refúgio de várias espécies da flora e fauna, nativas da mata atlântica, que estão correndo o risco de extinção. Entre as espécies animais com risco de extinção, existente na Serra dos Poncianos, destaca-se o Mono Carvoeiro, conhecido na região como Muriqui, a Suçuarana, o Gato-do-mato, a Jacuguaçu, tucanos e lontras. A flora possui cerca de 190 espécies nativas de porte arbóreo, inclusive com madeira nobre, como perobas, jacarandás e canelas. Afora a fauna e a flora, a Serra dos Poncianos tem várias nascentes, inclusive dos Rios do Peixe e Fartura, que estão classificados pela Cetesb como rios da Classe I, que não podem receber em seus leitos nenhum tipo de resíduo (esgoto), nem mesmo que o resíduo venha a ser tratado antes de ser lançado ao rio. Em razão deste fato, os Rios do Peixe e Fartura são os maiores depositários da Represa de Jaguari, que abastece várias cidades do Vale do Paraíba. Registre-se ainda a existência de inúmeras formações geomorfológicas de interesse científico, como cavernas graníticas raras - e desfiladeiros.A vocação para o turismo ecológico do Distrito de São Francisco Xavier é evidente, pois, além da beleza da mata, expressa em sua flora e fauna, há ainda diversas cachoeiras e trilhas para caminhadas e para a prática do ciclismo de montanha. O ecoturismo, antes de tudo, se apresenta como a única alternativa viável de desenvolvimento sócio-econômico da população local, com a simultânea preservação da biodiversidade existente.


Aspectos Físicos

Sobreposições com outras Unidades de Conservação ou Terras Indígenas

Não pertinente.


Contatos


Histórico Jurídico

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de publicaçãoícone de ordenação Observação Documento na íntegra
Lei 11.262 Criação 08/11/2002 09/11/2002 Declaram Áreas de Proteção Ambiental o trecho da Serra da Mantiqueira e as áreas urbanas no Município de São José dos Campos. As Áreas de Proteção Ambiental criadas por esta lei serão denominadas em todos os documentos oficiais, como "APA - São Francisco Xavier" e "APA do Banhado".


comments powered by Disqus